Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dois meses de espera

12 de agosto de 2014 6
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Faz quase dois meses que o Porto de Itajaí enviou à Fundação Catarinense de Cultura o projeto de restauro do prédio da antiga Fiscalização dos Portos, e até agora o aval para a obra ainda não chegou. O canteiro de obras está montado, mas como a construção é histórica e tombada como patrimônio histórico, os trabalhos só começam quando o projeto estiver devidamente aprovado.

O restauro do edifício da década de 1930 será feito por ordem judicial. Havia projeto no porto para derrubar a construção e usar a área para ampliar os berços de atracação.
Responsabilidade da empresa Albatroz, a obra vai custar R$ 700 mil.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (6)

  • Alexandre diz: 12 de agosto de 2014

    Dinheiro jogado fora, deviam derrubar de uma vez e utilizar o espaço para algo melhor. Na verdade ali nas redondezas tem bastante coisa que poderia ser derrubada, na minha opinião essa é a parte mas feia da nossa cidade!!!

  • André diz: 12 de agosto de 2014

    Caro Alexandre, por causa desse tipo de pensamento como o seu, que não temos preservada a história da Arquitetura do nosso país. É uma pena que aqui no Brasil as políticas públicas não deem valor ao patrimônio histórico, e nem se vislumbra algo para esse gênero, ao contrário do resto do mundo, que cultiva a sua história, e transforma ela em algo valoroso para a sociedade.

  • Leandro diz: 12 de agosto de 2014

    Finalmente um comentário racional. Aquilo é ridiculo, vai revitalizar para quê? Derruba e aumenta a capacidade do porto!

  • Clarise diz: 12 de agosto de 2014

    Não nasci em Itajaí. Nem sou catarinense. Mas fico muito aborrecida, quando vejo um prédio antigo sendo demolido, apagando qualquer vestígio da história de Itajaí. Muitos, já demolidos, nem tiveram qualquer registro fotográfico. Se essa parte da cidade está feia é por falta de interesse das autoridades. Alguém já foi em São Francisco do Sul? Cidade bem mais antiga que Itajaí? História, Alexandre. O povo de uma cidade precisa saber de suas origens. Minha opinião

  • William diz: 13 de agosto de 2014

    Preservar a história para garantir o futuro. Itajaí perde sua identidade a passos largos com o enorme descaso do Poder Público, tanto que esse importante patrimônio da sociedade só será restaurado graças ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. Obviamente é um valor ínfimo investido quando comparado com a sua importância para nosso futuro.

  • humberto diz: 13 de agosto de 2014

    Povo sem passado fatalmente será um povo sem futuro…um idiota que afirma ser aquela parte a mais feia da cidade certamente não é um papa-siri verdadeiro, não nasceu nesta cidade. Não basta terem derrubado a maioria dos prédios antigos, que faziam parte da nossa história, e agora aparece um sem noção dizendo esta besteira.
    As pessoas que aqui chegam e não gostam da cidade que façam um favor, deem meia volta e retornem à sua origem.

Envie seu Comentário