Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Desembargadores decidem manter o pedágio ambiental em Bombinhas

03 de dezembro de 2014 82
Foto: Rafaela Martins

Foto: Rafaela Martins

O pleno do Tribunal de Justiça de Santa Catarina decidiu nesta quarta-feira à tarde não ceder ao pedido de liminar apresentado pelo Ministério Público de Santa Catarina que solicitava a declaração de inconstitucionalidade da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) de Bombinhas. A decisão dos desembargadores faz valer o pedágio, que deverá ser instituído em meados deste mês.

A votação começou acirrada com o parecer do desembargador Lédio Rosa de Andrade, que havia pedido vista na última sessão e votou pela manutenção da lei. Conforme os votos a favor foram prevalecendo, o relator, desembargador Moacyr de Moraes Lima, que havia dado parecer contrário à instituição da taxa, pediu a palavra e voltou a defender seu voto, alegando que o pedágio ambiental de Bombinhas tem caráter meramente arrecadatório.

O voto do relator, porém, não foi seguido pela maioria dos desembargadores. A votação terminou com 12 a favor da lei e cinco contra. Houve oito ausências justificadas na sessão.

A prefeita Ana Paula da Silva acompanhou a sessão e comemorou o resultado. Com a decisão não há impedimentos para que a prefeitura de Bombinhas dê início à cobrança da TPA.

O município homologou recentemente o contrato com a empresa Telmesh, que fará a leitura das placas para emissão dos boletos de cobrança. Serão R$ 6,8 milhões para dois anos de operação.
O MPSC ainda pode recorrer. A decisão dos desembargadores diz respeito ao pedido de liminar, e a ação ainda terá que ser julgada _ mas não há data para que isto ocorra.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade movida pelo MPSC é assinada pelo procurador de Justiça Basílio de Caro, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Controle de Constitucionalidade do Ministério Público, e pelo promotor Fabiano Francisco Medeiros, da comarca de Porto Belo. Os argumentos incluem o impedimento de livre trânsito de pessoas e bens, tratamento discriminatório entre moradores e visitantes, e “finalidade meramente arrecadatória”.

 

Veja os valores do pedágio ambiental:

 

— Motocicleta, motoneta e bicicleta a motor: R$ 2,56
— Veículos de pequeno porte (passeio, automóvel): R$ 20,53
— Veículos utilitários (caminhonete e furgão): R$ 30,79
— Veículos de excursão (van) e micro-ônibus: R$ 41,06
— Caminhões: R$ 61,59
— Ônibus: R$ 102,65

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (82)

  • crazy horse diz: 3 de dezembro de 2014

    Tem uma forma de resolver isso ai. Boicote.

    volto a dizer Dagmara é linda!!!!!!

  • jorge henrique de souza diz: 3 de dezembro de 2014

    essa ideia deveria ser dada ao prefeito de florianopolis porque melhoraria o problema da mobilidade urbana e o salario dos vereadores como a de bombinhas, afinal nao é a ilha da magia. devemos conservar essa ilha tambem. kkkkk

  • elias pereira diz: 3 de dezembro de 2014

    aqui na região de Sorocaba,na cidade de Buri,ocorreu a mesma coisa,o dinheiro arrecadado,nunca foi devolvido ou investido na cidade.
    Acredito que existam outras formas de preservar a beleza do lugar , orientação aos turistas,utilização correta do dinheiro público em prol da cidade.

  • andrea diz: 3 de dezembro de 2014

    Parabéns ao Tribunal de Justiça pela decisão acertada, nós de Bombinhas estamos em festa 12 x 7. Somente a titulo de esclarecimento da matéria o valor do contrato para o periodo de 2 anos é de R$5.9 milhões e não de R$ 6,8 milhões como está desinformando a matéria.

  • Alexandre diz: 3 de dezembro de 2014

    …não ceder ao pedido, que pedia…

  • Evaldo diz: 3 de dezembro de 2014

    Mais uma vez os maiores penalizados serão as pessoas de menor renda. Não poderam usufruir da natureza exuberante, pois meia duzia de moradores se declaram donos do local. Poderiam cobra uma pequena taxa em todos os serviços prestados no cormecio local. Temos que repensar todo o judiciário, pois as decisões tem sido cada veis mais incomprensiveis. Talves seja o resultado de concursos para juizes que não exigem vários anos de experiencia na área privada.

  • PFAmaral diz: 3 de dezembro de 2014

    E o povo que se f…Êta Brasilsão. Depois quando aparecem relatos de corrupção, todo mundo se encolhe no seu cantinho. Uma aberração dessas era para ser descartada por unanimidade.Coloquem as explicações tim tim por tim, para que o povo entenda.Espero que o MPSC, como guardião do cidadão não esmoreça.

  • euripedes diz: 3 de dezembro de 2014

    NAO VAI DIMINUIR O TRANSITO EM NADA, SO VAO ARRECADAR MAIS DINHEIRO, E O CAOS SEM SAIDA.

