Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Colunista da Veja classifica Balneário como reduto da arquitetura megalomaníaca no Brasil

25 de novembro de 2014 62
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O blog Cidades sem Fronteiras, assinado pela jornalista Mariana Barros, da revista Veja, faz uma interessante comparação entre a corrida dos asiáticos para ostentar os edifícios mais altos do mundo e o fenômeno parecido que ocorre em Balneário Camboriú, que terá oito dos 10 prédios mais altos do país em breve (a maioria está em fase de construção ou ainda de projeto).

Mariana cita que, com mil metros de altura, o edifício Kingdom Tower, na Arábia Saudita, vai desbancar em 2019, quando for entregue, o famoso Burj Khalifa, em Dubai (atual recordista em altura). E aproveita para fazer a comparação com Balneário Camboriú. Afirma que, embora em menores proporções, a cidade é um “reduto dessa arquitetura megalomaníaca asiática”, com a diferença de ser especializada em prédios residenciais _ mundo afora, geralmente os prédios muito altos são empresariais.

O curioso é que a corrida pelas alturas não é admitida pela maioria das construtoras em Balneário. A FG, que detém seis dos oito projetos de prédios mais altos, sequer toca no assunto.

A escassez de terrenos disponíveis e nenhum limite legal para a altura das obras faz de Balneário um prato cheio para a ousadia dos engenheiros.

Se não impactam diretamente no volume populacional da cidade, já que os grandes prédios costumam ter poucos e luxuosos apartamentos, e raramente são ocupados, por outro lado têm consequência direta na mobilidade da cidade. Recentemente, a obra de um grande edifício na Barra Sul fez passarem por algumas das principais vias da cidade 500 caminhões de concreto, em horário comercial.

Em seu texto, Mariana Barros cita o sombreamento da Praia Central e restrição das correntes marítimas como consequências da altura das construções. Um preço alto a se pagar pela “megalomania”.

Leia mais:

Balneário terá oito dos 10 maiores prédios do país

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (62)

  • rodrigo diz: 25 de novembro de 2014

    só há uma “sutil” diferença de lá pra cá…lá fazem as construções em lugares planejados e com total segurança enqto aqui fazem de qq jeito e acabam com coisas muito mais lindas, como a natureza e pioram ainda mais a mobilidade de uma cidade que não tem estrutura para isso !

  • Anderson de Assunção diz: 25 de novembro de 2014

    Dizer que se trata apenas de megalomania de algumas construtoras é simplismo, o problema é muito maior. Inoperância do poder legislativo e executivo. Corrupção dos dois poderes, que em trocas escusas culmina com mudança constante da legislação e consequentemente viabilizando a construção dessas torres gigantes com apartamentos que nunca serão ocupados, simplesmente lavanderia e esconderijo de valores sem origem, um verdadeiro negocio obscuro que torna os políticos da cidade verdadeiros milionários, não precisa investigar muito para constatar fatos estranhos.Assim como os prédios gigantes os políticos também tem fortunas gigantes escondida na beira mar e empresas espalhadas pelo vale.

  • Gonzalo diz: 25 de novembro de 2014

    Acabaram com a cidade, tem uma praia nojenta com uma água que fede a esgoto !!!! e vão acabar com a praia Brava também!!!!

  • Rodrigo Alves diz: 25 de novembro de 2014

    Acho que essa jornalista está BEEEEEEEEEEEEEEMM ATRASADA
    Isso já é assunto passado e que JAMAIS (EU DISSE) JAMAIS será modificado.
    B.C. desde que se tornou um Município emancipado tem por característica a Megalomania Predial, e por algumas vezes passa dos padrões de Beleza Brasileiros, tornando-se cafonas por tantas referencias arquitetônicas em muitas vezes colocadas em um só prédio. Contudo, o que ela julga de megalomania, nada mais é do que Esquizofrênicas Obras de Arte, só dependendo de ser visto do prisma em que se está.

