Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

BMW e ônibus batem em cruzamento em Itajaí

22 de outubro de 2014 13
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Um ônibus da Coletivo Itajaí e um BMW bateram no cruzamento da Rua Sete de Setembro com a Gil Stein Ferreira nesta quarta-feira em Itajaí. O local é perigoso e acidentes por ali não são novidade.

A ideia de impedir os carros de fazer a conversão (que evitaria atravessar o corredor de transporte coletivo) foi abortada porque os motoristas teriam rodar mais duas quadras para fazer o retorno.

Agora, a Codetran estuda mudar o ponto de ônibus alguns metros, para evitar a confusão no cruzamento.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (13)

  • Maninho diz: 22 de outubro de 2014

    Coisas de catarina

  • Carlos Pedroti diz: 22 de outubro de 2014

    Deveriam trazer o corredor de ônibus para a Av Marcos Konder, é só tirar os estacionamentos que são desnecessários nesta avenida e fazer um corredor de cada lado, fazendo assim um melhor aproveitamento da avenida e desafogando a sete que é uma rua mais estreita.

  • Paulo Roberto diz: 22 de outubro de 2014

    Nesse caso ate pode ser que o motorista da BMW esteja errado, porem, sabe-se que aqui em Itajai os motoristas de onibus da Coletivo não tem o menor respeito no transito, seja com outros veiculos, motos ou ate mesmo os passageiros.
    A empresa deveria reciclar os seus funcionarios e reeducar para que respeitem mais o transito de Itajai que ja esta bastante complicado .

  • Luiz Fernando diz: 22 de outubro de 2014

    Que tal retirar o estacionamento na frente da Cassol mover as faixas de rolagem para esse espaço e aumentar a calcada no outro lado, fazendo um mini terminal, com espaço e cobertura adequada, beneficiando milhares de passageiros.

  • LUCINEI diz: 22 de outubro de 2014

    São estes motoristas de automóveis que são folgados,acham que podem passar na frente dos caminhões e ônibus achando que os maiores e pesados tem que parar,aqui na capital não é diferente,tem que bater mesmo e arrastar,para eles deixar de ser folgados.

  • Marlon de Sena diz: 23 de outubro de 2014

    O problema ali é que para virar a direita, temos que ficar na pista do meio, porém se tiver um ônibus na faixa exclusiva, o que é o correto? O ônibus esperar ou eu esperar na pista do meio segurando o transito que vem atras? Sinceramente, em Itajaí a engenharia de trânsito é muito fraca, e coisas simples não conseguem resolver, como o cruzamento da Estefano, que abre o semáforo em duas direções juntas, o que impede uma delas de virar a esquerda, fora outras que não listei.

  • LUCAS diz: 23 de outubro de 2014

    Neste caso, é bem simples, é só passar o ponto de ônibus, após o cruzamento da Gil Stein Ferreira, não atrapalharia ninguém… e iria desafogar o cruzamento certamente, a via da direita ficar exclusiva para quem for virar a direita e ônibus do terminal!!!
    POR ENQUANTO SÓ PODEMOS APLAUDIR A FALTA DE COMPETÊNCIA DO ENGENHEIRO DE TRÁFEGO E CODETRAN.

  • Leitor diz: 23 de outubro de 2014

    Só os administradores não veem o problema daquele cruzamento.

    Ora, para um veículo comum convergir à esquerda na Rua Gil Stein, vindo da Av. Sete de Setembro, ele tem que “cortar a frente” do ônibus ou invadir um pouco antes a faixa exclusiva, como muitos fazem para garantir essa manobra, que é permitida.

    Várias alternativas podem ser adotadas. Penso que um semáforo a mais para a faixa de ônibus poderia resolver. Ou seja, trancada essa pista, os demais poderiam convergir normalmente.

  • suelen diz: 23 de outubro de 2014

    São exatamente as pessoas com a “educação” do lucinei que provocam acidentes e atropelam ciclistas e motociclistas.

  • ALINE diz: 23 de outubro de 2014

    Esse motora da BMW é uma anta !!! Será que ele não enxergou !!! Descordo do Paulo Roberto, muito pelo contrario eu acho que os motorista da Coletivo são muito paciente para lidar tanto com os passageiros como com o transito… a propria forto ja mostra quem é que estava desrespeitando …..

  • Eduardo diz: 23 de outubro de 2014

    O problemas é que nesse cruzamento a Administração de Trânsito do município proibiu os carros que vão convergir à direita de pararem sobre a faixa de ônibus. O resultado é que quando o semáforo abre, ou você cruza na frente dos ônibus e reza para que eles tenha a educação de deixar você entrar na rua à direita, ou você fica parado na sua faixa, com o semáforo aberto, não podendo nem ir em frente nem virar. O ideal nesse caso, é transferir mesmo o ponto de ônibus para depois do semáforo.

  • jorge diz: 23 de outubro de 2014

    Para fazer um comentário imbecil desse, só pode ser forasteiro… Deve ser natural de um estado de bosta que não oferece nada e vem arrumar emprego aqui em Santa Catarina…..
    Se Santa Catarina é ruim você pode voltar para o seu estado….
    CUZÃO.

  • Eduardo Litz diz: 24 de outubro de 2014

    A melhor opção é a do Carlos em transferir o corredor para a MArcos Konder e liberar o transito da Sete.

Envie seu Comentário