Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Observatório Social questiona usina de biogás no aterro sanitário de Itajaí

25 de julho de 2014 2

Os Observatórios Sociais de Itajaí e Balneário Camboriú protocolaram pedidos de informação sobre o uso do aterro sanitário da Canhanduba por uma usina de biogás. A organização quer saber por que não houve licitação para concessão do serviço e conhecer os detalhes do contrato _ incluindo, aí, os benefícios para a cidade e para os moradores.

Os Observatórios Sociais defendem que a população tenha participação nos lucros da usina, uma vez que a matéria-prima usada na produção do biogás é lixo urbano, e portanto, pública.

O pedido de informações foi enviado ao prefeito de Itajai, Jandir Bellini (PP), ao prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB), às Câmaras de Vereadores das duas cidades e também ao secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão de Itajaí, Luiz Carlos Pissetti. O prazo para resposta é de 20 dias.

Leia mais sobre a usina, divulgada em primeira mão no blog – Aterro de Itajaí vai produzir energia elétrica

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Candidato honesto diz: 26 de julho de 2014

    Podemos todos colaborar e guardar nosso pum p o governo, afinal juntos somos um so… Aki em itajai e tanta politicagem, tanta canalhice, que ate no gas do lixo fazem xunxo, lamentavel

  • Jonas Tadeu Nunes diz: 29 de julho de 2014

    O que reclamam os Observatórios Sociais de Itajaí e Balneário Camboriú é perfeitamente legítimo. O Aterro Sanitário da Canhanduba é formado pela coleta do lixo dessas duas cidades. A exploração do biogás, embora seja uma bela iniciativa, por seu caráter ambiental e ecológico, não está prevista no contrato de concessão. O que a comunidade quer é que haja uma licitação específica para isto (concorrência pública), conforme manda a lei, e que seja celebrado um contrato específico, no qual estejam previstas, também, as vantagens para o Município e, não somente, para o setor privado que hoje explora essas vantagens.

Envie seu Comentário