  • Sérgio diz: 25 de novembro de 2014

    Megalomania e estupidez pois acabaram com o principal atrativo do lugar: a praia. Agora se esbaldam no esgoto e na falta de sol já a partir das duas horas da tarde. Mas o que vale é o dinheiro, provavelmente os empreiteiros curtem o verão em algum lugar paradisíaco E SEM PRÉDIOS fora do país

  • Geancarlo diz: 25 de novembro de 2014

    Lindos Prédios.
    Pra mim as águas não fedem.
    Fedem sim os irresponsáveis de algumas residências que continuam jogando seus esgotos direto nos rios.

  • Visitante diz: 25 de novembro de 2014

    Balneário sem prédios = nem ruas de asfalto teria.

    E todos esses prédios estão sendo ligados diretamente na rede coletora de esgoto.

  • Jager diz: 25 de novembro de 2014

    Sinceramente, eu nunca entendi qual é a dos políticos de Balneário…

  • San diz: 25 de novembro de 2014

    Pura ignorância, pagam um dinheirão pelo Ap na praia mais badalada da América do Sul,. jogam o esgoto no mar e sentam na sobra dos prédios para cheirar o perfume causado pelo esgoto. Vá entender.

  • Inacio diz: 25 de novembro de 2014

    E falam exemplo de MOBILIDADE, seria interessante prefeito e todo o escalão e vereadores andarem todos os dias na Atlântica com o BONDINDINHO para sentirem o desconforto da quantidade exagerada de travessias elevadas.

  • Elio diz: 25 de novembro de 2014

    BC fez a opção, cerca de 30 anos atrás: acabar com a beleza natural para priorizar o “urbano-brega” (predião/shópin/balada/fastfood) que atrai os ruralistas e endinheirados do interior deste centro-oeste/sudeste/sul, que não ligam se o “lagoão” tá limpo, querem mais ver gente de sunga e biquini andando pelas ruas. Se liberarem o jogo será candidato bem sucedido à nossa “las vegas”.

  • Jorge Cambará diz: 25 de novembro de 2014

    Os empreiteiros e políticos corruptos vão pra Miami, Cancum, Ibiza, Emirados Árabes, Punta Del Este e outros paraísos.

  • Leonardo diz: 25 de novembro de 2014

    Mercado Imobiliário de BC….
    A maior lavanderia de dinheiro do Brasil!

  • alberto brasi diz: 25 de novembro de 2014

    como sera a corrupçao que nem Fazenda fiscaliza quem sao os propietarios dos aptos de predios de luxo. So fazendo isso os narcos, os politocos corruptos e os comerciantes e industriales deixarian de lavar a grana la e os preços dos imoveis voltariao ao normal, nao da pra cobrar o metro cuadrado de Balneario como se fosse Paris ou Miami, e uma utopia mesmo, Chega de corrupçao

  • RAGE diz: 25 de novembro de 2014

    E tem um bando de acéfalos que ainda acha lindo esses espigões envidraçados a beira mar!! Aberrações, isso é o que são. Não por eles próprios, mas sim pelo contexto em que estão inseridos: NA BEIRA DO MAR!! Ridiculo, os que acham lindo, deveriam viajar um pouco e ver se existe tais coisas a beira mar em cidades desenvolvidas mundo a fora. O lugar desses prédios deveria ser la pela 4º ou 5ª avenida e não na beira da praia!! Mas como semrpe o homo sapiens com seu ego imenso tendo que alcançar o céu de alguma maneira!! Torre de babel é bobagem perto disso aí… seria cõmico se não fosse trágico..

  • celito diz: 25 de novembro de 2014

    chiquérrima nossa Miami!

  • Felipe diz: 25 de novembro de 2014

    Jager, essa sua pergunta é séria mesmo?
    IPTU jovem, arrecadação, quanto mais dinheiro circulando na prefeitura, mais podem desviar, sacou?

  • Jeanine Zattar diz: 25 de novembro de 2014

    Quem conheceu o Balneário há mais de quarenta anos,não esquece a praia agradável e cheia de encantos naturais que era antes desse desenvolvimento insustentável.
    Infelizmente o dinheiro,a ganãncia e a necessidade de ostentação é o que manda na vida das pessoas!

