Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

CPI das Licitações é prorrogada para que vereadores tenham acesso ao inquérito da Operação Trato Feito

09 de dezembro de 2014 0

A CPI instaurada na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú para apurar as suspeitas levantadas pela Operação Trato Feito teve o prazo de conclusão prorrogado por mais 30 dias. O motivo é que, um mês após instaurada a investigação, os parlamentares ainda não tiveram acesso ao inquérito do Ministério Público de Santa Catarina.

Conforme o presidente da CPI, vereador Orlando Angioletti (DEM), a procuradoria do Estado informou à comissão, na sexta-feira, que o prefeito Edson Piriquito (PMDB) também seria ouvido no processo, e que só depois disso haveria uma definição sobre o compartilhamento de informações.

Hoje a CPI se reúne mais uma vez na Câmara, às 17h, e na próxima quarta-feira alguns membros vão a Florianópolis em mais uma tentativa de receber cópia dos documentos da investigação.
Os vereadores poderão começar a ouvir as pessoas já ou esperar pelo compartilhamento do inquérito para iniciar os depoimentos.

Ontem o procurador de Balneário, Marcelo Freitas, e um dos advogados do prefeito, Ciro Amâncio, não souberam informar se Piriquito prestou ou ainda vai prestar depoimento sobre a Trato Feito. (Colaborou Victor Pereira)

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário