Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Porto Belo vai procurar a Justiça para questionar pedágio em Bombinhas

04 de agosto de 2014 59
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

A lei que institui a Taxa de Preservação Ambiental (TPA) em Bombinhas pode causar um problema sério para moradores de Porto Belo, que não foram incluídos na lista de isentos pela prefeitura de Bombinhas. As duas cidades são muito próximas e dividem comércio, negócios e famílias.

O prefeito Evaldo Guerreiro (PT) diz que, caso a prefeitura de Bombinhas não volte atrás em relação a isto, vai procurar a Justiça.

_ É uma questão geográfica, histórica e familiar _ argumenta Guerreiro.

Porto Belo chegou a discutir a instituição da taxa juntamente com Bombinhas, mas acabou declinando do projeto porque possui três entradas (enquanto Bombinhas possui apenas uma), o que dificultaria o controle de acesso.

A Associação Empresarial de Bombinhas já se manifestou contrária à instituição imediata da taxa, alegando haver insegurança jurídica.

Regulamentado pela Câmara de Vereadores na semana passada, o pedágio ambiental de Bombinhas precisa apenas do aval da prefeita Ana Paula da Silva para passar a valer. Como o projeto é do Executivo, não deve haver recusa em homologar a proposta.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (59)

  • reinaldo diz: 4 de agosto de 2014

    Administrações que não tem competência para cuidar da cidade e insuflam o crescimento da mesma no setor administrativo e de serviços,especialmente com a criação de cargos de secretários,assessores, vereadores, secretárias e motoristas para os mesmos, sem servir à população, só fazem é criar novas taxas para denegrir a livre movimentação e outras esquisitices..Além de ridículo, escrachante e indigno, é passível de contestação jurídica. Aos vereadores uma lição deve ser aplicada pela população na próxima eleição ou até um impeachment na prefeitura, é o que pensamos a respeito do fato..

  • tomaz da rosa neto. diz: 4 de agosto de 2014

    Isto e uma vergonha para esta prefeitura , quando em campanha vou fazer pelo povo depois que se elege fás o contrario mas digo para o povo de bombinhas deixa o prefeito vim pedi voto na próxima sabe porque somos nos que temos o poder de colocar e tirar ai sim eles vão senti na pele , não vamos esquecer destes vereadores também que estão junto com esta prefeita vamos mostrar para eles quem tem o poder mesmo se são eles o nos nas urnas daremos o troco .

  • Jorge Brodt diz: 4 de agosto de 2014

    É necessário a intervenção do MPSC no caso. Não sou advogado mas na minha opinião essa taxa é inconstitucional e fere o direito de ir e vir do cidadão.

  • João diz: 4 de agosto de 2014

    O que realmente apavora nisso tudo é a NATURALIDADE como essa INCONSTITUCIONALIDADE está sendo tratada pelas instituições que tem o dever legal de resguardar o interesse da sociedade, ou seja, Ministério Público e Defensoria Pública (fica a dica para o pessoal do Jornal: NÃO é função precípua da OAB a defesa do interesse público; trata-se de entidade de classe que defende primordialmente o interesse dos Advogados).
    Vou ajudar com alguns argumentos legais:
    1) a competência para legislar sobre TRÂNSITO é exclusiva da União; 2) a taxa é um tributo que pressupõe a prestação de um serviço ou exercício do poder de polícia, NÃO sendo o caso; 3) é vedada a instituição de pedágios urbanos, por direta afronta ao direito de ir, vir e permanecer, inclusive com seus bens móveis; 4) as praias são bens da UNIÃO de uso comum do povo, sendo vedado ao município impedir a entrada; 5) o lançamento tributário pressupõe a instauração do procedimento tributário administrativo, sendo um DIREITO do contribuinte questionar eventual ilegalidade na esfera administrativa (ou seja, não é possível que o município sai “protestando” os infratores); 6) Bombinhas NÃO é uma reserva natural ou uma unidade de conservação (casos de Fernando de Noronha e Ilha Bela), ou seja, a limitação ambiental não pode ser fundamentada nas mesmas razão daquelas.
    A Prefeitura de Bombinhas ainda deve explicações à população sobre as licenças para construir empreendimento GIGANTESCOS no centro da cidade ou na beira da praia de 4 Ilhas. Estes sim são potencialmente causadores de degradação ambiental sensível e permanente além de caos urbanos.
    Fica aqui minhas considerações – sem grande expectativa de bom senso -, e nem preciso pois moro em Floripa e NUNCA iria passar um dia sequer em Bombinhas.
    Aliás, fica aqui minha irônica “dica” para o Prefeito César Souza Junior: Vamos derrubar essas pontes e limitar ao máximo a entrada de veículos em Florianópolis!