  • nando diz: 25 de novembro de 2014

    Além do tratamento dos esgotos produzidos por estes prédios, quero ver a estrutura do Corpo de Bombeiros para dispor (se é que tem equipamentos para combater incêndios dos últimos andares) e manobrar com estes veículos pelas vielas e ruas estreitas da cidade. Acho bom os ocupantes privilegiados das coberturas começarem a rezar, e muito!!

  • Evandro diz: 25 de novembro de 2014

    A cidade de Bal. Camboriú é linda. Possui um SKYLINE de causar inveja a TODAS as cidades brasileira. Os edifícios são maravilhosos e parabéns a prefeitura da cidade por não limitar o nº de andares. Para mim qto. mais alto o edifício mais bonito ele será. Se Deus quiser ainda vou poder ver os prédios chegarem aos 400, 500, 600 metros de altura. Já pensaram que ousadia e que imponência da cidade? Bal. Camboriú é linda e continuará a ser… SEMPRE.

  • helio ishida diz: 25 de novembro de 2014

    Frequento Balneario desde o tempo que tinham poucos edificios, do tempo do Hotel Fischer,Itamaraty, Londrina e outros pequenos.Isso sim que era vida.Do meu edificio conseguia ver o mar, hoje so vejo predios em volta e cada vez mais alto.
    Isso e lamentavel e triste.

  • Joseph Abelacius diz: 25 de novembro de 2014

    Veja fede.

  • Djalma João diz: 25 de novembro de 2014

    Não vejo dessa forma tão negativa. Quem reclama é porque não conseguiu nem conseguirá viver em BC, a beira do mar. O balneário é muito movimentado e agita a economia da região, gera empregos. Ou seja, para os incomodados, ainda resta uma grande quantidade de ilhas desertas no mar. Tchau!

  • aroldo vitor rocha diz: 25 de novembro de 2014

    Acabaram com B.C., e Itapema, agora não satisfeitos estão fazendo o mesmo com Itajaí (praia brava, cabeçudas e outras) depois virão Navegantes, Penha, Piçarras, Barra Velha………)

  • Carlos diz: 25 de novembro de 2014

    O Burj Khalifa fica em DUBAI e parei de ler aí pois com um erro desses não me interessa mais a opinião do autor do texto! ;)

  • marcelo diz: 25 de novembro de 2014

    A tacanhice brasileira também parece não ter limites de tamanho. Uma praia paradisíaca que deveria ter sido ocupada racionalmente, hoje vive à sombra de construções bizarras que desfiguraram a bela paisagem natural. A construção de skyscrapers no mundo civilizado concentra-se em grandes centros industriais e financeiros (NYC, Singapura, Dubai, etc). Em uma cidade-balneário limitada por APP´s e cujo principal atrativo é (era) a beleza natural, essa ocupação por arranha céus residenciais é agressiva, inadequada, um retrato perfeito da nossa mentalidade atrasada, da cafonice, da ganância desmedida, da falta de bom senso. parabéns ao “visionários” que colaboraram para essa “obra magnífica”

  • Neusa diz: 25 de novembro de 2014

    E, nós pobres mortais, que nos aventuramos a morar em prédios menores estamos enclausurados. Só vemos o sol, de vez em quando, por entre torres; escuras à noite. E as ruas esburacadas e o barulho de motos à noite vão acabando com a bela Camboriú.

  • Carlos diz: 25 de novembro de 2014

    Só mora em BC quem gosta de morar em BC, a maioria dos comentários aqui são de pessoas com inveja de quem mora lá.

    Quem não gosta de BC, vende sua casa ou ap e vai embora.

    BC é uma cidade linda, os prédios são lindos e andar pelas ruas é maravilhoso, todos gostam de ir passear em BC, mas os invejosos sempre criticando por não terem condições de morar lá.