  • Joaquim José da Silva diz: 3 de dezembro de 2014

    É quase unânime a crítica aos políticos brasileiros quanto a sua atuação, ou seja, o que fazem não ajuda este país a ser uma nação justa. Imaginem o que dizer de um judiciário onde seus membros são indicados por critérios políticos e, por estes mesmos políticos. Mais uma vez vamos ter que colocar as mãos no bolso para exercer o direito ao mar, a praia e sol a beira mar e, quem tem bolso e estiver vazio sonhe com tudo isso e, rápido, antes que seja criada uma taxa.

  • Danilo diz: 3 de dezembro de 2014

    8 ausências =32% não compareceu…e 20% votou contra .. deveriam anular o resultado

  • Jonas diz: 3 de dezembro de 2014

    BOICOTE A BOMBINHAS !!!! E Porto Belo deveria cobrar a mesma taxa dos moradores de Bombinhas por utilizarem a vias públicas desta cidade como acesso.

    E as demais cidades devem criar taxa semelhante para os moradores de Bombinhas quando estes se deslocam para usufruir de Shopping Center, comércio, médicos, clínicas e hospitais em outras cidades como: Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema, Florianópolis, Joinville, etc.

  • Zilto José Rosa diz: 3 de dezembro de 2014

    Até a justiça falha. Vergonha. Nunca mais volto a Bombinhas . Convido a todos que façam um movimento via internet para boicotar o verão desse município. Santa Catarina não precisa de esmola. Vou para o Espirito Santo.

  • Fernando diz: 3 de dezembro de 2014

    Simplesmente ridiculo.

    Tenho um casa alugada na cidade a um bom tempo e estava torcendo para não ocorrer isto.

    Quer dizer que vou contribuir com o comércio local e na saída dos meus 4 dias seria assaltado “legalmente”?

    Nojo.

  • Fernando diz: 3 de dezembro de 2014

    E as pessoas pobres que mal tem pro busão? Como ficam?

  • Fernando diz: 3 de dezembro de 2014

    Então agora todas cidades do mundo tem direito de cobrar pedágio sobre o mesmo falso pré-texto. Aí sim queria ver como ficaria.

  • Emiliano diz: 3 de dezembro de 2014

    Se a recíproca for verdadeira, as cidades de Itajaí, Balneário Camboriú e Florianópolis deveriam cobrar uma Taxa de Uso de Serviços, tendo em vista que em Bombinhas não tem hospital e todos os dias a prefeitura lota vans com doentes para serem tratados nestes municípios, bem como, não possui uma universidade e todos os dias são dezenas de ônibus com filhos estudantes de Bombinhas que aumentam a capacidade de suporte destas cidades sem pagar nenhuma taxa. A Recíproca tem que ser verdadeira.

  • moacir costa diz: 3 de dezembro de 2014

    Apesar de apreciar a beleza da região, já não gostava de ir lá na temporada porque o transito é um caos total, convenhamos né pagar para passar 3 horas na fila para entrar e outras 3 ou 4 horas para sair, ou seja passar mais tempo no engarrafamento do que na praia, o que já era ruim agora ficou pior.
    Todos verão nesta temporada ainda irão arrecadar um pouco dos desavisados, mas nas próximas vai diminuir gradativamente. vai ser um tiro no pé. aguardem …

  • Farofeiro assumido diz: 3 de dezembro de 2014

    Vamos pagar, mas faco questao de gastar bastante agua, deixarei lixo na praia e farei as necessidades na agua da praia….

  • sergio diz: 3 de dezembro de 2014

    Vergonha do TJ/SC vendidos pela politica.

  • Luciano diz: 3 de dezembro de 2014

    O que eu já comentei em outra oportunidade e ninguém esclareceu, é porque as taxas tem os valores quebrados? Não poderiam ser valores redondos? Porque os centavos? Só para complicar, ou ganhar no troco também? Concordo pelnamente com o MPSC. Ninguém pode impedir de trafegar livremente em ruas e locais públicos.

  • Alysson Lang diz: 3 de dezembro de 2014

    É realmente uma pena que isto esteja acontecendo, e tal “moradores” da referida cidade estão aplaudindo, pois sobrevivem do verão, pois no inverno nada se cria. Todos os anos eu vou a Bombinhas para mergulhar e fotografar o fundo do mar, pratico mergulho livre a anos no local, me hospedei muitas vezes em camping e fui muito, mas muito mal atendido em todos os restaurantes e bares da cidade. Sou um grande defensor do meio ambiente, como já costumo tirar dezenas de latas e outros lixos que encontro na praia da Sepultura. O que deveriam fazer é aumentar a taxa de marinha e outras taxas da construção civil evitando os enormes prédios perto da beira do mar. Eu não sou rico, economizo durante o ano pra desfrutar do mergulho, pois até onde sei, o oceano não tem dono, senão a Marinha e o governo, que de antemão, é público, isto é, nosso!
    Faz realmente muita diferença arrecadar 20 reais meu, pra um serviço que terei a garantia de NUNCA ser investido, pois empreiteiras e pessoas gananciosas estarão prontas a usufruir desse recurso. Acredito que o MP está sendo fraco nessa ação, colocando pouca energia daquilo que deveria fazer, em contrapartida dos turistas, que já pagam vários tributos anuais, que não são repassados.
    Por que então não cobram taxas dos inquilinos, das imobiliárias, dos donos de pousadas e hotéis?
    Já que vou a Bombinhas para o mergulho, simplesmente arranjarei outro local para tal prática, e com a decisão tomada no final, se contra, farei ainda um favor de comunicar meus amigos que procurem mesmo outro lugar para veranear, pois se depender de mim, não varão um centavo meu além daquele que pago com impostos.
    A administração da cidade que reveja seus projetos. Pois todo ano estamos cansados de ficar na fila pra entrar ou sair, com aquelas ruas esburacadas, cheias de trabalhos que são feitos no verão pra impressionar turista bocó!.