  • Evilasio Siqueira diz: 4 de agosto de 2014

    Quem vai a Bombinhas no verão e se depara com os inúmeros problemas como falta de luz, de água, problemas infraestruturais e uma superpopulação vinda majoritariamente da Argentina e do Rio Grande do Sul, acredito que deva concordar. Do mesmo modo, eu torço para que a prefeitura da capital faça o mesmo na ponte que faz a entrada para a ilha. Esses turistas vem e depredam tudo, geram filas e inviabilizam qualquer coisa na ilha. Os habitantes desses lugares não podem nem respirar no verão. Parabéns Bombinhas, eu apóio plenamente a sua iniciativa, e não isentem ninguém, esse patrimônio é de todos e devemos exigir que contribuam para a sua manutenção.

  • Amancio diz: 4 de agosto de 2014

    Esse pessoal de Bombinhas estão brincando de fazer política. Não sabem mais o que inventar. A população em geral precisaria deixar durante o verão, sua excelência o senhor Prefeito e os Senhores Vereadores falando sozinhos.
    Sugiro que procuremos outras opções para veranear.
    Absurdo esse.

  • Paulo diz: 4 de agosto de 2014

    A cobrança é valida sim. Desde que o dinheiro arrecadado seja aplicado de forma correta. Agora precisa rever a questão de quem será taxado, pois se a finalidade é diminuir o fluxo de turistas e o caos do verão, moradores de Porto Belo não precisam pagar, pois não são os causadores do referido caos. É preciso também considerar que Bombinhas e Porto Belo formaram por muito tempo, um único município mantendo até hoje laços familiares.

  • Ricardo diz: 4 de agosto de 2014

    João, gostei muito do seu comentário, bem fundamentado, apenas discordo totalmente da parte final, mesmo sendo um comentário irônico.Primeiro, porque Florianópolis não começa nas pontes, e sim, na altura do supermercado BIG, e assim, toda a parte continental, com as suas belezas, fazem parte de Floripa. Segundo, porque não é destruindo algo que iremos consertar o que precisa ser organizado na nossa cidade, já que Floripa precisa melhorar muitas questões, como esgoto, e claro, a parte da mobilidade.

  • Diogo diz: 4 de agosto de 2014

    Assim fica fácil, os governantes invertem tudo a seu favor, ao invés de construirem acessos, aumentar a capacidade de abastecimento de água, etc … vão criar mais uma taxa para o povo para aumentar o custo Brasil, aumentar a inflação e diminuir o crescimento da economia pois cada vez mais nosso dinheiro fica sob a tutela dos governantes super-honestos …

  • Samuel diz: 4 de agosto de 2014

    Concordo com a opinião do Sr. João. Isso é uma afronta à Constituição. A cidade de Bombinhas divulgou a si mesma como centro de lazer e turismo, atraindo gente de todo país e exterior e muito pouco fez nesses anos em questões de infraestrutura. Faltam água, luz e o esgoto é lançado nas praias. Agora querem impedir a entrada de visitantes com este argumento absurdo. A cidade deveria ter pensado em melhorias há pelo menos 10 anos atrás. Não fez nada. Agora quer cobrar a conta do turista. Sugestão: não visitem Bombinhas. Eu farei isso. Bombinhas nunca mais.

  • flavio diz: 4 de agosto de 2014

    Não devem cobrar esta taxa, já que não é reserva ambiental. Entretanto, já que querem reduzir o fluxo de farofeiro de final de semana, basta implantar a zona azul, como Balneário e Floripa.

