Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cobrança da tarifa de esgoto em Itajaí começa em fevereiro

05 de janeiro de 2015 3

O ano novo já começa mais salgado para parte dos itajaienses. A cobrança da taxa de esgoto inicia no dia 1º de fevereiro para os moradores que têm a ligação disponível nos bairros Praia Brava, Fazenda, Cabeçudas, Centro e parte da Vila Operária.

Ao todo cerca de 10 mil residências precisam fazer a ligação, mas até dezembro apenas 1.500 haviam sido feitas pelos moradores. Vale lembrar que, com o sistema em operação, mesmo quem não efetuou a ligação terá que pagar a taxa.
A exceção é para algumas ruas dos bairros contemplados mas onde a ligação ainda não está disponível por algum problema técnico.

Para reforçar o prazo, o Semasa vai enviar novamente as cartilhas que explicam o passo a passo da ligação e iniciará uma campanha de conscientização ainda este mês. Equipes farão a fiscalização nas ruas e vão notificar quem ainda não concluiu o processo.

A taxa de esgoto custará 80% do valor que é gasto com a água.

A segunda etapa do tratamento de esgoto de Itajaí deve ser concluída em 2016, quando a nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) ficar pronta. Essa fase vai atender os bairros Cordeiros e São Vicente, que correspondem a quase 50% da cidade. (Colaborou Maikeli Alves)

O sistema de esgoto pode pesar no bolso mas é garantia de qualidade de vida. Melhora a balneabilidade das praias e reduz a poluição nos rios. Só que cada morador tem que fazer sua parte para que tudo funcione.

Para concluir a primeira etapa do sistema, que deverá beneficiar 43 mil moradores, Itajaí investiu R$ 45 milhões.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (3)

  • Maria Leonor de Souza Pereira diz: 5 de janeiro de 2015

    O mais importante é a ligação…não adianta pagar a tarifa, se a ligação não for efetuada…o sistema de esgoto é mto caro e não deve deixar de ser utilizado…precisamos despoluir nossas águas…aqui em cabeçudas o cheiro de esgoto que exala dos bueiros é imenso…além da cobrança, deveria ser obrigatório fazer a ligação com fiscalização severa.

  • Antonio diz: 5 de janeiro de 2015

    É bom lembrar que “Itajaí” somente investiu em saneamento porque o governo federal, por intermédio do PAC 1, disponibilizou quase a totalidade dos recursos. Foi um dos primeiros municípios a receber a verba ainda no governo Volnei – na ocasião a Dilma era Ministra e esteve aqui entregando as verbas federais.
    Depois disso não se viu evolução a não ser as obras do dito recurso disponibilizado há aproximados 6 anos.
    Vivemos em terra onde a maquiagem prevalece ao saneamento básico; alguém protestou para o retrocesso do final do programa de reciclagem do lixo?
    O que os olhos veem o coração não sente, mas a saúde sente.

  • Gestao 3 Patetas diz: 6 de janeiro de 2015

    Peco pra q apurem junto ao semasa um detalhe importante: por que nao fazem vistoria nas instalacoes de esgoto dentro do terreno? Se nao tiver vistoria, a gordura e agua da chuva podem prejudicar todo o processo…

Envie seu Comentário