Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitura de Bombinhas decide manter cobrança de pedágio a partir de 15 de novembro

07 de novembro de 2014 56

bombinhas

O vice-prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Muller, confirmou ontem que a prefeitura não vai arredar pé de iniciar a cobrança da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) no dia 15 de novembro – mesmo sabendo que o pedido de suspensão da lei que instituiu o pedágio voltará a ser julgado (e ela pode ser derrubada) pelo Tribunal de Justiça quatro dias depois.

Na opinião de Paulinho, o Ministério Público demorou tempo demais para ingressar a ação que pede que a lei seja considerada inconstitucional. Os argumentos do MPSC incluem a falta de detalhamento sobre a aplicação da taxa e de isonomia, já que há uma lista de exceções para o pagamento (incluindo prestadores de serviço e artistas que se apresentarem na cidade).

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (56)

  • Em Bombinhas, pedagio; em Itajaí, radares…. diz: 7 de novembro de 2014

    cada cidade tem um governante aprontando alguma…. arrecadar, eles querem, mas, melhorar o transito com viadutos, via portuaria, acabar de restaurar os berços do porto, inaugurar o centro de saude, estas coisas vao empurrando com a barrriga e o povo que sofra….

  • bruno diz: 7 de novembro de 2014

    Deveriam fazer isto em Floripa tbm, pq a desculpa da prefeitura, celes e casan é que sempre que tem mto turista, então vamos qualificar em vez de quantificar.

  • andrea diz: 7 de novembro de 2014

    Eu acho um absurdo isto, e mais absurdo ainda todos aceitarem ninguém deveria ir a Bombinhas , boicote total! Não há nada que justifique mais um imposto, então Floripa irá colocar pedágio na ponte??BC tb deve cobrar,BOICOTE!!!

  • Samuel Batista dos Santos diz: 7 de novembro de 2014

    Infelizmente a “preguiça” norteia as ações dos nossos governantes. Pra que fazer viadutos ou investir em acessos e novas melhorias ? Pra que construir um túnel , se é muito mais fácil dificultar o trânsito com semáforos e rotatórias. Agora, cobrar pedágio, além de muito mais fácil, ainda garante um retorno financeiro para o bolso dos administradores públicos. Ou alguém acredita nesta taxa ambiental ? Piada. Bombinhas, nunca mais.

  • Alexandre diz: 7 de novembro de 2014

    ESSA TENTATIVA DE EXTORQUIR OS TURISTAS É CRIMINOSA, IMORAL, ABSURDA E TOTALMENTE INCOERENTE. PREFEITURA DE PORTO BELO DEVE ESTAR INFESTADA DE PSICOPATAS NÃO VEJO OUTRA EXPLICAÇÃO!!!!

  • Rafael Morgado diz: 7 de novembro de 2014

    Palhaçada, trapaça, estamos perdidos mesmo com governantes desse tipo que insistem no erro… é só mais um golpe contra a população e os turistas…

  • Luis diz: 7 de novembro de 2014

    Antes de cobrar pedágio a prefeitura de Bombinhas devia ter feito as obras necessárias para um bom andamento do trânsito.
    A avenida de Bombas esta cheia de buracos e duvido que vão consertar até o inicio da temporada!

  • José Antonio diz: 7 de novembro de 2014

    Já efetuei, várias vezes, questionamentos à Prefeitura de Bombinhas e não obtive as seguintes respostas:

    1) Quantas empresas restaram habilitadas à instalação e manutenção dos equipamentos após a licitação? Foi apenas a Telmesh Tecnologia e Sistemas? Onde estão os documentos da licitação?

    2) Qual a previsão de arrecadação da TPA em dois anos? Onde encontro os cálculos e as justificativas deste projeto?

    3) o TJ-SC julgará o pedido de suspensão da lei no dia 19/11, e o vice-prefeito insiste que a cobrança começará no dia 15/11. Por que não esperar mais alguns dias? Haja vista a aberração jurídica praticada pela câmara dos vereadores, ao denominar o monstrengo de “taxa”, tudo leva a crer que o projeto será derrubado e a LC 185/2013 julgada inconstitucional. E aí, a Prefeitura irá ressarcir quem já sofreu a cobrança?