    Vocês acham que os moradores da BC estão se importando por não ter sol na praia no fim da tarde? Eles não estão nem ai, pq gostam da cidade do jeito que esta, se não estivessem gostando já teriam ido embora.

    Já viram a praia de BC sem ninguém????? Não né… é pq as pessoas gostam da cidade…..

    Aos críticos, vão morar lá em Camboriú, lá vai ter sol o dia inteiro pegando na casa de vocês.

  • “Geração Y” diz: 25 de novembro de 2014

    Quanto recalque desse povo bairrista! O que seria de Balneário se não fosse os arranha-céus? O que seria de Nova Yorque, Dubai se não fossem as obras construídas pelo homem? A pergunta que fica é, por que esse povo retrógrado não se muda para a selva amazônica?!

  • alexandre diz: 25 de novembro de 2014

    Esse processo ocorre em 3 esferas, a dos empresários que produzem esse produto, o poder público que licencia e o consumidor final que aceita e compra esse tipo de aberração.
    Konrad Lorenz ja dizia que depois da natureza ser domestica tudo é vendido a um consumidor completamente urbanizado e imbecilizado.

  • alexandre diz: 25 de novembro de 2014

    Esse processo ocorre em 3 esferas, a dos empresários que produzem esse produto, o poder público que licencia e o consumidor final que aceita e compra esse tipo de aberração.
    Konrad Lorenz ja dizia que depois da natureza ser domesticada tudo é vendido a um consumidor completamente urbanizado e imbecilizado.

  • Mauro diz: 25 de novembro de 2014

    É a cidade mais cafona de SC, pra atender aquele tipo de pessoa que arrota: “moro no prédio mais alto da cidade”, quanta breguice.

  • waltencir jose da silva diz: 25 de novembro de 2014

    enquanto balneário da um banho em prédios bonitos, o rio de janeiro nadando em dinheiro de petróleo, tem prédios velhos feios e favelas por tudo quanto é lado, realmente balneário da um banho.

  • Cláudio diz: 25 de novembro de 2014

    Um dos lugares mais cafonas do Brasil… Terra sem identidade. Inspira-se em Miami, ostentando uma imagem de Copacabana. No fim das contas, acaba reunindo o que há de pior nestes dois lugares. BC é uma farofada só!!! Caso clássico do dinheiro aliado ao mau gosto…

  • Diogo Terra diz: 25 de novembro de 2014

    Moral da história: quem tem dinheiro faz o que quer neste país.

  • Anderson diz: 25 de novembro de 2014

    Os comentários dessa matéria praticamente só tem hipócritas e invejosos. Eu moraria em BC exatamente por ser esse lugar único e megalomaníaco. Ainda não tenho condição pra tal, mas um dia chego lá.

    Vejam que o Brasil tem 7.408 Km de litoral. A praia central de BC tem apenas 6,8 Km. Isso representa apenas 0,09 % do nosso litoral.

    Parem de dizer que estraga isso ou aquilo. Balneário é incrível e imponente exatamente por ser essa maravilha de concreto vertical.

    Quem quer praia pra pegar sol visita as tantas outras praias que o município tem e que são incríveis.

  • Elo diz: 25 de novembro de 2014

    Cláudio, você falou tudo! Terra sem identidade, mesmo. E sendo assim comanda quem tem dinheiro o que não quer dizer consciência social ou bom gosto! Balneário vai virar um grande esgoto cercado de prédios vazios por todos os lados.

  • dado diz: 25 de novembro de 2014

    Balneário Camboriú é linda sim ,,, espero que continuem a construir prédios altos e imponentes . Quanto ao esgoto jogado no mar ,acho que não são dos prédios não , sim das casas que la ainda estão e do comércio . E depois a cidade esta localizada entre o mar e as montanhas , natureza verde é o que não falta .Os que falam mal deveriam se atualizar ou recolher se a sua insignificancia .