  • andrea breitenbach diz: 4 de agosto de 2014

    È um absurdo as pessoas aceitarem isto com naturalidade, já temos tanta taxa, tantos tributos em nosso pais , só o que falta agora ter que pagar para transitar entre as cidades,sobra dinheiro público neste país o que falta é sua aplicação correta!

  • RAFAEL MULLER DOS SANTOS diz: 4 de agosto de 2014

    SOU CONTRA ESSE PEDAGIO POIS ONDE ESTA O DIREITO DE IR E VIM,TEM OTIMAS PRAIAS, E NAO PODE FICAR ASSIM RESTRITO A UM PEQUENO GRUPO, CADE O MPSC, A DEFENSORIA PUBLICA, OAB, E OUTRA BOMBINHAS TRAZ MUITO GAUCHO E ARGENTINO ASSIM COMO AQUI EM FLORIANOPOLIS, SINAL QUE OS GAUCHOS ESCOLHEREM UM BOM LUGAR PRA GASTAR SEU DINHEIRO POIS PODERIAM IR PRA QUALQUER LUGAR MAS VEM AQUI EM FLORIPA E EM BOMBINHAS, FORA PEDAGIO….

  • euripedes (campogrande ms) diz: 4 de agosto de 2014

    EU NAO PASSO MEU DESCANSO POR AI, ONDE EU VOU E SO VISITAR A TAINHA E VOLTAR PELO MORRO, POIS E INSUPORTAVEL O TRANSITO, POIS EU ACHO QUE DEVERIAM COBRAR DE NOVEMBRO A MARÇO QUANDO E A TEMPORADA.

  • Carlos diz: 4 de agosto de 2014

    Já pagamos valores absurdos de IPTU e outras taxas, com cobranças retroativas a cinco anos de pretensas diferenças, e este verdadeiro assalto é mais uma dificuldade para utilizarmos nossa casa, além da tranqueira, da falta de água e até de luz. A cada verão é uma epidemia de rotavírus decorrente da água poluída. Se eu quiser receber os tios e avós de meus filhos, eles vão ter que pagar por isto? É só o que faltava. Os imóveis vão desvalorizar, vamos acabar vendendo… Porque a administração municipal não segue os bons exemplos, como o de Camboriú, que encaminha projetos consistentes de tratamento e conservação dos recursos naturais ao governo federal, que já nos “morde” escandalosamente?
    Acredito que a falta de inteligência e a estreiteza de visão serão cobrados nas urnas. Se atentem !!

  • paulo henrique diz: 4 de agosto de 2014

    quem ta reclamando é o legitimo caga praia… quem vem aqui so sujar a praia e nao gasta nada.
    faz o seguinte… nao quer pagar vai sujar outra praia.

  • Djalma diz: 4 de agosto de 2014

    Seguindo o “raciocinio de Bombinhas”, sugiro a Itapema fazer o mesmo na ponte que da acesso a Porto Belo, ou removela.

  • Gilson diz: 4 de agosto de 2014

    Vou entrar e sair quantas vezes forem necessárias, não vou pagar um centavo, quero ver quem vai me obrigar a pagar, que todos os cidadãos façam o mesmo, o que vão fazer? prendê-los?

  • Sandra Seemann diz: 4 de agosto de 2014

    Concordo plenamente com o direito de ir e vir, mas não causar prejuízos ao meio ambiente. Deste que a tarifa seja realmente aplicada em saneamento básico, coleta de lixo e limpeza urbana em geral. Como proprietária de imóvel em Bombas torna -se urgente investir na preservação ambiental. No término da temporada a devastação é lastimável. Bombinhas não possue infraestrutura para a imensa demanda de veranistas. Urgente providências principalmente qto ao saneamento básico inexistente.

  • Cris diz: 4 de agosto de 2014

    Gostaria de saber se os proprietários dos restaurantes de Bombinhas (aliás, ótimos restaurantes!) irão pagar a taxa de seus inúmeros clientes de outras cidades?!! Pois, costumo almoçar regularmente com minha família na cidade durante o ano, principalmente no verão. Ou, além de pagar o almoço, o estacionamento (pois no verão o estacionamento do restaurante lota facilmente), ainda vamos ter que pagar mais 20 reais a prefeitura? PREFIRO ALMOÇAR ONDE EU NÃO SEJA ASSALTADA JÁ NA ENTRADA DA CIDADE!!!!

