Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Empresa catarinense provoca polêmica ao sugerir votos aos empregados

05 de outubro de 2014 5

Um documento enviado pela empresa têxtil catarinense Altenburg aos empregados, sugerindo opções de voto, foi parar no Facebook e está causando polêmica.

A lista traz nomes de candidatos ao governo federal, governo do Estado, senador, deputado estadual e federal.

O texto afirma que as indicações atendem ao código de ética da empresa, e à “responsabilidade de indicar pessoas públicas (…) capacitadas e comprometidas para contribuir com o desenvolvimento sustentável do município, do Estado e do país”.

A assessoria de imprensa da Altenburg, que é de São Paulo, confirmou a veracidade do documento mas informou que a empresa não fará declarações a respeito.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (5)

  • Mari diz: 5 de outubro de 2014

    Voto obrigatório só interessa aos corruptos, porque é em cima dos menos esclarecidos que eles se elegem. Taí mais uma prova.

  • Marco diz: 5 de outubro de 2014

    Se o voto é secreto, qual a ilegalidade de uma empresa sugerir candidatos?! Não se trata de cabresto (como o terrorismo em torno de bolsas governamentais – estas sim, grana na mão das pessoas com “cheiro eleitoral”)…

  • Chris Müller diz: 6 de outubro de 2014

    Tem mosca na Soppa do Altenburg!

  • MARCELO IVO MELO VANDERLINDE diz: 7 de outubro de 2014

    A empresa sugeriu mais de uma opção para todos os cargos. A indignação partiu dos correligionários dos partidos não mencionados na lista. Ou seja, pura dor de cotovelo!

  • Adriano diz: 7 de outubro de 2014

    Assédio moral, cabe denuncia e indenização ao funcionário que sentir-se assediado. E crime eleitoral, basta denunciar no TRE.

Envie seu Comentário