  • Leandro Leduc diz: 25 de novembro de 2014

    Os prédios são lindos, excelentes moradias, muito bem construídos, sonho de consumo. Tudo isto por que a iniciativa privada que os constrói é extremamente competente.
    TODAS AS RECLAMAÇÕES que li neste blog são referentes às condições de mobilidade urbana, meio ambiente, falta de infraestrutura, fiscalização… isto é de competência do PODER PÚBLICO, extremamente incompetente.
    MUITO SUCESSO AOS CONSTRUTORES, motivo de orgulho, geração de empregos e progresso de Balneário Camboriú. E que os eleitores desta maravilhosa cidade saibam escolher melhor seus governantes e administradores, para obter melhor qualidade de vida.

  • Pe de Pano diz: 25 de novembro de 2014

    ISTO NÃO SÃO EDIFÍCIOS E SIM VERDADEIROS FABRICAS DE ESGOTO. QUANTA IGNORÂNCIA.

  • Pedro Mendonça diz: 25 de novembro de 2014

    O que vemos no litoral de Santa Catarina é pura aberração contra a natureza e absoluta ganância para se ganhar o máximo de dinheiro COM O MINIMO ESFORÇO! As cidades de Florianópolis, assim como o Balneário de Camboriú caracterizam isso de forma chocante. O skyline dessas localidades se transformou num imenso aglomerado de projetos horríveis, “caixotes” eretos verticalmente e de maneira caótica que ferem a vista daqueles que o visualizam. O MAU CHEIRO vigente nessas localidades é uma constante e os seus habitantes o integraram a seu cotidiano, algo lastimável. Passei alguns anos na região e JAMAIS regressarei, obrigado.

  • Marcello diz: 25 de novembro de 2014

    Triste fim de uma Praia, triste fim da natureza!
    O homem em sua ganância a tudo destroe…
    Quando o homem acordar, se é que vai acontecer será tarde demais!

  • Leandro Leduc diz: 25 de novembro de 2014

    Os prédios são lindos, excelentes moradias, muito bem construídos, sonho de consumo. Tudo isto por que a iniciativa privada que os constrói é extremamente competente.
    A MAIORIA DAS RECLAMAÇÕES que li neste blog são referentes às condições de mobilidade urbana, meio ambiente, falta de infraestrutura, fiscalização… isto é de competência do PODER PÚBLICO, extremamente incompetente.
    MUITO SUCESSO AOS CONSTRUTORES, motivo de orgulho, geração de empregos e progresso de Balneário Camboriú. E que os eleitores desta maravilhosa cidade saibam escolher melhor seus governantes e administradores, para obter melhor qualidade de vida.

  • Suli Aranha Caldas diz: 25 de novembro de 2014

    Comparar BC com Miami, só quem nunca foi lá……comparação ridícula! Moro na Barra Norte, o cheiro que vem do “Valão” é insuportável, quero ver no verão! Não vai demorar para estes prédios de luxo ter que baixar os preços. Que pena!!!!

  • Vinicius Oliveira Rosa diz: 25 de novembro de 2014

    Com certeza do povo mais culto, desenvolvido e do Estado mais abençoado por Deus Santa Catarina é um show de luzes e de maravilhas onde só se encontra magníficas praias e belezas naturais extraordinárias essa Terra é uma pérola nos olhos de quem chega para visitar abraços a todos e a todas as catarinenses. AMO SANTA CATARINA.

  • Gê diz: 25 de novembro de 2014

    Amo BC, melhor lugar prá se viver.

  • Ana diz: 25 de novembro de 2014

    A inveja de alguns é impressionante !!!!! Um antigo ditado já diz: “Quem desdenha ,quer comprar. …”kkkkkk

  • Fontora B. Heinz Damiani diz: 25 de novembro de 2014

    onde tem Alemão ,tem desenvolvimento ,ordem ,cultura ,trabalho ,respeito e progresso. Viva os Alemães.