  • Celso diz: 4 de agosto de 2014

    Como diria Boris Casoy: Isto é uma VERGONHA !!!! Onde já se viu a cobrança de uma TPA ??? Por acaso Bombinhas virou Patrimônio Mundial da Humanidade??? Façam-me o favor. Todos temos o direito de entrar e sair de qualquer cidade brasileira sem pagar nada, isso é constitucional. Quem essa prefeitazinha pensa que é?? A nova Jacques Custeau?? Ponha-se no seu lugar prefeita e vá trabalhar por aquilo que você prometeu em campanha, e não arrochando ainda mais os bolsos daqueles que em seu município deixa milhões em impostos durante os verões.

  • dionei raulino diz: 4 de agosto de 2014

    O nome já diz tudo BOMBINHAS….onde tudo estoura na carteira do povo…boicotar este lugar é o que podemos fazer, depois eles vão colocar placas ; “VISITE BOMBINHAS, POR FAVOR!!!!”

  • Charles diz: 4 de agosto de 2014

    O que aconteceria se por acaso Porto Belo cobrasse pedágio 10 metros antes da divisa com Bombinhas? Certamente alguém do outro lado cederia, pois parece que esqueceram que para chegar a Bombinhas temos que passar por Porto Belo. Bombinhas é um dos maiores arrecadadores de Impostos do Brasil (per capita) e quer chegar ainda mais perto do topo com esse imposto disfarçado de Taxa.

  • jaime diz: 4 de agosto de 2014

    Sou totalmente contrario a esta lei, estes vereadores deviam ter vergonha na cara e tentar fazer alguma coisa de bom pelo município enquanto podem.
    Qual é a obra que foi executada por esta administração até a presente data, as ruas do Mariscal e Canto Grande são uma vergonha a av. do centro de bombinhas é uma calamidade é um tal de começar obra “sem licença”, como por exemplo o calçadão de Bombas. Fizeram um trapiche no bairro de Morrinhos, “sabe lá DEUS como termiram a obra”, aonde nem local para se estacionar um veiculo tem, o correto era fazer no Zimbros.
    Um município que vive exclusivamente do turismo, fazer uma lei desta é dar um tiro no próprio pé.
    Ao invés de tentar inventar taxa para o povo pagar, tentem fazer um novo acesso via morro do Zimbros, verão que as filas para ir e vir vão com certeza diminuir e muito.
    Prestem mais atenção nas obras da Av. Leopoldo Zarling, com certeza mais uma que não vai acabar antes do verão.
    Para encerrar vou deixar uma ideia para vocês.
    VÃO TRABALHAR SEUS INCOMPETENTES.

  • Tony Leonardo diz: 4 de agosto de 2014

    Essa prefeita e esses vereadores estão fazendo um papel ridículo, estão passando um atestado de ignorância e incompetência. Se estudassem um pouquinho de leis saberiam que estão fazendo o papel de palhaços. É óbvio que essa lei não será colocada em prática. Será uma vergonha para vcs. Dá próxima vez que a prefeitura mandar vcs votarem alguma coisa, tirem um tempinho e estudem um pouco.

  • Bruno diz: 4 de agosto de 2014

    Sou morador de Bombinhas e aprovo totalmente a taxa. Cansamos de presenciar visitantes que chegam à nossa cidade apenas usufruir da praia e deixar seu lixo sem contribuir com 01 centavo. Não somos obrigados a pagar a taxa de lixo dessas pessoas. TURISTA QUE SE NEGA A PAGAR 20 REAIS para contribuir na coleta do lixo produzido e com o desgastes de nossas estradas NÃO É BEM VINDO AQUI. Sem mencionar o congestionamento causado por ”CAGA-PRAIAS” no final da tarde quando levamos até 4 horas para chegar até o trevo de Porto Belo.

  • joao henrique diz: 4 de agosto de 2014

    quem esta reclamando é o farofeiro q traz o frango e a farofa de casa ja e que vem faze sujeira aqui.
    pq oq custa da 4 reais por pessoa? 20/5
    escolham outra praia se nao querem pagar

  • Claudio diz: 4 de agosto de 2014

    Eu aprovo a taxa.

