Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Balneário Camboriú poderá ter cobrança de estacionamento fracionada

16 de agosto de 2014 1
Foto: Rafaela Martins

Foto: Rafaela Martins

 

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú aprovou projeto de lei que obriga os estacionamentos particulares a adotarem sistema de cobrança fracionado, com valor para cada 10 minutos. Pela proposta, o novo modelo deve substituir a atual cobrança por hora.

A medida deve se estender não só aos estacionamentos de rua mas também os que prestam serviço a estabelecimentos comerciais _ o que inclui os shoppings.

Já houve tentativas de implantar a mudança em cidades como Blumenau, mas o estacionamento fracionado acabou parando na Justiça e foi considerado inconstitucional.

A lei está nas mãos do prefeito Edson Piriquito (PMDB), que deve decidir sobre a sanção. Ainda assim, a tendência é que os proprietários dos estacionamentos tentem derrubar a medida _ que faria uma baita diferença no bolso do cidadão.

Só os particulares

O curioso dessa história é que o vereador Arlindo Cruz (PMDB), autor do projeto, parece ter esquecido que o estacionamento rotativo das ruas de Balneário também não tem opção de fracionamento.
Se vale o privado, poderia valer para o público também. Aí sim. a conta seria mais do que justa.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Marie diz: 16 de agosto de 2014

    Diz o vereador que não pode propor redução de arrecadação do município. Ai que lindo!!!! Quem pode então? Prefeito Piriquito e os vereadores deveriam mostrar que estão a favor do povo, não da arrecadação de empresa privada ou do caixa da prefa. Se eu compro meio quilo de feijão, por que pagaria UM QUILO NO MÍNIMO? Só na sem vergonhice de Sucupira, República dos caras de pau.

    Ministério Público? Chapolin Colorao? Batman? Quem nos pode defender? É revoltante ver esta gente botando banca em cima do investidor privado, onde o cliente entra se quiser, mas ignorar o espaço público, de onde não temos jeito de escapar. No domingo, em BC, a democracia da zona azul acaba. O sujeito toma conta da vaga no centro até segunda e o resto que se vire.

    Os partidos políticos devem dizer como seus filiados vão atuar nesta e outras questões.

Envie seu Comentário