  • thiago de curitiba diz: 7 de novembro de 2014

    Prefeito fraco, nao tem conhecimento nenhum sobre aspectos legais da gestao publica, fiquem tranquilo o MP vai derrubar essa decisao ridicula e burra de cobrar para ter acesso a cidade, se fosse para melhorar o transito na cidade eu pagaria, mais e para aplicar em campanha eleitoral, prefeito fraco

  • junior diz: 7 de novembro de 2014

    Como assim cobrar pra entrar na cidade??? a cidade tem dono agora, e o direito de ir e vir ??? autoridades do estado cadê vcs, espero que haja uma impugnação nisso.. ou o povo vai botar aquele nariz vermelhinho novamente????

  • eduardo diz: 7 de novembro de 2014

    hahahaha que boicotem e vão cagar a praia em outro lugar bando de farofeiro! Tem que cobrar 100,00 por pessoa, quer entrar em um paraiso só com farofa e frango para utilizar a praia e não deixar nada financeiramente além da sujeira? tchau e nunca mais volte kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • José Emiliano Rebelo Neto diz: 7 de novembro de 2014

    Sr. Vice-prefeito, canja de galinha e chá de camomila faz muito bem. Com a Justiça não se pode afrontar e desafiar, lembre-se das ações do MP nos embargos do calçadão de Bombas, o crime ambiental na praia de Bombinhas com uso e ocupação ilegal acima da Cota 20 metros e supressão vegetal da árvore-símbolo de Bombinhas o Garapuvu quando 22 membros do Conselho da Cidade inclusive todo primeiro escalão da prefeitura, a estrada da Arie/Costeira de Zimbros e o cancelamento das indicações dos membros da Conferência da Cidade por parte da prefeita Paulinha. Portanto, dizer que o Ministério Publico demorou a ingressar com a ADIN deixa no ar uma crítica sem sentido lógico porque os antecedentes mostram que ao contrário do MP é a prefeitura que infringe a legislação em vigor.

  • Felipe diz: 7 de novembro de 2014

    Andrea, talvez por isso Bombinhas esteja fazendo isso, para não ficar igual BC, que é um esgoto a céu aberto. Eu sou a favor, inclusive acho a taxa muito baixa, tinha que colocar uns R$ 150,00, daí sim qualificaria os visitantes deste paraíso.

  • Rada Orsi diz: 7 de novembro de 2014

    Esta correto a cobrança de pedagios, as praias são presentes de Deus.O excesso de pessoas, traz mais lixo, mais esgoto, mais sujeira, mais imundice as nossas praias, querem praia de qualidade, tem que pagar por isso.Senão fiquem por Itapema, ou até mesmo Balneario Camboriu que não deixam de ser praias lindas, porém, imundas, devido ao grande contingente.

  • Botafogo diz: 7 de novembro de 2014

    Boicote turístico nacional ao Município de Bombinhas !!
    Ações individuais do lesados !!

  • Elton diz: 7 de novembro de 2014

    Solução oportunista! E o direito de ir e vir?

  • Patricia diz: 7 de novembro de 2014

    Isso aí! Vamos elitizar certas praias!! Cobrem taxa também em Balneário Camboriú, e ah, na capital, entrando e saindo paga-se taxa também!! Hahaha, tem cada situação que só fazendo piada mesmo… arrancar dinheiro do contribuinte é muito fácil, mas os governantes mostrarem serviço, tá difícil!!

  • Luciano de Araujo diz: 7 de novembro de 2014

    Fere o direito de ir e vir do cidadão . SIMPLES ASSIM

  • Paulo souza diz: 7 de novembro de 2014

    Coitado são dos comerciantes, que pagam os impostos em dias, não existe segurança pública, os serviços da prefeitura é precário, e agora vão ver os turistas se afastarem, isto só vai gerar desemprego. Tenho pena dos moradores desta região.