  • marcelo diz: 3 de dezembro de 2014

    E se os outros municipios resolverem cobrar taxa dos moradores de bombinhas para que os visitem. Seria justo? Se eu pra visitar a cidade deles tenho que pagar entao e justo que eles pagem pra visitar a minha.

  • Eduardo diz: 3 de dezembro de 2014

    Verifica-se na referida taxa ambiental de Bombinhas INÚMERAS INCONSTITUCIONALIDADES que tornam tal cobrança indevida, dentre elas, a isonomia, a liberdade de tráfego, a anterioridade comum e a legalidade.
    Desta forma, com a decisão da justiça na tarde de hoje, percebe-se que as decisões judiciais estão deixando de ser proferidas sob os aspectos legais (de direito), passando tal análise sob o aspecto político!!
    Quem perde com isso é o cidadão, mais uma vez, posto que notadamente tal tributo tem, tão somente, o objetivo arrecadatório.
    Assim sendo, a desastrosa decisão dá azo a TODOS os municípios, sob o pretexto de “preservar o meio ambiente”, colocar uma cancela (catraca) em suas entradas, permitindo a entrada tão somente após o pagamento do tributo!!
    ABSURDO!!!

  • Cris diz: 3 de dezembro de 2014

    TOMARA QUE FALTE MUITA ÁGUA POR LÁ!!!! E, TURISTAS, VENHAM PRA ITAPEMA !!!! AQUI NÃO COBRAMOS ENTRADA, POIS VOCÊS JÁ DEIXAM O DINHEIRO NO ALUGUEL, RESTAURANTES, BARES, LOJAS……ENFIM, NOSSAS PRAIAS PODEM NÃO SER TÃO LINDAS, MAS AQUI TODOS SÃO BEM VINDOS, ATÉ O POVO DE BOMBINHAS, QUE VEM AQUI FAZER FILA NA HAVAN E NO MAC.

  • Nao ir a Bombinhas diz: 3 de dezembro de 2014

    Isso e bem simples, tem tantos lugares lindos pra ir, nao va a bombinhas, quero ver se eles nao irao mudar de ideia quando a arrecadacao do turismo despencar, isso ai e apenas mais um meio de fraude como acontece em todo o brasil, uma maneira de encher os bolsos, nem rua que preste a cidade tem, nao tem mais nada pra preservar, ta ludo largado as tracas…

  • Josiane freitas diz: 3 de dezembro de 2014

    ESSE POVO DE BOMBINHAS COMEMORANDO MAIS UMA TAXA PRA LESAR O BOLSO DOS TURISTAS QUE LHE TRAZEM DINHEIRO. A PREFEITA FUTURAMENTE VAI PRECISAR ABRIR FABRICAS DE SARDINHA, POR QUE DE TURISMO IRA FICAR DIFICIL SOBREVIVER. PARABENS PRA ELA …. AÇORIANA PORTUGUESA COM CERTEZA….

  • Marco Aurélio diz: 3 de dezembro de 2014

    TPA – Prezada Prefeita utilize esta taxa realmente para preservar o município pois a região é linda e precisa ser cuidada com coleta seletiva de lixo que lá tão tem, limpeza das praias , recuperação da matas ciliares, banheiros e chuveiros públicos, tenho casa em Mariscal sei como é vem o povo de fora joga lixo por tudo que é canto fazem suas necessidades no mar, por fim deixam um rastro de destruição e vão embora bando de porcos pois quem é dali cuida. Terás nosso voto de confiança mais estaremos atentos se o que estará sendo cobrado não voltar em nosso beneficio.

  • BATISTA HERCILIO LAZ diz: 3 de dezembro de 2014

    BASTARIA INCLUIR UM REAL E TODA NOTA FISCAL QUE ULTRAPASSASSE O VALOR DE 10 REAIS…..PRONTO!!!

    AGORA CÁ PRÁ NÓS: SE APENAS 20 % VOTARAM E 32 % NÃO COMPARECERAM, MELHOR SERIA UMA NOVA VOTAÇÃO NÃO ACHAM??

  • Eder Nascimento diz: 3 de dezembro de 2014

    Quero ver se a moda pega e outras cidades litorâneas aqui de Santa Catarina solicitarem a mesma ”taxa”. Além do povo ficar revoltado em pagar; consequentemente o numero de turistas vai diminuir consideravelmente.

