Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 20 julho 2014

Risco na fiação elétrica

20 de julho de 2014 1
Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Um pé de maracujá, por enquanto “apenas” sobre os cabos de telefonia, começa a avançar em direção à fiação elétrica na rua Gil Stein Ferreira, no Centro de Itajaí. O crescimento em cima da rede ofere riscos de curto-circuitos e até de apagão, principalmente em dias com muita chuva e vento.

Fica o alerta: vale conferir a situação e fazer o corte adequado da planta, garantindo a segurança e o abastecimento de energia aos moradores.

Tempo de planejar o futuro da cidade

20 de julho de 2014 0

Balneário Camboriú completou 50 anos neste domingo, e oito dias depois do aniversário dá um passo fundamental para planejar o futuro da cidade. No dia 28 de julho, a Barra e as praias agrestes recebem a primeira audiência bairro a bairro do Plano Diretor Participativo de Balneário.

Até 18 de agosto todas as regiões do município vão receber as reuniões, em que as comunidades dirão ao poder público como gostariam que ocorresse o desenvolvimento local. A ideia é que a série de diretrizes, elaboradas em conjunto com os moradores, organize o crescimento urbano até 2035.

A data, que marca o cinquentenário de emancipação política, é mais do que oportuna para discutir os problemas, apresentar soluções e melhorar o que já está dando certo.

Famosa pelos arranha-céus, pelo comércio em ebulição e pela visita de milhões de turistas a cada ano em busca de suas belezas naturais únicas, Balneário Camboriú precisa direcionar toda essa grandeza também para pensar como estará a cidade daqui a 50, 100, 200 anos.

Para isso, nada melhor do que ouvir – atentamente – o povo, que sabe das dificuldades, das necessidades e dos desafios diários enfrentados na agora cinquentona.

Ministério Público investiga veto a casal gay em casamento coletivo de Balneário Camboriú

20 de julho de 2014 5

A polêmica sobre o veto de um casal gay no Casamento Coletivo de Balneário Camboriú, promovido ontem, já chegou ao Ministério Público de Santa Catarina.

O promotor Rosan da Rocha, da 6ª Promotoria de Justiça de Balneário, usou as redes sociais para informar que vai abrir um Inquérito Civil Público para apurar o caso e tomar as medidas cabíveis.

O promotor afirma que, além do evento ser público e pago com impostos de todos os cidadãos, a prefeitura só poderia fazer exigências previstas em lei para a seleção dos casais – o que não se aplica à orientação sexual.

– O Estado brasileiro é laico e, assim, não deve se submeter a qualquer exigência apenas de cunho religioso, sob pena de estar incorrendo em grave discriminação. Qualquer pessoa pode não gostar, é direito de escolha. Mas impedir, nunca – apontou Rocha.

Entenda o caso

A Secretaria de Inclusão Social de Balneário Camboriú vetou a inclusão de um casal gay no Casamento Coletivo da cidade e deu duas justificativas para a proibição.Uma delas é que o evento segue diversos critérios, como a condição financeira dos inscritos, o que teria contribuído para a exclusão do casal gay da seleção final do casamento.

A outra explicação é a oposição de representantes das igrejas evangélicas que, há mais de 15 anos, dão a benção religiosa na cerimônia.