  • Bruno diz: 4 de agosto de 2014

    Ao andar pela praia, já presenciei uma família fazendo macarrão instantâneo e com panelão de cachorro quente, uma verdadeira farofagem.
    Essas pessoas que estão se recusando a pagar a taxa são as que tem a mesma atitude.

  • Bruno diz: 4 de agosto de 2014

    Gostaria de deixar claro que sou a favor da taxa somente para visitantes de 1 dia e não para os que forem se hospedar.

  • Jonathan Kreutzfeld diz: 4 de agosto de 2014

    Bombinhas é a cidade com as melhores praias do estado no mínimo. Acredito que seria muito mais eficiente cobrar estacionamento com um valor expressivo, pois assim iria atingir quem não reside lá ou alugue imóvel sem garagem. Diminuiria os que passeiam pela cidade por apenas um dia. Não que eu concorde com isso, mas limitaria de forma menos radical. Aquele que estacionar em local indevido ou não tiver talão de estacionamento teria o carro guinchado. Isso iria ampliar a rede privada de estacionamentos. Uma pergunta que me instiga. E a passagem pelo morro que liga Porto Belo até Bombinhas que sai lá perto de Zimbros e Canto Grande vai ficar como? Vai ter praça de pedágio por lá também? Em suma, concordo com algum tipo de limitação de movimentação, mas nunca com pedágio.

  • CLAUDIO BORBA diz: 4 de agosto de 2014

    ISTO É UMA PALHAÇADA , CADE O DIREITO DE IR E VIR
    E PARA QUE PAGAMOS IPVA E OUTROS IMPOSTOS
    O POVO DEVERIA BOICOTAR IDA BOMBINHAS
    VAMOS DAR UMA GELADA NELES
    NINGUEM MAIS VAI A BOMBINHAS
    VAMOS PRESTIGIAR OUTRAS PRAIAS , IGNORANCIA PURA

  • Andre diz: 4 de agosto de 2014

    Sou totalmente favoravel a esta taxa e inclusive acho muito barata, bombinhas é um dos poucos paraisos que ainda temos em sc e devemos proteger, balneario camboriu e itapema ja foram paradisiacos tambem , mas atualmente e uma imensidao de prédios e areia suja.

  • Carlos diz: 4 de agosto de 2014

    Eu concordo plenamente com a cobrança do Pedágio ,pois alguns dos bate e volta ,além de deixar muito congestionado o transito largam lixo como: garrafas ,plásticos latinhas de cerveja e tudo mais que se possa imaginar…
    Pois 20,00 se for em 4 pessoas no carro ,não da nem para falar que é caro e na minha opinião simplesmente é um valor irrisório . Esse dinheiro deve ser usado para retirar o lixo das nossa praias e fazer uma boa campanha de Educação Ambiental para que continue sendo preservada e admirada por todos .
    Agora !… reclamar de 20,00 para aproveitar um lugar deslumbrante como esse …Então vão para um Parque aquatico e parem de reclamar. Não sou de Bombinhas e vou pagar com muito prazer, só espero que entendam que a questão é simplesmente ambiental, pois, vou no verão para lá todos os anos e percebo que a cada ano tem aumentado a quantidade de lixo nas praias. Se continuar assim esse paraíso não vai durar mais 10 anos.

  • FB diz: 4 de agosto de 2014

    Todos os lugares do mundo fazem de tudo para receber turistas. Turismo é sinônimo de preciosos recursos injetados diretamente na economia local. Não sei o que passa pela cabeça desses governantes ao adotar uma medida que DESESTIMULA o turismo. É um tiro que vai sair pela culatra; aposto que a medida não vai durar muito tempo.