  • RAGE diz: 7 de novembro de 2014

    Deveria ser aplicada apenas para pessoas de fora do estado no máximo…

    E vamos ser realistas: conta de padeiro, serão gastos 6,8 milhoes de reais em 2 anos para pagar essa empresa. Pra dar um retorno de 1,2 milhões nesse dois anos, cerca de 400 mil carros terão que pagar a taxa de cerca de 20 reais!! Duvido que tantos carros pagarão essa taxa!! Isso é esquema certo, podem ter certeza!! A prefeitazinha e vice estão levando grana!! Licitação só com uma empresa?? conta outra…

  • Paulo Henrique diz: 7 de novembro de 2014

    Deve ser cobrado sim, governantes do município estão todos com devida razão, o cara que é contra é o cara que vai para Bombinhas encher a cara, cagar e mijar na água, não contribui com o desenvolvimento da cidade e ainda quando volta pra casa fala mal da cidade dizendo que a praia é um esgoto e só da fila nas ruas. Esse cara normalmente come pão com presunto e queijo, bebe cerveja quente o dia todo na praia e quando passa mal fica vomitando e sujando as praia da cidade, esse cara vai reclamar, falar mal e nunca vai querer pagar nada… Taxa aprovadíssima, quero meus netos frequentando praias, pq se continuar assim, nem vão saber oq é praia…

  • Fabiano diz: 7 de novembro de 2014

    Depois perdem no TJSC e tomam uma enxurrada de Ações na Justiça para devolver os valores arrecadados e não sabem porque…Se fossem inteligentes (políticos geralmente não são), esperavam o Julgamento do Processo…

  • Pedro Henrique da Silva diz: 7 de novembro de 2014

    Isso mesmo pessoal!!!! Bem lembrado do Calçadão. Esse mesmo Vice-prefeito (p minúsculo mesmo) disse que nem Deus iria parar a obra e vejam no que deu.
    E atenção a todos. para aqueles que são a favor achando que esse dinheiro do TPA vai para preservação. Primeiro, não aceite nunca conversa de político. Preservação vindo deles??? você ainda acredita? Veja nossa Amazonia!!!! Observem bem. Paralelamente ao TPA eles bem quietinho estão tentando mudar o Plano Diretor. Bem quietinhos. Sabe o que vai acontecer? Eles….. esses que falam em preservação… isso mesmo a Prefeita quer liberar grandes prédios, sabe onde nos morros, em area de preservação. Onde esta mesmo o nome de ecologia? como é mesmo TPA???? E mais,,,, pasme!!! Essa Prefeita quer liberar obras irregulares ( em areas de ecologia) mediante uma taxa. Pessoal, procurem estudar, levantar e fiquem todos atentos. Isso nada mais é para vocês se distraírem e eles aproveitam. Só mais essa para jogar no ventilador. Eles aprovaram para que o povo de Bombinhas não podem participar, opniar, manifestar em ipotese algum quando forem votar projetos. Ou seja ditadura e um “cala a boca povo de Bombinhas” Isso que voces devem saber. Acordem, estudem, pesquisem. Falem com o pessoal do AEMariscal (associação Moradores de Mariscal). acorda povo de Bombinhas, estão aprontando com vocês e vão sim acabar e transformar o paraiso em mais um Balneario Camboriu e ainda pagando para entrar.

  • paulo diz: 7 de novembro de 2014

    Parabéns. Tem que cobrar mesmo,inclusive devia ser cobrado em porto belo pois todo o transito passa pela cidade destruindo ruas e trancando tudo,vamos fechar desde porto belo tudo em roda ,vamos colocar pedágio para quem quer passar por porto belo… HAHAHAHAHA porto belo tem direito a cobrança….

  • moradordebombinhas diz: 7 de novembro de 2014

    Isso mesmo pessoal!!! Fiquem atentos eles querem que vocês se distraiam com essa polêmica do TPA e enquanto isso querem aprovar a todo custo mudança no Plano Diretor. Sabe para que? Aprovar, de interesses de construtoras, prédios gigantes. Sabe o que é isso. Lotação de carros, praia poluída, esgoto, falta de agua etc. Cadê a ecologia? Não existe preservação e interesses deles. De politicos???? esqueçam. Seria sim muito bonito, eu sou a favor sim de preservação, mas tem que ver outro lado. Eles querem é o fim de Bombinhas, acreditem, essa é a verdade. Pergunte a você mesmo????? Liberando prédios gigantes nas áreas de preservação. Mais caros, falta de agua, poluição, esgoto. Visite Balneário Camboriú, vai la na barra do Sul. esta bom? Gostou. pois é agora imagine aquele esgoto e ainda você vai ter que pagar uma taxa para entrar na cidade a TPA. Viva a ecologia, vamos preservar kkkkkkkkkk. Preservação pessoal, tem que vir de todos, muito bem estudado, estruturado com a participação de todos, opiniões. ai sim podemos em falar TPA. mas não da forma que foi colocado. Espero que vocês compreendem, estudem, pesquisem

