Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Itajaí ultrapassa Joinville e é a maior economia de Santa Catarina

11 de dezembro de 2014 30
Foto: Rafaela Martins

Foto: Rafaela Martins

 

Atualizada

 

Dados do Produto Interno Bruto (PIB) por municípios, divulgados na manhã desta quinta-feira pelo IBGE, trazem Itajaí como a mais forte economia de Santa Catarina. O PIB da cidade é de 19,7 bilhões, o mais alto no Estado e o 29º no país.

Joinville, que vinha ocupando o 1º lugar, saltou para o 2º com um PIB de 18,2 bilhões. Está em 31º lugar entre as cidades com maior economia do país.

Os dados correspondem a 2012, e não chegam a ser surpresa em Itajaí, que já esperava ultrapassar o maior município do Estado. Na lista divulgada no ano passado a diferença entre as duas cidades foi de apenas R$ 200 milhões (o PIB era de R$ 18,8 bilhões para Joinville e R$ 18,6 bilhões) _ o que, em se falando de Produto Interno Bruto, é uma diferença muito pequena.

A listagem, que traz as 100 maiores economias do país, também inclui Florianópolis (48º lugar no país e 3º no Estado), Blumenau (60º no país e 4º em SC), e Jaraguá do Sul (93º no país e 5º em SC). Como esperado, a cidade com maior PIB no país é São Paulo, com 499 bilhões.

Melhor para São Francisco do Sul

No Estado o panorama muda quando considerado o PIB per capita, que relaciona a economia do município à população e elenca as 100 melhores posições no país. O 1º lugar em SC fica com o município de São Francisco do Sul, que tem 44 mil habitantes e um PIB de 115 mil ao ano por morador.

Itajaí vem em 2º lugar  no Estado, com PIB per capita de R$ 104 mil para 188 mil habitantes.

Treze Tílias, com 6,5 mil habitantes, é o 3º melhor PIB per capita em Santa Catarina: 61 mil por morador.

 

PIB por município:

tabelas

 

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (30)

  • Rodrigo diz: 11 de dezembro de 2014

    Todavia esses números não condizem com a nossa realidade e nem o retorno estadual e federal merecidos…cidade sem melhorias na mobilidade urbana, insegurança e obras inacabadas, mendigância crescendo absurdamente nas ruas e sem falar no nosso porto, que está mal das pernas…Até quando vão sugar sugar e não nos dá a devida atenção ?
    De saco cheio !

  • Popai diz: 11 de dezembro de 2014

    agora tá na hora de ter um time na serie A, VAMO LÁ MARCÍLIO DIAS, DALI CILIO, EU SOU MARINHEIRO POPAI TCHHUUU TCHUUU kkkkkkkkkkkk
    MARCÍLIO DIAS RUMO A TÓKIO !

  • Leandro diz: 11 de dezembro de 2014

    dizer que Itajaí não melhorou a mobilidade urbana é uma falácia muito grande, nos últimos 5 anos a estrutura da cidade mudou completamente, e tem obras por toda parte.

    Agora do governo federal é uma piada! a cada 10 reais produzidos aqui só recebemos 2 de volta. é uma violação por parte da união. representatividade no legislativo é quase nula, o poder do estado de SC no âmbito federal é quase zero. levam nosso dinheiro e nós trazem volta o que ? nada.
    A BR 470 não precisa nem de comentários.

  • Bokka Alugada diz: 11 de dezembro de 2014

    Parabens a todo contribuinte, que trabalha duro p pagar altos impostos… Falta ser primeiro em mobilidade urbana, saude, educacao…

  • Altair diz: 11 de dezembro de 2014

    Não existe motivos para o Brasil ser um único pais se a arrecadação de cada cidade retornar 100% para o caixa. Estadualmente é a mesma coisa. A cidade porquinha lá do interior será sempre a cidade porquinha do interior. Se ficou difícil o raciocínio, pensem sobre a lógica dos impostos arrecadados no bairro “centro” serem sempre utilizados no centro da cidade.

    Parem de mimimi achando que somos roubados quando o dinheiro desse PIB todo não volta 100% pra Itajaí.

  • Eduardo Galdino diz: 11 de dezembro de 2014

    Aí eu pergunto??? Onde esta o dinheiro??? Éramos para estar caminhando em calçadas de ouro??? Tudo errado…

  • Miguel José Teixeira diz: 11 de dezembro de 2014

    Atenção: Jaraguá do Sul é o 5º e não 4º conforme texto.

  • arnoux diz: 11 de dezembro de 2014

    Acho que está na hora da rebeldia, não recolher nada para a federação.

  • Eduardo Felipe Heinemann Gassenferth diz: 11 de dezembro de 2014

    Apenas algumas observações: PIB per capita é diferente de renda per capita! Então, São Francisco do Sul não tem renda de 115 mil ao ano por morador, e sim PIB. São coisas diferentes. A renda reflete diretamente a capacidade econômica da população, diferentemente do PIB per capita, que sendo alto ou baixo não afeta diretamente na população.