  • roberto gonzalez diz: 25 de novembro de 2014

    não adianta ter construções sem moblidade,

  • Cristina diz: 25 de novembro de 2014

    Acho interessante ter cidades assim, elas servem para fazer um retrato bem atual de nossa sociedade, e pensarmos, são vários imóveis de 600 a 1000 m2 sem ninguém, apenas para lavar dinheiro e fazer sombra na praia e milhares de mini apartamentos para a população geral, população essa que deixa toneladas de lixo na praia e ruas, a desproporção das construções é gritante, na beira mar qualquer hall de um prédio desses tem mármores caríssimos, nas ruas da Av. Brasil para trás só tem buracos e cheiro de esgoto, os prédios altos do FUNDÃO são bonitos por fora mas ridiculamente mal acabados e pequenos, segregação geral, para uns, é sinal de status, para outros, apenas ostentação, para mim é o fim, fim de uma sociedade que acaba com a natureza e seus meios naturais , em Bombinhas se deixarem vai acontecer isso pois os políticos de Balneário estão em Bombinhas agora, querem começar a construir primeiramente prédios de 12 andares com possibilidade de comprar mais alguns por meio de taxas , apartamentos de 70 m2 que era o mínimo agora passou a ser de 75 m2.. (OHHH!!! QUE GRANDE!) Não sei se dou risada ou choro, o vice prefeito chegou a citar Balneário como MODELO…Jesuisss, esse povo que fala que isso é bom nunca viajou, nunca saiu do país, Dubai está cada vez mais barato, ilhas eXclusivas megaa caras, Caribe, só nas praias artificiais tem prédios altos…estamos na contra mão do progresso, o mundo querendo ser verde e nós??Cinzas, cinza concreto.

  • Tatiana diz: 25 de novembro de 2014

    Legal é ver quem não entende uma caralha de urbanismo ou desenvolvimento sustentável dizer que quem crítica essa maluquice “tem inveja” ou “é recalque”.
    Cresçam, e parem de botar inveja na boca dos outros.

  • Edson diz: 25 de novembro de 2014

    Balneario já deu o que tinha que dar,graças a essas construtoras cafonas que acabaram com a cidade,olhem os prédios a beira mar e me respondem se vcs conhecem alguma praia com prédios tão rediculos como aqui…na minha opinião os prédios a beira mar deveriam ser com sacadas amplas e abertas e não essas sacadas fechadas com peliculas espelhadas….querem imitar Dubai,mas é assim mesmo a hora que as construtoras acabarem com a cidade elas vão embora e ai eu quero ver no que vai dar tudo isso….e mais uma cidade que não tem tratamento de esgoto e nem água potável nas torneiras.

  • Irina Malino diz: 26 de novembro de 2014

    Ainda no final dos anos 70 a praia de Camboriú à tarde não estava boa, os prédios fechavam a luz do sol e faziam sombra na areia. Imagino agora. E ainda, havia um prédio mais alto que desmoronou. Em Santos também tem vários prédios tortos, cai-não-cai. O solo não é próprio para construção de prédios altos. As construtoras devem ter dinheiro sobrando, pois construir no solo arenoso é muito caro.

  • Charles diz: 26 de novembro de 2014

    Pena que o texto original de Veja esteja tão desatualizado. Não incluíram o atual edifício mais alto do Brasil, o Millenium Palace com 177m de altura, nem as torres gêmeas da Pasqualotto, que terão 264m de altura. Nem mesmo o Villa Serena, as torres gêmeas prontas mais altas do Brasil.

    BC é única, incomparável. Seus edifícios altos são sua marca registrada. Para os que querem sol na praia e tranquilidade, o município tem belas praias tranquilas na Interpraias. E sabe porque esses pseudo-chatos não frequentam lá ? Porque não tem infraestrutura próxima, que BC tem. Reclamam do movimento mas não conseguem ficar longe de uma padaria, de um quiosque, de um vendedor de sorvetes e de seu imóvel.

    Mas muito desses comentários são recalque mesmo. Se tivessem dinheiro, seriam mais alguns a engrossar a lista dos compradores de imóveis de BC.

  • LG diz: 26 de novembro de 2014

    Os níveis intelectuais dos comentários demonstra que a população, mesmo não conhecendo os projetos da cidade, criticam-a sem conhecer o assunto.