  • Carlos Eduardo diz: 3 de dezembro de 2014

    Eu faço entrega com veículo automotor, uma vez na semana em bombinhas, fico no máximo 2:00 hs dentro da cidade.Como vai ficar.Vou ter que cobrar taxa de entrega dos meus clientes? Que já pagam os impostos para a prefeitura de bombinhas.

  • Eduardo diz: 3 de dezembro de 2014

    Decisão acertada! Aquele paraíso tem que ser preservado e não é lugar para todo mundo estar lá. Não há como suportar tamanha carga de pessoas, de carros, de esgoto, de lixo, de poluição, que são os rastros que as pessoas mal educadas deixam, infelizmente.
    Parabéns aos idealizadores, essa atitude mostra uma visão de futuro, mesmo contrariando alguns.

  • luciano diz: 3 de dezembro de 2014

    Absurdamente absurdo………………uma vergonha…e como disse Emiliano…vamos cobrar pelo uso dos hospitais e universidades da regiao ao moradores do Bombinhas !!!!

  • du diz: 3 de dezembro de 2014

    queria que algum morador de bombinhas me respondesse:acham q a prefeitura vai gastar um real na preservação ambiental?isso é so pra encher bolso de uns e outros,a prefeitura não está nem aí para meio ambiente,algum morador por favor me diga se acredita que é para preservar a natureza

  • Charles diz: 3 de dezembro de 2014

    Caprichos ambientais? kkkk E na outra ponta, Bombinhas quer mudar o plano diretor para construção de prédios de até 12 andares! Santa hipocrisia, Batman!

  • LUCINEI diz: 3 de dezembro de 2014

    E assim,como sempre é o povo que paga a conta,para viajar se paga pedágio,ter os filhos ter bom estudo se paga colégio particular,para fazer um exame urgente se paga uma consulta,para estacionar o carro em algum lugar se paga,afinal de conta onde vai tanto dinheiro,porque pagamos impostos ainda.Será onde vamos parar com tanto roubo,como teremos que pagar para entrar na cidade,teremos também que cobrar da prefeitura qualquer prejuíso em caso de roubo,carro quebrado nas estradas da mesma que são péssimas,e outros danos,OK……

  • Daniella diz: 3 de dezembro de 2014

    A taxa é válida mas irá diminuir consideravelmente o número de visitantes e turistas…irão para outras praias tão maravilhosas quanto Bombinhas…indignante do ponto de vista de que poucos irão aproveitar o verão desta cidade…

  • Antonio C W Pinto diz: 3 de dezembro de 2014

    Se querem cobrar taxa de preservação deveriam começar pelos moradores, que são os que causam os maiores danos a natureza com costruções desordenadas que a prefeitura não fiscaliza e, redes sujas nas prias como em zimbros causando poluição visual. Lembrem que a região e turistica e turismo significa arrecadação, coloquem um pedagio de 1,00 rs e ja terão dinheiro para roubarem a vontade.

  • Alexandre diz: 3 de dezembro de 2014

    Como sou morador de Porto Belo, onde a água chega primeiro e sempre falta em Bombinhas por mera incompetência do governo municipal que há longos 20 anos ou mais de falta d´água não fez qualquer melhoria nesta área.

    Deveríamos deixar as torneiras abertas….

    Os sem vergonha do Poder Executivo de Bombinhas buscam somente o favorecimento da empresa Telmesh de Blumenau-SC criada em 2007, ou seja, meros 07 anos de suposta atividade.

    Sequer houve lisura ou processo licitatório conhecido para contratação da referida empresa.

    Não ha dúvidas de que muito dinheiro vai mudar de mãos às custas da população.

    Será o que? Propinopedágio?

  • Valter diz: 3 de dezembro de 2014

    Parabéns à administração de Bombinhas. Há muita gente que entra na cidade apenas para usufruir/destruir suas belezas naturais, enchendo a praia de lixo e usando a pouca água que ainda resta. É muita gente para pouco espaço.

  • giovanni diz: 3 de dezembro de 2014

    Fiquei feliz, pois a realidade é contrária ao que disse o amigo aí encima, “Evaldo”, a população de baixa renda agora é que poderá usufruir da praia de Bombinhas, afinal, terá espaço e eles poderão alugar uma casa aqui mesmo, e não ter que perder meio dia no transito, sem ar-condicionado, e poderão comprar no mercado local, gastar nas lojas de Bombinhas e dessa maneira também a população de baixa renda ‘daqui’ poderá ir ao posto de saude quando precisar, ir até os bairros sem tanto transito, ir ao banco no horário normal, portanto, teremos mesmo problemas e aqueles que realmente querem visitar bombinhas, que é uma atração turistica, não se ofenderão de pagar 4,00 por pessoa que é o valor que custará um veículo comum com 5 pessoas dentro. Afinal pra ir ás outras atrações turisticas proximas, pagam caríssimo.