  • Xela diz: 7 de novembro de 2014

    Bando de farofeiros que só causam congestionamento nos acessos de Bombinhas.
    Antes de escrever essas porcarias, você deveriam se inteirar mais do assunto.
    E isso mesmo, façam boicote e convençam outros a fazer o boicote, os moradores de Bombinhas que pagam altas taxas de IPTU e que ficam com o lixo dos farofeiros, vão ficar muito agradecidos.
    Se não querem pagar a taxa de aproximadamente o equivalente a 3 cervejas, existe a opção do buzão, assim não pagarão a tão “absurda” taxa.
    Se não sabem, muitos comerciantes vão para lá, somente na temporada encher os bolsos de dimdim e depois, tchau tchau para a preservação do meio ambiente.
    E tem mais, quem vai curtir a temporada e fica em Bombinhas, vai pagar apenas uma taxa, um valor irrisório, para quem paga diarias altissímas de um apartamento.
    Agora quem se hospeda em cidades vizinhas e vão para lá congestionar o trânsito, deveriam pagar muito mais.
    Fiquem em suas cidades e curtam o que ela lhes oferecem.
    kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Anderson Narciso diz: 7 de novembro de 2014

    Palhaçada! Acabei de ver no Jornal Hoje que Ilha Bela cobra R$6,00 de taxa, e olha o lugar que é, prefeitura de Bombinhas ta achando que ali é Ilha do Mel hahahahahaha, bando de sem noção!

  • Alles Blau diz: 7 de novembro de 2014

    Cobra para se evitar acesso e libera-se construções de predio, Pq não se briga com as construtoras, cada dia mais predio. Autorizem apenas casas e pousadas de 2 pavimento com uma ocupação de 50% do Solo.
    Bombinhas e praticamente um ilha, para aonde vai todo esse esgoto?????
    Esses sim são uns governantes sem pensamento no futuro.
    Tinha dois imovel, sendo que um deles ja vendi, iria ficar cercados por predios, fui aplicar os recursos em outro municipio. Em breve irei negociar outro tambem. Um absurdo ter uma casa com vaga para 4 carros e meus familiares pagarem pedagio para virem me visitar.

  • Brauner Franceschina diz: 7 de novembro de 2014

    A prefeitura quer o quê? Afastar a maior fonte de arrecadação do município que é o turista? Já não basta os preços abusivos em aluguéis e estadias, nos restaurantes então nem se fala, enfim na temporada de veraneio tudo é superfaturado, mas ainda assim aceitamos, agora cobrar ingresso pra entrar na cidade é ridículo, pensem bem pois sem os turistas qualquer praia vai a falência!

  • eliane diz: 7 de novembro de 2014

    SE POVO SOUBESSE CUIDAR DAS PRAIAS LOCAIS NÃO SERIA PRECISO NADA DISSO O PROBLEMA É QUE OS TURISTAS QUE PRA CÁ VEM SE ACHAM DONOS DE TUDO E ACABAM SÓ FAZENDO BESTEIRAS ,ACHO QUE DEVE COBRAR PARA OS TURISTAS E OS MORADORES FICAREM ISENTOS ,AS PESSOAS SÓ CUIDAM E DÃO VALOR QUANDO ARDE NO BOLSO.

  • carlos rogerio heinzen diz: 7 de novembro de 2014

    Bando de otários, daqui dois anos votem nesta corja outra vez…….

  • Vou pagar e defecar diz: 7 de novembro de 2014

    Sou fatofeiro, vou defecar na areia, e junto deixarei um saco de 50 litros de lixo, afinal, to pagannnnmdo….