    Outra coisa importante de se destacar é que a produção de Itajaí ainda não é maior que a de Joinville. Itajaí (e São Francisco do Sul), por conta da atividade portuária acaba tendo uma baita ajuda no que diz respeito aos impostos. Quase metade do PIB de Itajaí é imposto (aproximadamente R$8 ou 9 bilhões). Os demais municípios tendem a manter uma proporcionalidade entre 10 e 15% do PIB no que diz respeito aos impostos. Em Itajaí isto vai para uns 40 a 45%. Se esse valor fosse contabilizado para o município que produziu a mercadoria movimentada no porto, certamente mudanças aconteceriam. De qualquer maneira, Itajaí mantém o segundo maior Valor Adicionado Bruto de SC (o VAB mede a produção de fato do município).

  • João diz: 11 de dezembro de 2014

    O Cálculo do PIB pode enganar muita gente. As cidades portuárias de Itajaí e São Chico, não produzem toda essa riqueza, mas as riquezas produzidas no estado são despachadas nesses portos. Um exemplo é a exportação de aves e suínos via porto de Itajaí. A carga sai de Concórdia mas é despachado pelo escritório da BRF em Itajaí, isso faz com que os impostos fiquem em Itajaí e não em Concórdia, onde foi produzida a riqueza. Isso também vale para o PIB. Logo, muito dessa riqueza, é mera especulação;

  • waltencir jose da silva diz: 11 de dezembro de 2014

    sou de floripa, parabéns itajaí, cidade que tira leite de pedra, investimento federal quase zero, mas é a maior economia do estado, alooo governo federal, devolvam os recursos que nos tiram, o 6o maior do país em arrecadação e o penúltimo em recebimento de recursos, o sul é o meu país.

  • Fernando Aloizio diz: 11 de dezembro de 2014

    Hahaha essas ponderações tentando relativizar o PIB são hilárias. De que adianta produzir uma riqueza se não houver como escoá-las? Itajaí, São Francisco e outras cidades portuárias são peças chave para a produção industrial regional. A contagem do PIB está mais do que justa.

  • “Cabe ao governo federal e estadual reconhecer a importância de Itajaí”, diz prefeito Jandir Bellini | Guarda-sol diz: 11 de dezembro de 2014

    […] prefeito Jandir Bellini (PP) falou ao blog sobre a confirmação de Itajaí como 1º PIB do Estado, anunciada na manhã desta quinta-feira pelo IBGE. Nesta entrevista, diz acreditar que a […]

  • Vanderlei diz: 11 de dezembro de 2014

    Apoio o Popai. Vamos resgatar a glória do Marcílio Dias, fazer dele o maior time do Sul do mundo. A dignidade do glorioso Marinheiro não é compatível com outra coisa que não seja a primeira divisão do campeonato brasileiro. Moro em Curitiba, mas se o Marcílio for à série A, mudo de cidade pra acompanhar meu verdadeiro time de coração.
    viva o Marcílio! viva Itajaí e viva Santa Catarina!

  • Wellington policarpo diz: 11 de dezembro de 2014

    Sou mineiro de BH, moro nesta cidade a 22 anos, vim muitas pessoas de outro município dizer que Itajaí era uma cidade suja, cheia de pessoas mau educadas, e cidade de gente pobre.
    Itajaí com esforço e competência cresceu e se tornou uma potência com a capacidade da sua gente é não com ajuda nenhuma de outros municipios.

  • Vanderlei diz: 11 de dezembro de 2014

    infelizmente o João tem razão. o porto infla o PIB de Itajaí – como de qualquer cidade portuária. Mas esse PIB não reflete realmente a economia da cidade. de qualquer forma, Itajaí deu um grande salto nos últimos 20 anos. a cidade ficou estagnada nas décadas de 70 e 80 e, depois disso, achou um novo rumo, provavelmente por causa da municipalização do porto.

  • Vanderlei diz: 11 de dezembro de 2014

    também são muito consistentes os argumentos do Eduardo Felipe. Aliás, parabéns aos leitores deste blog. É raro ver, na internet, comentários inteligentes como os postados aqui (não me refiro aos meus).

  • Rodrigo diz: 11 de dezembro de 2014

    João, acho que você está muito equivocado quanto ao que falasse de impostos…Serviços de comércio exterior, serviço no comércio, indústria não contam ? ou só produzir um mero franguinho no oeste que conta ? o que seria da economia exterior e até nacional sem o serviço do comércio ? ficariam ai com seus franguinhos entocados no resfriador ?
    acho que te falta um pouco de conhecimento sobre a região de Itajaí e sua economia e tbm sobre impostos e arrecadação !