  • Hercules diz: 3 de dezembro de 2014

    Maís uma aberraçāo da Prefeitura de Bombinhas, que após destruir a restinga da metade da praia com calçadāo, retirar todo o calçamento e calçadas, vem com a cobrança de pedágio inclusive dos proprietários de imóveis ha maís de trinta anos pagando IPTU e outras taxas. Detalhe ainda nāo tem esgoto.

  • Edson R F diz: 3 de dezembro de 2014

    E como fica para quem vai veranear na cidade de bombinhas? Eu particularmente passeio muito e então vou sair e entrar várias vezes na cidade pois tenho apto alugado lá. Aquela rua principal, ainda estará um caos na temporada? Obrigado.

  • Samuel Batista dos Santos diz: 3 de dezembro de 2014

    Como sempre, neste país, prevaleceu a imposição de mais uma taxa – meramente arrecadatória – e a incapacidade do poder público em resolver os sérios problemas estruturais dos quais padecem nossas cidades. Trânsito caótico existe hoje em todo lugar e no litoral de SC não é novidade alguma no verão. Talvez as Prefeituras de Balneário Camboriú, Itapema e até Florianópolis possam pensar também neste pedágio (assalto) “ecológico”. Quanto a mim, Bombinhas nunca mais.

  • Rodrigo diz: 3 de dezembro de 2014

    Eu gostaria muito de ter uma conversa cara a cara com um desembargador desses…, aliás, não gostaria não, vai que ele não gosta da maneira como eu olhe pra ele e mande me prender e ainda pagar indenização…

  • Joana diz: 3 de dezembro de 2014

    Pq ninguém reclama de pagar taxa diária ( e que não é barata) em Fernando de Noronha? Capaz de ainda bater foto e postar no “face, “insta”. Gentalhas, não tem $ não vai. Otima ideia essa taxa.

  • Leonardo diz: 3 de dezembro de 2014

    Resposta a Andrea:
    KKKKK……me lasquei de rir lendo o que ela escreveu…ela pensa que mora onde? num lugar perfeito? com certeza não deve ser moradora antiga.
    Sou de Itajaí e tive que ir por motivo de trabalho até Bombinhas na última sexta-feira dia 28/11……gente o que era aquela cidade e no que ela virou? no que se tornou? que bagunça……poeira….caos…..um monte de restaurantes ao final da Avenida Leopoldo Zarling sem turistas pois não dá para passar por lá…..ruas sem pavimentação….não tem hospital…..valas a céu aberto….acredito que tem muiiiita coisa a ser melhorada por lá….ou seja, ao invés de investir milhõe$$ na contratação dessa empresa, poderia investir-se em coisas muito mais importantes e necessárias à população….
    Está decretado o fim de Bombinhas….aí depois só quero ver os moradores se mudando para as outras cidades.

  • rodrigo diz: 3 de dezembro de 2014

    Lamentável a decisão do tjsc, até pq conceito básico de direito tributário, taxa decorre de contraprestação estatal, o que nem de perto verifica-se no caso…

  • Veranista :( diz: 4 de dezembro de 2014

    E não vai ficar por aí!
    No dia 1º de dezembro começou a cobrança da Área Azul em Bombinhas, a mais cara do estado, R$ 2,50 por hora das 08:00 às 22:00 (14 horas por dia), se você vai veranear de carro, e não tem garagem no imóvel, prepare pelo menos R$ 35,00 por dia só para Área Azul, e não esqueça, a cada 4 horas terá que mudar o carro de lugar… KKKKKK

  • agostinho ademar dalri diz: 4 de dezembro de 2014

    assim e o brasil , tributos tributos tributos ,,,,,

  • RAGE diz: 4 de dezembro de 2014

    RÁRÁ´RÁ…. Prefeita Aninha e comparsas em festa, pois todos sabemos que a $$ arrecada não vai voltar para a cidade!! Bom então é o seguinte: também quero minha $$ de volta, pois como morador e contribuinte de SC, sabemos quais são os municipios que não dão lucro aos cofres publicos, e Bombinhas é um deles, logo quero minha parte da $$ que o governo do estado DOA todos os anos para Bombinhas!! Esse paízinho não tem jeito mesmo, tolo daquele que acha que essa grana será revertida em projetos de preservação…

  • marcos diz: 4 de dezembro de 2014

    UMA VERGONHA PARA O MINISTÉRIO PUBLICO QUE NÃO TOMA ATITUDE SOBRE ESTE ASSUNTO POIS ABRIU PRESEDENTE PARA TODAS AS PRAIAS E CIDADE DE COBRAR INGRESSO PARA VISITAR ,JA PAGAMOS IMPOSTO SE OS ADMINISTRADORES NÃO TEM COPETENCIA DE APRENSENTAR PROJETOS PARA A CIDADE PARA BUSCAR RECURSO NÃO É CULPA NOSSA TEMOS O DIREITO DE IR E VIR NO NOSSO TERRITORIO BRASILEIRO PAGAMOS IMPOSTO PARA ISTO POLICIA FEDERAL A UNICA INVETIGATIVA QUE AINDA CONFIAMOS DEVERIA COMEÇAR A INVESTIGAR OS BENS DESTES DESEMBARGADORES E ADMINISTRADORES QUE VOTARAM A FAVOR DESTE ABSURDO