  • Anna diz: 7 de novembro de 2014

    Maravilhaaa!!!! Cobra R$ 100,00 por carro isso sim!!!!Se vc acha um absurdo pagar 20 reais para desfrutar desse paraíso vá pra Santos meu caro! Boicote temos nós com vcs que vem pra cá e deixam o lixo nas ruas, nas praias,choram preços e ainda falam mau da cidade.Bombinhas não é pra todos, é pra quem respeita, pra quem sabe o que é bom e principalmente pra quem quer paz e sossego.Quer viaduto?vá pra Santos . Quer menos transito?fique em casa no Verão.Acha pouco e precário o serviço que a cidade te oferece? ó que dó, dá ré e muda o rumo!!!

  • Jornalista Justo diz: 7 de novembro de 2014

    Insisto sempre: mesmo que a taxa venha a ser derrubada, essa atual administração de Bombinhas não se reelege. Eta medida impopular.
    E custava esperar mais quatro dias para iniciar a cobrança? É uma afronta ao Poder Judiciário.

  • Ana diz: 7 de novembro de 2014

    Bombinhas está virando um esgoto a céu aberto como disse Felipe.A tigrada paga em Balneário Camburiú vem com suas caixas termicas ,não gastam com nada e usufruem de muito.Tá certo,tem que dar um bela peineirada,selecionar ao máximo.Bombinhas precisa de turistas e não de farofeiros!!!

  • mama mia diz: 7 de novembro de 2014

    deus el mpf derrube o pedágio as praias ya estan poulidas tpa acabaron com o município dejar fazer prédios por todos os cantos
    pergunta o que vcs querem preservar agora van contar historias no outro mundo
    nooooooooooooooo al pedagioooooooooooooooooooooooooooooooo

  • Jonas Glauco Santos diz: 7 de novembro de 2014

    Aí Sr. Felipe, o Sr. é muito mal informado, Balneário Camboriú é a única cidade do estado de SC que tem mais de 98% do território com rede de esgoto tratado, enquanto as demais cidades ficam longe dos 50%, inclusive a nossa capital Florianópolis, o problema de poluição com esgoto doméstico em Balneario Camboriú é o RIO CAMBORIÚ, que nasce na cidade vizinha (Camboriú) onde não possui rede de esgoto.

  • Flavia diz: 7 de novembro de 2014

    A solução mais coerente…escolha outra praia para passar suas ferias, pois isso e inconstitucional e inaceitável.

  • Pedro Luiz diz: 7 de novembro de 2014

    A todos vocês que são a favor do TPA!!! ATENÇÂO:
    Onde estavam vocês quando começaram a fazer o calçadão da praia em Bombas??? Cadê vocês que falam em ecologia e preservação??? Pois é, essa mesma Prefeita diz que não sabia que estavam destruindo a restinga da praia. Voces sabem o que é restinga? Aquele pequena faixa verde na praia, tinha inclusive aviso para que “Não pisem” em Mariscal ainda tem. Pois é,,,, ninguém estava lá defendendo a preservação e ecologia. E pior esse vice prefeito Paulinho dizia que nem Deus iria parar a destruição. A MPSC embargou a obra. sabem porque ??? Porque iria destruir o resto do verde que ainda tinha. Cadê a ecologia e a preservação? e ainda vamos pagar para eles fazerem isso??? Pessoal quem faz a preservação somos nós, todos nós temos sim o dever de cuidar, não é cobrando taxas que isso vai acontecer. Vamos fiscalizar essa Prefeita, ela quer mudar o Plano diretor para liberação de Grandes prédios. Essa TPA a empresa que vai administrar já de cara vai levar 6,8 milhões. Pessoal vamos abrir os olhos, parem, pense, analisem que a coisa é bem diferente, sempre tem interesses de grana e nunca preservação.

  • Moradores de ombinhas diz: 7 de novembro de 2014

    Agradecemos este espaço por permitirem expressar opiniões. Parabéns pela democracia

  • joao andre empinotti diz: 7 de novembro de 2014

    NATUREZA TEM QUE TAXAR ; NÃO É CASA DA SOGRA.

