Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

MPSC investiga avanço de obra de empresa do senador Álvaro Dias sobre restinga em Balneário Camboriú

10 de dezembro de 2014 9

Obra Estaleirinho

Atualizada às 10h18min

A 5ª Promotoria do Ministério Público de Santa Catarina em Balneário Camboriú instaurou inquérito para investigar o avanço de uma obra (foto) que pertence a empresa da família do senador paranaense Álvaro Dias (PSDB) sobre área de restinga, na Praia do Estaleirinho.

Convocados pelo MPSC para vistoria no local, técnicos do Departamento de Contenção de Ocupação Irregular e Degradação Ambiental (Cuida) informaram, em documento, terem comprovado a suspeita de degradação.

A construção, que de acordo com placas em frente à propriedade é de 379,92 metros quadrados, tinha autorização da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) para corte de 10 árvores nativas _ mas não para o avanço sobre a restinga, que é área de preservação permanente.

De acordo com a secretária da Semam, Nena Amorim, houve “movimentação de terra não permitida na restiga”. O relatório do Cuida afirma que o aterro do terreno avançou 25 metros sobre a vegetação protegida por lei, “sem respeito ao recuo legal previsto pelo Código Florestal”.

O Cuida teria verificado a situação em agosto deste ano. Mas só na semana passada os fiscais da Semam estiveram no local para dar prosseguimento à denúncia.

Segundo a secretária Nena Amorim, o senador será autuado. Questionada sobre a demora na fiscalização, já que havia aval para corte de vegetação nativa (também protegida por lei),  ela afirmou que a vistoria ainda estava no prazo:

_ Sempre retornamos para verificar o que foi feito depois de uma autorização de corte, mas não tem data.

“Não sei o que aconteceu”

Foto: Divulgação PSDB

Foto: Divulgação PSDB

Na manhã desta terça-feira o senador disse que foi informado pela imprensa da denúncia e afirmou que os limites impostos pela prefeitura foram respeitados. Álvaro Dias afirma que a obra pertence a uma empresa de construção de sua mulher e filhos, na qual ele tem 13% de participação.

Segundo ele, assim que a família tomou conhecimento do caso foi feita uma vistoria no local em que não teria sido comprovado o dano.

_ Está absolutamente correto. Inclusive há um propósito de recuperar a restinga, estamos protocolando _ afirmou.

O portal Uol divulgou que o senador teria acreditado estar sendo alvo de perseguição política por ter apoiado Dado Cherem, candidato do PSDB à prefeitura, derrotado pelo atual prefeito Edson Piriquto (PMDB) nas eleições de 2008. Nesta terça, Álvaro Dias negou a suposta perseguição:

_ Não sei o que houve e nem por que dão tanta importância a isso. Talvez a Lava Jato não seja suficiente _ disparou.

Excesso de irregularidades

Nena Amorim, secretária de Meio Ambiente de Balneário, refutou qualquer hipótese de perseguição. Disse ainda que as irregularidades ambientais na cidade, especialmente na região das praias agrestes (onde fica o Estaleirinho), é “muito comum”.

Distantes do Centro de Balneário, as praias agrestes são cercadas de mata nativa e atraem condomínios residenciais. Nos últimos anos, também têm abrigado casas noturnas.

 

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (9)

  • Silvério diz: 10 de dezembro de 2014

    Depois da praia brava e dos amores, a região da rodovia interpraias será a próxima a ser “estuprada” pela especulação imobiliária, não existe para onde correr, o dinheiro vai vencer essa batalha.

  • mikros6 diz: 10 de dezembro de 2014

    Perseguição politica! Disto ele entende..
    Porque este calhorda não faz os estragos dele no litoral do Paraná. Aqui ja tem porco suficiente, não precisa mais um…xô!

  • PFAmaral diz: 10 de dezembro de 2014

    Vai dar em nada. Se fosse um paranaense mequetrefe, todo mundo ia cair de páu emcima. Mas com é o senador Álvaro Dias, vai ficar por isso mesmo. Lá em Bombinhas, onde vái ser cobrado o “pedagio ambiental”, também tem obra de magnata, ao lado do rio que desemboca no final da práia, cuja cerca está pràticamente dentro da água, sem recuo algum. A obra esta edificada sobre as pedras a beira mar. Isso pode, Arnaldo?

  • Nisael diz: 10 de dezembro de 2014

    Toda vez que um político é questionada sobre algo que possa ter feito errado de imediato ele alega perseguição política!?.

  • orli diz: 10 de dezembro de 2014

    Estranho mesmo é não terem embargado a obra ainda.

    Autuar o senador??? Por favor, né???

  • Mario Geraldo diz: 10 de dezembro de 2014

    Tadinho, tão inocente e estão perseguindo ele dããã

  • Perseguicao continua diz: 11 de dezembro de 2014

    A ditadura acabou, mas perseguicao nao… Ate a liberdade de expressao eh censurada….

  • RAGE diz: 11 de dezembro de 2014

    É isso aí queimem nosso já não tão belo litoral catarinense!! Seus capitalistas imundos!! Só o que fazem é degradar, haja visto o que já ocorre a anos na nossa belíssima praia brava, BC e tantas outras praias do litoral norte. A ilha de SC está no mesmo caminho a anos, O Litora sul se aguenta do jeito que dá, mas sabe Deus até quando!! E lá vai o homo sapiens deixar mais uma herança patética aos seus filhos e netos!! RIP Earth planet!!

  • Isi diz: 11 de dezembro de 2014

    Este sr, que vive a dar uma de muito honesto, muito indignado, contra tudo e todos, fez de conta que nunca soube dos milhões que o PSDB e o senador Guerra receberam, conforme os delatores premiados. O senador Guerra morreu e assumiu o Psdb o sr. Aécio, que nunca viu o dinheirão este. O mensalão mineiro tucano também nunca viu…

    Pego com a boca na botija, digo na restinga, estragando nossa praia, Alvaro Dias dá uma de inocente, joga a culpa na mulher e nos filhos e vem atochar falando de lava-jato. Parece um disco rachado.

    Seja homem, Alvaro Dias. Assuma o que vc e seus pares fazem de errado. Ou vc pretende nos convencer da pureza de sua alma imaculada?

    Outro charopão é aquele senador Arthur Virgílio, que agora é prefeito de Manaus. Vivia sempre reclamando, dando pau em todo mundo, mas se faz de inocente quanto a tudo que ocorre lá na área dele, onde até esgoto é tudo a céu aberto.

    Por que não fazem como a Roseana Sarney e vão cuidar da saúde???? Bando de chato!

Envie seu Comentário