  • Paulo diz: 4 de dezembro de 2014

    Ótima idéia essa taxa.
    Eu pago um valor alto de IPTU e coleta de lixo em Bombinhas, mas na temporada é sempre esse pesadelo de disputar espaço com turistas que só vem para passar o dia e sobrecarregar os lixeiros. Para dar a hospitalidade adequada… até hoje nós contribuintes tivemos que cobrir isso. Espero que agora tenham a conciencia de compreender e aceitar isso. Esses que falam em boicotar….. espero que o façam… é mais espaço para nós.
    Obrigado

  • Roberto diz: 4 de dezembro de 2014

    Concordo plenamente com o Sr. Danilo. Ah, outra coisa que se esqueceram de falar…. Foi criado na semana passada, Área Azul em toda praia de Bombas, na Av principal e nas ruas laterais até +ou- 600m desta. Então quando alguém (forasteiro que somos) for pra alá, além de pagar o “pedágio”, ainda terá que desembolsar R$4,00 pra cada 4 horas de estacionamento. Não seria DUPLA COBRANÇA para o mesmo fim? Com a palavra os Srs. Desembargadores (aqueles 20% que votaram)…..

  • Ivo Simon diz: 4 de dezembro de 2014

    Me ajudem se for possivel, tenho moradia em Bombinhas, trabalho em Porto Belo, isto significa que vou passar 10 vezes por semana X 20.53 = R$205.30 por semana X 4 = R$ 821.20 por mês, para dormir na minha cidade…, o os impostos que pago e o meu direito de ir e vir…., isto é BRASIL.

  • Mara Maria diz: 4 de dezembro de 2014

    Prefeitura com péssima gestão dá nisso, cria-se novos impostos para tapar rombos. O dinheiro nunca é aplicado para o fim especificado. O objetivo é meramente arrecadatório. Mas esse objetivo pode ser um tiro pela culatra, afastando os turistas de frequentarem essa cidade com péssima infraestrutura. Me admira muito o TJ, com grande número de faltosos e com salários virtuosos, concederem tal absurdo, uma afronta ao direito de ir e vir.

  • Diego Rodrigues diz: 4 de dezembro de 2014

    Este pedágio adotado pela prefeitura de Bombinhas é tão absurdo quando da decisão dos Desembargadores do TJSC que corroboraram com este assalto aos turistas.

    Dagmara estou apaixonado por você!

  • Bombinense sim diz: 4 de dezembro de 2014

    Sr. Emiliano, o senhor bem sabes pois já fostes funcionário desta prefeitura que não somente o municipio de Bombinhas mas todos os municipios que utilizam os serviços médicos e hospitalares de outro municipio assinam um consórcio e pagam por isso, então o sr não se faz de desentendido do assunto só para criticar. E se o sr não sabe disso deves ser muito incompetente mesmo, pois estas fora desta teta e só critica o que querem tentar melhorar este municipio. Deve ser por isso que o teu prefeito não ganhou pois junto a vc só queriam beneficio próprio.

  • PFAmaral diz: 4 de dezembro de 2014

    Lamentável. Vamos pagar pelo tempo que ficamos parados entre Porto Belo e Bombinhas, não tem hospital, não tem faculdade, com certeza não irá ter água na temporada. Quero ver como a vigância sanitária ira atuar nesta temporada, com aquele poeirão todo. Esgôto cadê? É uma pena, poém estamos no Brasil,onde tudo pode acontecer.

  • jairo diz: 4 de dezembro de 2014

    VAMOS BOICOTAR AS PRAIAS DE BOMBINHAS , O LITORAL CATARINENSE É ENORME , EXISTE OUTRAS PRAIS LINDAS.

    OBS: SENHORA PREFEITA, QUANDO PRECISAR LEVAR SEUS MUNICIPIS PARA HOSPITAIS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS, LEMBRE-SE QUE LA NÃO ESTÃO COBRANDO PEDÁGIO.

  • Bombinense sim diz: 4 de dezembro de 2014

    Sr Ivo Simon,

    O sr já foi se informar na Secretaria de Turismo, pois cfe. a lei o sr é isento é só ir la e se cadastrar pois moradores de Bombinhas e Porto Belo são isentos mesmo que este possuem veiculo com placa de outro municipio. No site da prefeitura tem os documentos que o sr precisa levar pra se cadastrar.

  • Não vá a Bombinhas!!! diz: 4 de dezembro de 2014

    E as Grandes Lanchas, barcos, Yatches e Jet Sky’s que lotam o caixad’aço, que acredito que poluam muito mais que uma moto ou um carro, não vão pagar nada ? Da pra ver nitidamente qual a intenção do projeto… VERGONHOSO!!! Vamos visitar outras praias, deixem essa praia monopolizada pela elite e visitem outros lugares do nosso litoral!!!

  • marcos machado diz: 4 de dezembro de 2014

    SABE QUAL A RESPOSTA QUE O POVO,OU TURISATA TEM QUE DA, E NÃO VISITAR BOMBINHAS E MOSTRAR QUE TEMOS MUITAS PRAIAS CATARINENSE BOAS PRA VISUTAR E USUFRUIR,BOMBINHAS E MUITA BONITA MAIS IMPOSTO PRA PAGAR NÃO.