  • Andre diz: 7 de novembro de 2014

    Pessoal só para deixar claro o direito de ir e vir todo cidadão tem, já o carro deste cidadão nao conquistou este direito, ou seja se quiser entrar a pé ou de bicicleta não será cobrado nada, outro detalhe é que bombinhas quer mesmo que estes farofeiros preocupados em pagar miseros 20 reais fiquem em outras praias e com certeza nao farão falta, o municipio precisa é de turista de qualidade farofeiros fiquem em penha, piçarras floripa…

  • Carolina Silva diz: 8 de novembro de 2014

    Vocês estão preocupados com o turista que vai uma vez ao ano, mas o morador só pode cadastrar um carro. É aí, como faz uma família com filho adolescente e marido e mulher com locais de trabalho em cidades diferentes e horários diferentes? Sendo que o transporte público não dá nem para dizer que existe?

  • auguston diz: 8 de novembro de 2014

    Pasmo só em ler opiniões mil não há um consenso. mais aqui vai uma dica, quanto é o salario do Prefeito? e dos vereadores? ai veremos a explicação é simples o calculo, o resto é só denuncia e porcaria. kkkkkk

  • José Emiliano Rebelo Neto diz: 8 de novembro de 2014

    Sr. Eduardo, quando você diz que “boicotem e vão cagar a praia em outro lugar bando de farofeiros”, está literalmente, dando um tiro no pé, tudo porque: a) a CF-88 garante o direito de ir e vir: b) Bombinhas não dispõe de nenhum hospital e a prefeitura pratica a ambulancioterapia colocando doentes em vans e transportando para os hospitais de Balneário Camboriú, Itajaí e Florianópolis. -c) Bombinhas não tem nenhuma faculdade e todo final de tarde diversos ônibus da Praiana levam seus filhos para estudar nos campus da Univali de Itajaí e Balneário Camboriú, que depois de formados não tem empregos em Bombinhas e volta a trabalhar nestes municípios; d) Bombinhas não tem vida própria porque depende dos insumos e produtos que vem de outros municípios, inclusive materiais de construção. Portanto, pare de falar bobagem e seja mais justo e venha estudar na Univali e se internar no Ruth Cardoso.

  • José Emiliano Rebelo Neto diz: 8 de novembro de 2014

    Se a recíproca for verdadeira, todos esses municípios deveriam cobrar TUPP – Taxa de Uso de Patrimônio Público. Acredito que “Farofeiro” é quem depende do dinheiro dos outros na temporada para sobreviver e curtir a farra do boi (considerada crime ambiental) após a temporada.

  • José Emiliano Rebelo Neto diz: 8 de novembro de 2014

    Senhora Prefeita,
    Se for para cobrar uma TPA – Taxa de Proteção Ambiental para defender, preservar, conservar, proteger e recuperar o meio ambiente, a senhora deveria cumprir a Lei de Crimes Ambientais – Lei n° 9.605/98 para fiscalizar as transgressões ambientais e principalmente a “Farra do Boi”, considerada pelo STF como crime ambiental que sempre tem o “patrocínio e proteção dos políticos” desde 1992, quando o munícipio foi criado; estou declarando essa verdade porque o exercício da cidadania e a CF-88 me permite. E, agora prefeita, após a temporada a senhora vai determinar à FAMAB a fiscalização da farra do boi?

  • Samuel Batista dos Santos diz: 8 de novembro de 2014

    Não acredito que li a frase acima ” qualificaria os visitantes deste paraíso”. Agora visitante tem que ser qualificado ? E que paraíso estamos falando ? É território nacional, área pública de acesso irrestrito. Este país está assim por causa de pessoas que pensam desta maneira, preconceituosa e limitada.

  • Léo diz: 8 de novembro de 2014

    Se a TPA for realmente aprovada, quem não aceita é só não vir pra Bombinhas.
    Simples assim.
    Procure outras praias, o Brasil tem milhares. Se a rua está esburacada, se não tem isso, não tem aquilo, ninguém é obrigado a vir para esta cidade.