  • marcos diz: 4 de agosto de 2014

    tive a infelicidade de levar minha familia para um final de semana nesse local que chamam de balneario; bombas, bombinhas e todas as outras digo infelicidade pque tirando a beleza das praias o resto é so porcaria o transito é um inferno o comercio é um dos piores de todas as praias que ja visitei e os comerciantes te atendem olhando para tua aparencia e o carro que vc esta e olha que estava de camionete dupla nova. A pousada que tive o azar de ficar nao aceita cartao e tive que voltar ate outra cidade para achar um banco para sacar dinheiro e o gerente nem quiz falar comigo disse que estava no site e que tbem so aceitava reclamaçao pelo site. nao recomendo esse local para ninguem a nao ser que vc goste de enfrentar filas monstruosas e nao tenha a intençao de descansar, se mesmo assim insistir em ir uma dica saia de madrugada de casa la pelas 9 ou 10 vai estar chegando a praia mas ai voce vai ter outro problema estacionar emfim proximo ao meio dia vc vai curtir a praia mas nao se demore sai pelas 2 no maximo 2,30 vai chegar na br la pelas 8

  • Daianny diz: 4 de agosto de 2014

    Lindo seria mesmo se o Prefeito de Porto Belo cobrasse também, ai sim queria ver como os moradores de Bombinhas iriam sair da cidade visto que para sair é necessário passar por Porto Belo….kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marta Elisiane Dutra Ferreira diz: 4 de agosto de 2014

    Acho um absurdo, pois como já foi dito, onde está o direito de ir e vir? E com certeza o turismo cairá bastante a partir desta medida descabida, sem pé e nem cabeça. Se caso isso ocorra minha família é uma que irá procurar outras praias dentre tantas maravilhosas que existe em Santa Catarina. Sou CONTRA ESTE PEDÁGIO RIDÍCULO.

  • Marta Elisiane Dutra Ferreira diz: 4 de agosto de 2014

    Ao invés de criarem bem feitorias, melhorar para o turista querer voltar, já que são praias maraaaaavilhosas, eles só procuram tirar dinheiro do bolso do turista que já deixa um bocado de reais, euros, pesos, dólares seja lá qual moeda for.

  • Silmara diz: 5 de agosto de 2014

    Me parece pouco importante para a economia desta cidade o TURISMO. Turistas, gaúchos e argentinos vos convido a conhecer outros litorais do Brasil, com águas transparentes, belezas naturais e praias desertas do Nordeste do nosso país. Não se confinem em Bombinhas…

  • Juciéle diz: 5 de agosto de 2014

    Concordo plenamente com o Samuel, Rafael, João e o Flávio, onde esta o direito de ir e vir. Isso já está virado palhaçada. Ruas que estão sendo calçadas e os moradores não irão pagar nada quanto a outras que se os moradores querem que a rua seja calçada tem que pagar, todo que tem seus imóveis aqui pagam impostos e não é barato, e ainda tem que pagar para uma rua ser calçada, porque não divide esse dinheiro para um pouco cada rua, priorizam uns e outros não…. Dez anos que essa cidade está com a mesma avenida, agora que começaram a refazer, não tem um atrativo, e ainda querem cobrar pedágio pra a infraestrutura do município ahhhh coitado…. E se não fossem os turistas, os gaúchos, paranaense, Paulistas, enfim aqui vem pessoas te todo lugar do brasil e do mundo, e ainda tem pessoas que querem falar mal dos turistas, se querem um lugar exclusivo vão pro meio do mato, porque se não fosse o turista queria ver do que o comércio de Bombinhas iria viver. Eu fico indignada com essas pessoas sem cultura, sem noção do que falam. Mas as eleições chegam e coitado daquele que vir bater na minha porta pedir voto…. INDIGNADA ….

  • jose wanderley de araujo diz: 5 de agosto de 2014

    Bando de vagabundos; o brasil realmente nao e um pais serio.
    Tire o exemplo pelo felipao, como premio pelo vexame de 7×1 foi agraciado com o cargo de tecnico do gremio. Assim sao os prefeitos . Quanto mais trapalhada fazem , mais status ganham. Pouca vergonha.

    Pobre brasileiros.!

  • Roberto C. Silva diz: 5 de agosto de 2014

    Bombinhas na verdade é uma bomba! existe problemas estruturais de toda espécie, já citados. Sou de Itajaí e acho que todos os habitantes de lá, quando passarem por aqui, também deverão pagar pedágio pois estarão sujando nossa cidade.