    O significado do estado mental onde existe a falta de saber ou conhecer, nos dicionários disponíveis de nossa língua, trazem a palavra ignorância.

    Balneário merece sim estes espetáculos da arquitetura e engenharia. Existem muitas obras em andamento, muito mais do que em qualquer cidade vizinha, principalmente me referindo à Itajaí e seu gargalo digno de novela, a famosa linha branca que não sai do papel nunca!

  • Emiliano diz: 26 de novembro de 2014

    Grande hipocrisia política e econômica. Uma cidade que não tem um Aterro Sanitário e joga todo lixo em Itajaí, e sequer paga pelo depósito; uma cidade que não tem fonte de água tratada para consumo humano porque tem que se apropriar do vizinho pobre de Camboriú, uma cidade que constrói edifícios vendendo apartamentos de 8 a 12 milhões para artistas e jogadores de futebol e não tem um plano de saúde para seus peões, uma cidade que a maioria dos especuladores imobiliários são caixa dois de campanha eleitoral mas não patrocinam compensações ambientais e sociais pelos danos ao meio ambiente. Esse é o maior efeito masking de marketing imobiliário que se conhece. Aqui tudo pode porque o importante é fazer “Torres de Babel” para chegar ao céu, enquanto as águas da praia continuam poluídas e o sombreamento cada vez maior. O lema é 3 S´s: Sucesso – Segurança – Sombra na Areia da Praia.

  • Vitor Alencastro diz: 26 de novembro de 2014

    Quem reclama de mobilidade em Baln. Camboriú, vai morar em Sampa, Rio, Porto Alegre, Belô, aí vai ter mobilidade, kkkkkkkkk

  • Bc é 10 diz: 26 de novembro de 2014

    É de apavorar tanta gente recalcada e invejosa….
    BC cafona? Hahahahah me poupe….
    Sinto muito… mas a gente mora onde milhões de turistas
    do mundo Inteiro vêm desfrutar suas “férias”…. Nessa maravilha do atlântico sul !

  • Arno diz: 27 de novembro de 2014

    Quero ver o dia que umz dessas “torres” pegar fogo. Quem vai apagar??? Moro no 4o andsr de um prédio com 10 andares e acho que os bombeiros naobtem equipamento para chegar nessa altura (10 andares) quiçá no ultimo andar de um predio de 80 andares. Quem fornece Alvará para construir essas arapucas???

  • James diz: 27 de novembro de 2014

    1° Quem não está contente que mude de cidade…

    2° A mer….a….vem da cidade vizinha de CAMBORIU…

    3°O orçamento para BC vai chegar proximo a 1 BILHÃO é BILHÃO MESMO (junto com verbas federais,estaduais)…DINHEIRO TEM o que falta é um pouco mais de trabalho dos governantes….

    4°Falam mal da cidade mas final de semana estão TODOS AÍ curtindo BC…

    5°TODAS AS CIDADES TEM DEFEITOS,DUBAI TBM TEM FAVELA….

  • Magno diz: 14 de dezembro de 2014

    é maravilhoso, eu morei 11 anos lá e sei que as 15:00 já nao tem sol na praia, só sombra dos prédios.

  • Vladimir H R diz: 27 de janeiro de 2016

    Acho uma pobreza absoluta certas pessoas definirem um lugar ideal pela altura ou concentrações de edifícios, é bem típico de país subdesenvolvido. No nordeste das grandes capitais se enchem de arranha-céus belíssimos e o saneamento e questões ambientais ficam expondo a realidade degradante de cada lugar. E Balneário Camboriú parece que herdou também a neura de se transformar numa metrópole futurista mas com a mentalidade de terceiro mundo, se esquecendo de que para se ter qualidade de vida, grades, fachadas imponentes ou altura de suas moradias são reais fatores de degradação e apenas ostentação. A natureza de BC, com suas praias, rios, matas, ar, ventos, temperatura são mais relevantes. Mas quando todos de lá perceberem, pode ser tarde para recuperar o que foi perdido. Boa sorte, BC.

Envie seu Comentário