  • João Guedes da Silva diz: 8 de novembro de 2014

    Gostaria que o Ministério Público, realmente tomasse uma atitude, pois, é orgão que é remunerado para fiscalizar os abusos, explicações, eles tem poder para exigir e entrar com uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA. Tal imposto é um abuso, os turistas deveriam boicotar mesmo bombinhas, tem outros destinos maravilhosos em Santa Catarina, que não cobram pedágio. Quando comecei a viajar para bombinhas ainda era de terra e eles cobravam um pedágio para asfaltar, aí sempre foi uma terra, na qual as autoridades que devem coibir os abusos se calam, vamos agir.Os turistas Eduardo, não vão aí só pra sujar a praia e fazer outras coisas que você falou acima, nós vamos para descansar e curtir com a família, são as pessoas do seu Estado que moram nas proximidades que vão passar o dia e fazer churrasco na beira da praia o turista de verdade, contribui e muito para o desenvolvimento do município. Se você puder publique que não é para irmos aí em rede social, para debatermos. Obrigado desculpem alguma coisa. BOICOTE JÁ

  • Augusto River diz: 8 de novembro de 2014

    Trabalhamos de 4 a 5 meses para dar todo o nosso $$$ para o governo Federal, Estadual e Municipal. O que é mais uma taxa , não é mesmo??? Cade todo esse dinheiro. Tenho comércio na região e já reclamei várias vezes na prefeitura sobre essa cobrança. E avisei: se eu tiver prejuízo, entrarei com uma ação contra a prefeitura. Eu e vários outros comerciantes. Pago meus impostos corretamente e sei muito bem par aonde vai esse dinheiro. Melhorias no local é que não vai acontecer. Conheço essa corja que está na prefeitura. Eu e vários outros comerciantes já estamos ajuizando uma ação contra a prefeitura. Podem aguardar…

  • Gabriela diz: 11 de novembro de 2014

    Pedágio já!! Só quem mora em Bombinhas sabe o quanto o turista farofeiro é maléfico para cidade. Suja a praia, destrói, e não gasta nada! Obviamente que “turista tem que ser qualificado” como ironizou alguém aí em cima. Qualificação em EDUCAÇÃO deve ser a primeira regra para entrar na praia! Isso diminui a poluição, melhora o trânsito e reduz a quantidade de “hermanos” sem noção que pensam que só porque estão em outro país podem deitar e rolar.

  • José Emiliano Rebelo Neto diz: 12 de novembro de 2014

    Gabriela, menos por favor. Os turistas, veranistas e “farofeiros” tem de pagar essa TPA de R$ 6,8 milhões de reais para prefeita Paulinha. Pergunto: os 15 mil moradores nativos de Bombinhas somados aos 18 mil de Porto Belo não consomem água tratada para consumo humano? energia elétrica? descartam esgotos das suas patentes e águas de uso domésticos? produzem lixo doméstico que é levado para Biguaçú? brincam de Farra do Boi que é crime ambiental? desaguam águas poluídas em diversos pontos impróprios para banho segundo a Fatma? Já sei. São tudo santinho e ecologistas de pau ôco. Quem sabe você não estuda na Univali em Itajaí. Vamos cobrar pedágio também, assim como as internações nos hospitais Ruth Cardoso e Marieta. Boca fechada não entra mosca.

  • FABIANO diz: 17 de novembro de 2014

    Se realmente estivessem preocupados com a Preservação do Meio Ambiente, fariam fiscalização das fossas/filtros das residências! Tenho casa em Zimbros e já denunciamos várias vezes o vizinho que joga merda na rua e que vai para a praia! Anos denunciando e NUNCA fizeram nada! A fossa agora está na calçada, isso mesmo, na Calçada e a prefeitura não faz ABSOLUTAMENTE NADA!
    RUA RIO JUQUIÁ, famosa rua do Restaurante Berro Dágua!!

  • Marcelo diz: 24 de novembro de 2014

    ah!! então vou a Bombinhas, pago aluguel, vou a restaurantes, supermercados, pago o preço que me cobram, ok, aceito, a economia gira. Vale a pena….. Mas sou tratado igual a farofeiro??????

    Quem tem que pagar essa taxa? turistas que ficam na cidade, que fazem de Bombinhas a cidade que ela é. Quero ver a cidade ser o que é sem os turistas.
    Isso que estão fazendo, só tem um nome. Incompetência!!!!!!!

  • gil santos diz: 8 de dezembro de 2014

    nós nao podemos aceitar qualquer tipo de cobrança para ir nas praias , se nós aceitarmos isso todas as prefeituras vao ter o mesmo direito de cobrar pedagios e o mar vai ficar só para os ricos , que podem pagar 8,00 por um pastel e 42,00 o kg do almoço simples 9,00 uma cerveja gelada na beira da praia uf começou a exploraçao

Envie seu Comentário