  • James diz: 5 de agosto de 2014

    Bom era cobrar em todos os 295 municípios de SC…kkkkkkk

  • ALINE MARA DA COSTA diz: 5 de agosto de 2014

    SOU TOTALMENTE A FAVOR DA TAXA, COM A INCLUSÃO DA CIDADE DE PORTO BELO, POIS É NOSSA VIZINHA COMERCIAL E NOSSA CIDADE ANCIÃ DEVEMOS RESPEITO É CLARO.. AGORA A TAXA DEVE SER MANTIDA SIM! AS PESSOAS VEM PARA NOSSA CIDADE E A MAIORIA SÓ DEIXAM LIXO, TRAZEM SUA ” FAROFA” NO CARRO E A NOITE VOLTA PARA BALNEÁRIO OU OUTRA CIDADE VIZINHA MANTENDO FILAS ENORMES E AMONTOADOS DE SUJEIRA. EM RELAÇÃO A REVER A QUESTÃO DE VOTO, ACHA QUE DEVERÍAMOS REVER A CONDIÇÃO DE MANTER OS GESTORES QUE LA ESTÃO, JÁ QUE OS MESMOS ESTÃO FAZENDO UMA CIDADE MELHOR APOSTANDO EM OBRAS PARA CRESCIMENTO E MELHORIA DA CIDADE PENSANDO NOS MORADORES E NÃO SOMENTE EM EMPRESÁRIOS. ACHO QUE DAMOS UM GRANDE PASSO PARA PRESERVAR NOSSA CIDADE POIS O TURISMO DE MASSA, AGREDI E FERE NOSSA NATUREZA PREJUDICANDO AQUELE QUE VIVE EM BOMBINHAS. E MAIS.. SE O TURISTA ESTA PREOCUPADO EM PAGAR R$ 20,00 PARA ENTRAR EM BOMBINHAS O QUE ELE PRETENDE GASTAR NO MUNICÍPIO ENTÃOO?????

  • jose roberto a. santos diz: 5 de agosto de 2014

    Acho muito válido a cobrança, pois tem praia e instancias minerais em São Paulo que cobram,e esta tudo funcionado muito bem.Para entra em canela ou Gramado temos que pagar pedágio, e vemos a maravilha que é. Se a Prefeitura de Bombinhas, criar clientelismo, este pago este não paga, não vai funcionar;a cobrança tem que atingir todos.

  • Izadora Pinto diz: 5 de agosto de 2014

    Uma cidade que vive do turismo, cria taxas para afugenta-los… Complicado isso não! E para quem mora em Porto Belo? Acredito que a ideia em preservar é boa, mas deve ser repensada.

  • Greice diz: 6 de agosto de 2014

    Estão preocupados que o pedágio vai afugentar turista? Como assim? Pois o grande problema é o excesso de turistas na temporada causando os problemas ambientais na cidade. Li vários comentários e poucos se preocupam com a degradação ambiental. Frequento as praias de Bombinhas todos os anos e percebo quanto cada vez mais tem aumentado a visita de pessoas sem a menor preocupação com o meio ambiente. As pessoas não entendem que o problema é ambiental, só se preocupam com seus bolsos, com os 20 reais a menos para gastar com cerveja e deixar a latinha na praia. Sou a favor do pedágio, devemos pagar e sim e COBRAR das autoridades que esse dinheiro seja utilizado para um bom trabalho de educação ambiental para moradores e turistas. Colocar monitores ambientais circulando nas praias por exemplo no meu ver seria interessante.

  • aisengam diz: 6 de agosto de 2014

    Estive em Bombinhas duas vezes, faixa de areia pequena, comercio na beira da praia, quem passa pela “avenida” não enxerga o mar. Ir aí para quê? Prefiro Itapema com comércio com preços razoáveis, pessoas educadas e trânsito ótimo.
    Porto Belo tem que cobrar dos moradores de bombinhas para poderem transitar por seu município também porque todos os veículos que se dirigem a Bombinhas tem que passar por ali causando desgaste nas vias do município que a manutenção são de sua responsabilidade .

