Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 5 setembro 2014

Sistema de monitoramento de animais marinhos desenvolvido pela Univali recebe prêmio nacional

05 de setembro de 2014 2
Enrique Litman/Divulgação

Enrique Litman/Divulgação

 

O Sistema de Apoio ao Monitoramento de Mamíferos Marinhos (Simmam), desenvolvido pela Univali, foi o vencedor do Prêmio Plínio Cantanhede, que reconhece os melhores trabalhos técnicos publicados pelo  Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis.

O trabalho, feito em parceria por pesquisadores do Laboratório de Computação Aplicada e do Laboratório de Oceanografia Biológica, cruza dados sobre a ocorrência de golfinhos e baleias na costa brasileira. Os estudos relacionados a esses animais enfrentava problemas relacionados à coleta e acesso de informações. Faltavam registros de avistagens e encalhes, o que tornava os dados restritos a determinadas regiões e a poucos pesquisadores.

O trabalho estruturou um Sistema de Informação Geográfica com capacidade de entrada, armazenamento, manipulação e recuperação de dados e informações georeferenciadas.

O sistema foi integrado à internet, utilizando tecnologias web e opensource, permitindo que diversos pesquisadores possam acrescentar dados ao banco, fornecendo uma visão geral da distribuição desses mamíferos marinhos na costa brasileira.

André Silva Barreto, coordenador do projeto pelo Laboratório de Oceanografia Biológica do CTTMar/Univali, diz que o sistema permite estudar os fatores que influenciam a presença dos cetáceos nos locais observados e oferece subsídios para investigar o comportamento das espécies.

Os dados podem ser acessados no endereço http://simmam.acad.univali.br.

Aeroporto de Navegantes é autorizado pelo Ibama para fazer manejo de pássaros

05 de setembro de 2014 3
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O Aeroporto de Navegantes conquistou autorização do Ibama para fazer por conta própria o manejo das aves que aparecem na área aeroportuária, onde há risco de colisão com as aeronaves. Funcionários do terminal, acompanhados de biólogos, podem a partir de agora fazer a captura e a soltura dos animais em local pré-determinado, que fica a 200 quilômetros de distância das pistas de pouso e decolagem.

O plano de manejo foi a mais recente de uma série de medidas adotas pelo aeroporto para reduzir a incidência de aves. Navegantes chegou a ser o 2º terminal no país em colisões de aves com aeronaves em 2010. Os últimos dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do ano passado, mostraram que o terminal caiu 10 posições, passando para o 12ª lugar no Brasil.

Situação bem diferente de Joinville, que ocupou no ano passado o 1º lugar entre os aeroportos brasileiros, com 35 colisões em pouco mais de 10 mil movimentações. Navegantes teve, em 2013, 30 colisões em mais do que o dobro do movimento de aeronaves do aeroporto de Joinville.

A proximidade do mar, de rios e, no caso de Navegantes, da indústria pesqueira, que traz grande oferta de alimentação para as aves, estão entre os motivos que levam os dois terminais catarinenses a enfrentarem a incidência de colisões.

O que funcionou no aeroporto do Litoral foram os vários testes feitos no decorrer dos últimos anos, como mudanças no corte da grama, uso de redes, colocação de espelhos e até o uso experimental de um falcão-robô, que era operado por controle remoto e, com a aparência de predador, afastava pássaros menores como o quero-quero (ave que tem maior incidência no aeroporto).

Com a autorização para o manejo, o aeroporto terá agora condições de realocar aves adultas e ninhos em local onde o risco é menor _ para elas e para os aviões.

Autoridades usam celular em cerimônia dentro do Presídio da Canhanduba

05 de setembro de 2014 1
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Para entrarem no Presídio do Complexo Prisional da Canhanduba para a formatura de detentos no curso de solda, na quinta-feira de manhã, convidados e familiares precisaram passar por revista e deixar celulares no lado de fora. Mas autoridades da prefeitura e do Judiciário, presentes ao evento, parecem ter ignorado a regra número um para entrar na prisão e exibiram os telefones na cerimônia.

Tudo bem que ninguém entrou na área das celas e que, por ser um evento comemorativo, é compreensível a menor rigidez nas regras. Mas funcionários do complexo ouvidos extraoficialmente disseram que as autoridades foram, como todo mundo, convidadas a deixar os equipamentos no lado de fora _ só que não o fizeram.

A norma não era para todo mundo?

 

Leia mais:

Detento foge da penitenciária

Prefeitura de Itajaí quer limitar casas noturnas na Brava

05 de setembro de 2014 3
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Não é apenas a bagunça nos estacionamentos, que serão substituídos por ciclovia, que está na mira da prefeitura de Itajaí: o prefeito Jandir Bellini (PP) vai criar um grupo de trabalho para regulamentar as casas noturnas da Brava.

Segundo ele, a ideia é garantir que a praia seja um local de “sossego e tranquilidade para moradores e turistas, com qualidade de vida”.

Jandir disse que estudos ainda serão feitos, mas a proposta é, de fato, limitar o crescimento da vida noturna por ali. Nos últimos tempos, a praia ganhou várias novas casas que ficam abertas até tarde e incomodam o sossego de quem vive nos arredores.

Há duas semanas, moradores de Cabeçudas filmaram o incômodo da fila de carros que se forma no bairro quando há festas no Canto Norte e prometeram protestar.

De acordo com a Secretaria de Urbanismo, hoje há pelo menos dois processos de fechamento de casas noturnas na Praia Brava por inadequação sonora. Outro problema, segundo o secretário Paulo Praun Cunha Neto, são os espaços que têm alvará de funcionamento registrado como bar (que tem limitação de horário) e funcionam como casas noturnas madrugada adentro.

Neste caso, o que falta mesmo é fiscalização.