  • Paulo diz: 11 de dezembro de 2014

    Infelizmente o governo de Jandir Bellini não tem competência para gerir a arrecadação da cidade e trazer benefícios para os moradores. Itajaí não possui um viaduto, muito embora há mais de uma década se fale na construção nas avenidas Adolfo Konder e Contorno Sul. Enquanto isso, até a cidade de Caçador está ganhando 3 viadutos, quase concluídos. Não é por acaso que a Frigovale, administrada pelo prefeito, fechou as portas. Volnei também foi péssimo prefeito, rejeitado pelas urnas.

  • Jeferson diz: 11 de dezembro de 2014

    Esses números não refletem a realidade em termos de relevância.
    Tira as indústrias e Itajaí vai exportar o que? Vento catarinense?
    Além disso, enquanto a maioria das indústrias de SC exporta por Itajaí, Joinville possui dois portos para escoar sua produção.
    Itajaí só atinge esse número porque só é faturado na sua cidade e não na cidade de origem da produção.

  • ivan castilho diz: 11 de dezembro de 2014

    É agora ou nunca. O Marcilio vai ter dinheiro pra contratar o Neymar, Frede Cristiano Ronaldo, entre outros, como Treinador o Guardiola . . Chega de Figueirense, Avai e Chapecoense na serie A . . . Vamos em 2015 subir para a série A, e depois . . Rumo a Tókio !!!!! . . .Como disse . . é agora ou nunca !!!!!

  • Jackson Fávero diz: 12 de dezembro de 2014

    Interessante, mas é importante observar que realmente mais de metade deste PIB pertence realmente as cidades que exportam, as quais pleiteiam junto ao Estado seus direitos, direitos que considero justos, pois eles produzem e não Itajaí, ainda é importante destacar que as exportações de suínos nestes últimos anos para a Rússia aumentaram mais de 50%, e neste caso, queiramos ou não tem o dedo do governo federal, embora eu não simpatize tanto com ele

  • noname diz: 12 de dezembro de 2014

    com certeza o João está certo, o Oeste produz, transfere pro porto onde a mercadoria é despachada, ficando as cidades do oeste só com as migalhas..sem com contar as Trading…aos 38 segundos o cara fala q “não precisa produzir no local”…ou seja..toda produção do oeste transferida a preço baixo e vendida por Itajaí…

  • js diz: 12 de dezembro de 2014

    Rsrs.tudo isso é uma piada,nós mandamos numa competição burra o dinheiro sofrido pra federação, eles repassam uma verba que derrete como gelo aos nossos olhos.porto?deveriam tirar e colocar uma marina ou um prédio. Isso é o tal pib.predios.

  • Ronildo diz: 13 de dezembro de 2014

    Itajaí…I l♥ve you!!!!

  • Angelo diz: 13 de dezembro de 2014

    Realmente é uma grande conquista mas o que falaram não deixa de ser verdade. O que adianta ter o maior PIB se falta emprego, falo emprego descente.

    A maioria da arrecadação é por causa do Porto, veja Joinville tem mais fábricas e mais empregos (e melhores) que Itajaí.

    Quando falam da produção no Oeste que não adianta escoar veja que para uma grande indústria funcionar ao redor dela se instalam várias outras empresas, consequentemente gerando maior renda para a sua população.

    Fora que várias empresas tem deixado a cidade causando desemprego, na minha opinião Itajai não está com essa bola toda e tem que melhorar MUITO ainda.

  • Entregues em Itajaí primeiros módulos que vão integrar plataformas de exploração do pré-sal | Guarda-sol diz: 15 de dezembro de 2014

    […] Itajaí ultrapassa Joinville e é o 1º PIB de SC […]

  • Anderson Luiz Brincas diz: 19 de abril de 2015

    Quando li esta reportagem que Itajai tem o maior PIB de Santa Catarina até achei que era piada, mas de fato a noticia é veridica. Agora sinceramente o que Itajai produz para ter um PIB deste tamanho, maior que de Joinville, no minimo os numeros não refletem a realidade…

  • ESTUDIOSO diz: 14 de maio de 2015

    É por causa do porto, toda exportação eles consideram como PIB de itajaí.

    Ou seja se uma empresa é de Blumenau e exporta por Itajaí, o valor faturado é considerado em Itajaí.

    Acho uma informação mentirosa, rever critérios.

  • n7wizard diz: 20 de junho de 2015

    Uma boa parte da arrecadação do município em questão advém da quantidade exorbitante de multas aplicadas no mesmo, pois quando estive lá contei algumas multas no meu trabalho…o órgão no qual trabalhei lá recebia em Junho do ano passado cerca de 2 a 3 k em multas municipais por dia. Extorquindo a população do município através da legislação de trânsito municipal fica fácil conseguir um resultado desses.

Envie seu Comentário