  • pompeu diz: 7 de agosto de 2014

    Sou a favor da cobrança para todos , menos para os veiculos emplacados em Bombinhas (metade do IPVA ja fica na cidade). Penso que a cobrança deve ser feita a entrada e pode ser mais cara.
    Traremos sim turistas , porque eles entendem e pedem preservação e limpeza.
    Em relação a pessoa que falou que é proibido o pedagio urbano ela deve se informar melhor mas eu penso que ele plantou essa informação por maldade.
    Vamos fiscalizar.

  • José Espindola Neto diz: 7 de agosto de 2014

    “PARABÉNS” ao Sr Samuel pela frase “BOMBINHAS NUNCA MAIS”, pois o Litoral de Santa Catarina é repleto de PRAIAS, e uma melhor que a outra, e de infra estrutura o município de BOMBINHAS não deixa nada a desejar.

  • Maxmiliano Andriani diz: 7 de agosto de 2014

    Sou morador de Porto Belo…

    Estamos dispostos a ajudar Bombinhas a se isolar do mundo. Vamos instaurar um pedágio na divisa com Bombinhas. E que qualquer morador de Bombinhas que queira usufruir da infra-estrutura de Porto Belo para sair da cidade deverá pagar uma taxa de R$ 100,00. E essa taxa não são para os turistas, e sim moradores que contribuem para o aumento do transito em Porto Belo O ANO TODO.

  • José Espindola Neto diz: 7 de agosto de 2014

    Bem falado Juciéle, sem o “TURISTA”, não haveria prosperidade no Município, pois é dele que o Município vive, e justamente as pessoas do PARANA, RIO GRANDE DO SUL E ARGENTINA é que fazem o COMERCIO funcionar, pois passam o verão em BOMBINHAS, e ainda assim, algumas pessoas sem NOÇÃO fazem chacota deste povo maravilhoso que saem de seus Estados e Cidades e vem para BOMBINHAS gastar o seu Dinheiro aqui em Santa Catarina. Sinceramente é vergonhoso pessoas falarem mau destes Turistas.

  • José Espindola Neto diz: 7 de agosto de 2014

    Greice > o excesso de movimento de Turistas engrandece o Município e não denigre o sua imagem, ele trás divisas ao Município, O Turismo é a garantia de uma Ótima Temporada, sem ele o Município não existiria, ainda seria chamado de Município Porto Belo, e não Município Bombinhas. Problemas Ambientais é Mundial devido ao aumento populacional,
    não é exclusivo de Bombinhas.

  • José Espindola Neto diz: 7 de agosto de 2014

    “IMPEACHMENT JÁ” A PREFEITA ANA PAULA DA SILVA

  • Carlos Romano Pereira diz: 8 de agosto de 2014

    Pela primeira vez espero conhecer Bombinhas, pois ja fiz reserva de hotel para o mês de janeiro 2014 com estadia de 8 dias, fiquei assustado quando soube que tenho que pagar pedágio para entrada na Cidade e diária durante o período de estadia, estávamos planejando ir de carro, mas agora estamos decidindo ir de avião depois dessa notícia.

  • Rosane diz: 22 de agosto de 2014

    Comentario do João descreve muito bem a situação. Também sou advogada e nem tem o que questionar. Quero deixar por escrito que antes de qualquer taxa, pedágios etc. Realmente a Prefeitura tem que se explicar sim sobre obras de prédios gigantescos praticamente na praia, como é o caso de 4 Ilhas, e muitas mansões, liberadas para construir nos morros. E tem mais, ouvi dizer que ainda querem liberar prédios de mais 5 andares. É o fim mesmo de Bombinhas.

  • Douglas diz: 15 de outubro de 2014

    Coitada da prefeita, ela gastou muito dinheiro com a merda dos turistas, vamos pagar a taxa para a pobre coitada, espero que os corjas dela também paguem. Sou a favor.

  • Carlos de Magalhães Sampaio Filho diz: 27 de janeiro de 2015

    MUITO bem aplicada a verba da TPA! Passei 21 dias em Bombinhas e só vi a Av. Principal de Bombas destruída juntamente com as calçadas, fazendo com que pedestres e veículos disputem espaço para transitarem, HÁ também muitos latões (isso mesmo, latões) de coleta de lixo espalhados pelas praias (certamente só esse ano, pois são de ferro e irão enferrujar até o próximo verão. NÃO PAGUEI!

Envie seu Comentário