Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Confusão no saneamento de Balneário Piçarras

13 de setembro de 2014 2

Denúncias de que tentativas de municipalizar o sistema de tratamento de água por parte da prefeitura de Balneário Piçarras estariam atrasando o início das obras de saneamento na cidade causaram troca de farpas entre o prefeito Leonel Martins (PSDB) e a Casan.

A empresa estadual aguarda a assinatura de um contrato e a transferência da administração total do sistema para dar início aos trabalhos, mas o prefeito afirmou, por meio de nota, que só fará isto se a Casan se comprometer a implantar o saneamento em 100% do município, diferente do que está previsto, e a ampliar a captação e tratamento de água.

Leonel diz que só assina o contrato depois de concluído o plano de saneamento da cidade, que será encaminhado à Câmara de Vereadores para aprovação.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Jackson Gilberto Trindade Fávero diz: 14 de setembro de 2014

    Parece curioso, mas não é tanto, nosso Estado, possui apenas 18% de coleta e tratamento adequado de esgoto, de 2002 quando assumiu o Governo até 2010, LHS fez 3%, passando de 14% para incríveis 17%, já Colombo conseguiu em 4 anos, 1%, elevando o saneamento de 17 para 18¨%, sabemos que prevenção não é o forte de nossos gestores, já que investir 1 dólar em saneamento poupamos 5 dólares na saúde, a prioridade é investir em procedimentos curativos, construir hospitais, para tratar o doente da patologia advinda da falta de saneamento, já que na construção do hospital, teremos uma obra que todos enxergam e uma verba grande para empresa amiga que financia a campanha, mas daqui a pouco a empresa de saneamento irá financiar campanha, quem sabe aumentaremos os índices de saneamento do Estado, o único problema é que a obra não será mostrada a toda hora, detalhe os planos de saneamento eram para 2012, não foram entregues, passou para final de 2013, pelo que vemos também não foi entregue

  • Casan, quem? diz: 15 de setembro de 2014

    Dagmara, estava eu na sexta-feira na Prefeitura de Balneário Piçarras e ouvi parte da entrevista do Sr. Prefeito ao jornal Beira da Praia. Leonel foi enfático em afirmar que pede garantias a Casan de que os serviços vão ser feitos, não há farpas. A Casan está se comprometendo em realizar um serviço com um custo de R$28 milhões (o que convenhamos, daria para implantar sistema de esgoto mal e porcamente Centro), porém, esse compromisso não foi formalizado, ou seja, não há documento que comprove essa intenção. O prefeito está corretíssimo! E os jornalistas da região, por favor, se informem melhor! Terceirizar informação é PREGUIÇA!

Envie seu Comentário