  • marcos machado diz: 4 de dezembro de 2014

    SABE QUAL A RESPOSTA QUE O POVO,OU TURISATA TEM QUE DA, E NÃO VISITAR BOMBINHAS E MOSTRAR QUE TEMOS MUITAS PRAIAS CATARINENSE BOAS PRA VISITAR E USUFRUIR,BOMBINHAS E MUITA BONITA MAIS IMPOSTO PARA PAGAR NÃO.

  • andrea diz: 4 de dezembro de 2014

    Meus parabéns, mais uma vez a população é cobrada duplamente, já temos carga de impostos suficientes o que falta é o uso correto do dinheiro público, eu não pretendo ir a Bombinhas enquanto for cobrada esta taxa, pois acho uma ofensa! E sugiro aos que acham bom que a medida se estenda a todas as cidades do país , pois entendo que a lei deve ser igual para todos, e ai duvido que fiquem comemorando !

  • Willian diz: 4 de dezembro de 2014

    Parabéns!!! Ótimo!!! Que cada Cidade, Bairro, Distrito e localidade passe a instituir seu pedágio também!! Venho perdendo orgulho de ser brasileiro….

  • FABIANO DERRO diz: 4 de dezembro de 2014

    Sou proprietário de imóvel urbano (terreno) em Canto Grande e, para ver o meu imóvel vou ter que pagar pedágio. Além do mais, as praias são públicas, assim como as estradas. Como advogado não compreendi a decisão do TJSC e espero que o MP recorra desta decisão absurda. E de mais a mais, CONVOCO A TODOS PARA BOICOTAR A REGIÃO, dai quero ver a Prefeita manter esta ideia absurda, em especial quando os comerciantes e o comércio ficarem às moscas…

  • Manfred Kreutzfeld diz: 4 de dezembro de 2014

    Para Joana: Fernando de Noronha é uma reserva ambiental, coisa que Bombinhas não é. É por isso …

  • sergio diz: 4 de dezembro de 2014

    Quem for e pegar a tal TACHA, guardem os comprovantes e depois entre na justiça com pedido de ressarcimento ( pois isso é roubo ), nao é multa de transito para ser cobrada por radares que terão so 80% de acerto.

  • sergio diz: 4 de dezembro de 2014

    Não vá para BOMBINHAS, S.C, pois lá estão asaltando os turistas na entrada da cidade.

  • André diz: 4 de dezembro de 2014

    Há 6 anos visito Bombinhas e Mariscal no verão e deixo o meu $$$ lá no comércio local e aluguel de imóvel e queria agradecer a prefeita , pois esse ano irei a outras praias maravilhosas que SC têm. Não verás o meu $$ esse ano. Nem o meu , nem da minha família e nem dos meus amigos.Só nesse circulo já são cerca de 20 pessoas que não deixarão o dinheiro lá, entre o comércio local e aluguel do apartamento. E isso vai aumentar, pois já recomendei veementemente aos meus amigos que não coloquem os pés lá.Já trabalhamos honestamente 5 meses ao ano para dar de impostos ao governo Federal, Estadual e Municipal. Chega destas arbitrariedades . Conheceremos as lindas praias de Floripa esse ano e deixaremos o nosso $$ aonde somos bem recebidos e acolhidos. Essa taxa, para quem mora no Brasil, sabe que é arbitrária e nunca, eu disse nunca será revertida em nada a favor da população. Deixemos de ser hipócritas. O turismo irá cair e consequentemente a arrecadação. Para os moradores que se acham donos de Bombas,podem ficar a vontade e se esbaldem sozinhos por ai. Graças a Deus temos inúmeras praias lindas aqui e em todo o Brasil. E tenham todos a certeza : Isso é um verdadeiro tiro no pé e ainda não acredito que o comércio local ainda não se mobilizou para derrubar esses, esses, esses….da prefeitura. Passar bem…

  • katia diz: 5 de dezembro de 2014

    Joana… Fernando de Noronha é um Parque Nacional, e Bombinhas somente um município, ou estou enganada, daí pode-se COBRAR taxa de visitação, vai se informar …

  • andrea diz: 5 de dezembro de 2014

    Fico feliz com comentários como o de André, e sugiro sim que ninguém vá para Bombinhas, e aos moradores daquele município que acham bom pagar esta taxa, o que achariam se tivessem de pagar para vir para Balneário Camboriú, ou a Itajaí, ou a Florianópolis?A burrice impera quando em um país os governantes acreditam que a única forma de melhorar é cobrando impostos, mas o mais absurdo é o povo que já paga tanto aplaudir. Sinto muito a vocês que acham bom, pois esta medida abre precedentes a outros absurdos como este.

  • Claudio diz: 5 de dezembro de 2014

    Voces ainda estao esquecendo a AREA AZUL voce poderá deixar o carro estacionado somente pelo periodo de 2 horas….OU TIRA OU MULTA!!! a TPA é fixa….na arrecadaçao..

