Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Reinserção atrás das grades

04 de setembro de 2014 2
Foto: Marcos Porto/Agência RBS

Foto: Marcos Porto/Agência RBS

Dezesseis detentos da Penitenciária da Canhanduba experimentaram nesta quinta-feira o primeiro passo em busca de uma nova chance. Receberam o diploma de soldador industrial, curso que fizeram dentro da unidade prisional e que poderá garantir-lhes trabalho e renda, mesmo antes de deixarem a vida atrás das grades.

A turma foi a terceira a se formar na unidade, que ampliou nos últimos tempos as ofertas de aprendizagem e emprego. O curso de capacitação, foi feito a pedido da indústria Açoforte, custaria R$ 4 mil no lado de fora. A empresa, que atua dentro da penitenciária, presta serviço para companhias como a Petrobrás.

Nos últimos tempos, até peças usadas em plataformas de extração de petróleo já saíram das mãos de detentos da Canhanduba.

Nova chance

Para ter direito ao trabalho, os detentos precisam encaixar-se em pré-requisitos como bom comportamento.
Oito empresas têm unidades avançadas dentro da penitenciária e há pelo menos mais uma em fase de tratativas: uma lavanderia, que cuidará, além das roupas dos presos de Itajaí, também dos pacientes do Hospital Marieta.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Detento foge da penitenciária da Canhanduba em Itajaí | Guarda-sol diz: 4 de setembro de 2014

    […] a formatura de 16 detentos era preparada na área do presídio da Canhanduba, em Itajaí, nesta quinta-feira, um dos detentos […]

  • Autoridades usam celular em cerimônia dentro do Presídio da Canhanduba | Guarda-sol diz: 5 de setembro de 2014

    […] entrarem no Presídio do Complexo Prisional da Canhanduba para a formatura de detentos no curso de solda, na quinta-feira de manhã, convidados e familiares precisaram passar por revista […]

Envie seu Comentário