  • Paris Leonardo Ramos. diz: 5 de dezembro de 2014

    Quanto mais fala-se em corrupção , mais ela aumenta , quanto mais fala-se que o Brasileiro paga muito imposto, mais cria-se novos tributos. Aqui em Bombinhas o vice prefeito é dono do único despachante de transito na cidade e vai comemorar o aumento do numero de carros licenciados no município, afinal , cada morador pode cadastrar apenas um veículo. Quero deixar registrado o meu repúdio contra ações desta natureza que prejudicam a economia e nada trazem de positivo ao meio ambiente , já que é comum ver aqui no município os terrenos públicos cheios de lixo enquanto que os particulares são perfeitamente limpos e bem cuidados em função do respeito a lei.
    A plaquinha avisa e adverte sobre a multa e o numero da lei. Então quem vai multar o município????

  • Augusto diz: 5 de dezembro de 2014

    Por pessoas como a Joana é que estamos na situação que estamos. Triste quando me deparo com pessoas preconceituosas. Pior, triste com a situação dela e de todos que se identificam com ela, pois acham que estão abafando e vivem em um mundinho sem nexo e solitário. Pessoas que acham que tem posses e que na verdade em nosso país, não temos nada.Se é que ela tem alguma coisa… Temos a ilusão que temos nossa casa própria e temos que pagar por ela anualmente, senão perdemos. Temos nosso carro e temos que pagar altas taxas para poder usufruir do nosso bem , senão perdemos. Entre outras coisas. Agora temos que pagar para ir as nossas praias. Nossas praias ???? Sim, não temos nada. Nem eu,nem todos daqui, nem a coitada da Joana.Tenho um amigo que tem um pequeno comércio de comida e bebida na região e está muito preocupado com a queda dos turistas. Torço por ele, pois é batalhador, diferente de quem acha que tendo posses, da o direito de ter preconceito contra pessoas que só querem ir a praia. Só querer ter o direito de ir e vir respeitado, sem pagar mais impostos do que já paga. Mas, infelizmente, não o verei nesse verão, pois não irei visita-lo.Farei o mesmo que o André. Irei a outras praias, tão lindas quanto Mariscal e Cia. Damos de impostos muito mais de 1 trilhão e 500 bilhões de reais para o governo anualmente. Cade esse dinheiro? Talvez esteja com a Joana, com o Eduardo da vida…Brasileiros com todos aqui que estão sendo assaltados diariamente e não reclamam e continua tudo igual. Aliais, reclamam sim, reclamam contra o próprio brasileiro achando que estão abafando, quando na verdade são uns alienado politicamente e socialmente. Guarda do Embau, ai vou eu…

  • silvana diz: 7 de dezembro de 2014

    Moro em SP, e já reservei e paguei para passar o final de em bombinhas. Não sabia desse absurdo vai ser minha primeira e ultima vez que vou a bombinhas, lamentável pagar para entrar na cidade. Isso e Brasil.

  • Fernando diz: 8 de dezembro de 2014

    André, seu comentário descreve exatamente o que penso. Enquanto existir esse “pedágio” não coloco mais os pés em Bombinhas, e estou recomendando a todos meus amigos e familiares a fazerem o mesmo. Quatro Ilhas, Atalaia, Conceição, Tainha e etc são lindas, mas não insubstituíveis. Tenho dezenas de fotos delas para relembrá-las enquanto alguma autoridade sensata (existe isso?) não revoga esse absurdo.

  • cobrança absurda! diz: 22 de dezembro de 2014

    Pelo que vi na grande maioria dos comentários, assim como eu a maioria discorda dessa cobrança absurda. E é claro que já sabemos que como de costume o dinheiro não será investido na cidade! Cidade esta, que precisa sim de mais estrutura, mas não será com esta cobrança indevida que irá ganhar. Alguns moradores só concordam porque pensam em todo o trantorno causado pelo excesso de pessoas na alta temporada. Mas infelizmente a cidade não sobrevive sem esse excesso de pessoas em alguns meses na cidade! É isto que sustenta a cidade o ano inteiro! O valor do pedágio pode até não ser tão alto, o problema é que é indevido, simplesmente um absurdo! Já pagamos tantos impostos… tantos pedágios… tantas taxas…e com certeza este valor será ajustado… pra maior! Como de costume!

  • carlota diz: 30 de dezembro de 2014

    É isso aí Alyson, melhor é não ir a tal de Bombinhas… Olha se a moda pega, vão cobrar taxa pra entrar na ponte aqui em Floripa e daqui a pouco no país todo… Afffff….isso tá parecendo aqueles flmes de ficção … chega a ser surreal.

  • Marcelo diz: 24 de janeiro de 2015

    Informo que no ap que ficamos hospedados nem agua tinha… outros moradores relataram tambem a falta de aguua , hospital,… etc Nunca mais tiro férias em Bombinhas e espero que mais pessoas façam o mesmo.

  • paulo diz: 21 de fevereiro de 2015

    Eu não volto em bombinhas mais e muita exploração …

Envie seu Comentário