Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Protesto da pesca: Passageiro diz que pessoas são impedidas de deixar transatlântico

06 de janeiro de 2015 22
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O transatlântico Empress, que tinha previsão de deixar Itajaí às 16h30min de segunda-feira, segue atracado junto ao píer turístico na manhã desta terça. O navio de cruzeiros é impedido de sair pelos pescadores e armadores que há mais de 24 horas fecham o acesso do Itajaí-açu com embarcações.

Na manhã desta terça, um dos passageiros relatou por e-mail a situação a bordo do navio. Disse que os tripulants têm sido hostilizados por manifestantes e que, por ordem do comandante, os passageiros são impedidos de deixar o navio. Também afirma que esperava ação mais enérgica das autoridades.

Leia o relato completo:

“Estou a bordo do transatlântico ancorado no Porto de Itajaí, o navio Empress. Gostaria de deixar registrado, já que, por decisão do capitão da embarcação não podemos deixar o navio, que estamos totalmente ilhados e cerceados de nossos direitos de ir e vir por conta de um manifesto que já provou não ser tão pacífico e ordeiro assim. Alguns tripulantes foram hostilizados no convés do navio por pescadores da região, mesmo dentro dos barcos deles e a alguns metros de distância. Sinceramente esperava uma ação mais sinergica, enérgica e célere das autoridades responsaveis para solucionar a demanda de todos e, na prática, estamos assistindo de camarote as férias da família sendo arruinadas depois de um ano intenso de trabalho, como foi o de 2014.”

Na noite de segunda-feira a Justiça concedeu uma liminar exigindo que as embarcações liberassem o canal, mas a ordem não foi cumprida pelos manifestantes.

A empresa Pullmantur, responsável pelo transatlântico, ainda não se manifestou sobre a situação a bordo e possíveis alterações de itinerário. O Empress deveria chegar a Montevidéu, no Uruguai, nesta quarta-feira e seguir no dia seguinte para Buenos Aires, na Argentina.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (22)

  • Rodrigo diz: 6 de janeiro de 2015

    Que se danem esses turistas folgados…não precisamos da esmola de vcs…concordo plenamente com a ação do pescadores ! chega de palhaçada do governo federal !!! acho que tem que ir mesmo até a última consequência pra que se respeitem de fato esses trabalhadores e a cidade de itajaí !!!

  • Roberto Ribeiro Jr diz: 6 de janeiro de 2015

    Já Já a cidade de Itajaí vai ser EXCLUÍDA do roteiro turístico… Espera.

  • Cleverson Saviski diz: 6 de janeiro de 2015

    Mais uma empresa que vai embora definitivamente de SC para nunca mais voltar com seus navios.
    Palhaçada desse governo do PT que não faz nada. Nada mais é do que um incidente internacional que alguns pescadores mantenham reféns um navio de cruzeiro inteiro. Se fosse na Somália estariam julgando isso como pirataria ou terrorismo, mas como é no Brasil do PT isso é só um protesto? Absurdo.

  • Paulo Roberto diz: 6 de janeiro de 2015

    PASSA POR CIMA DE TUDO, AFUNDA MEIA DUZIA DE BARCOS QUE VAMOS VER SE ESSES DESORDEIROS NAO SAEM DA FRENTE.
    JA PERDERAM A RAZAO NESSE PROTESTO.

  • Milene diz: 6 de janeiro de 2015

    Este protesto é compreensível, entretanto, é necessário observar que outros direitos estão sendo tirados, junto com outras pessoas fiquei também impedida por alguns momentos de completar a Travessia do Rio a Bordo do Ferry Boat e confesso, não foi agradável. Ao contrário do que alguns pensam o turismo é sim muito bem vindo a Itajaí, precisamos deles sim, outra fonte econômica são os Portos (Comércio Exterior), assim como o comércio entre as duas Cidades ( Itajaí e Navegantes), assim como os PESCADORES, aqui todos perdemos. É necessário o Governo rever estas medidas adotadas, pois, alguns especialistas questionam a eficácia de tal lista, enfim, se todos nós fizessemos valer nossos direitos como eles, poderiamos fazer um Pais Melhor. Eu fiz minha parte votando certo.

  • kina diz: 6 de janeiro de 2015

    Engata uma primeira a passa por cima

  • paulo diz: 6 de janeiro de 2015

    E o direito de ir e vir? Cade a capitania dos portos e/ou a marinha?!?!

  • Claudio diz: 6 de janeiro de 2015

    Vota no PT e agora vai fazer protesto? A cidade só perde com o turismo quero ver quando as agências abandonarem a cidade e os distribuidores pararem de comprar peixes que forem pescados na região como os locais vão fazer. Protesto tem que ser conciente e cobrado diretamente das autoridades politicas e não dos turistas que vem para se divertir e gastar dinheiro na região.

  • Andre diz: 6 de janeiro de 2015

    QUEM SENTIU-SE PREJUDICADO TEM QUE FAZER COMO EU, FICAR SEM COMER PEIXE DELES….AGORA DEIXEM QUE ELES PESQUEM A VONTADE, E FIQUEM ”ENCALHADOS” COM SEUS PEIXES PODRES, ESSE BANDO DE DESORDEIRO!

  • Kathia Vasconcellos Monteiro diz: 6 de janeiro de 2015

    Permitir a pesca de espécies ameaçadas de extinção é dar um tiro no pé uma vez que os pescados serão cada vez menores e menor quantidade até acabarem.

  • Cleiton diz: 6 de janeiro de 2015

    Senhor Kina e Senhor Paulo …

    Ambos dizem para passar por cima, afundar meia dúzia!!! Garanto que se fosse o sustento de vossas famílias que tivesse em risco por esta decisão, os senhores teriam outra opinião sobre o caso.

    E digo mais, fariam igual ou até mais que estes pescadores.

  • Silvia Schiefler diz: 6 de janeiro de 2015

    Olha, desculpe discordar… Mas hoje pela manhã, esta na Praça Vidal Ramos e vi vários turistas desembarcarem… Um pequeno grupo, inclusive, pediu-me informações sobre praias e restaurantes e como estava caminhando acompanhei-os até a Beira Rio e conversamos sobre as manifestação… Estavam chateados com o imprevisto, entretanto, de férias e queriam aproveitar o dia.

  • Bel diz: 6 de janeiro de 2015

    Eu gostaria de saber qual o motivo do protesto… e qual a culpa das pessoas que apenas estão de passagem por Itajai… Onde estão as autoridades….

  • Charlea diz: 6 de janeiro de 2015

    p/ Rodrigo: São esses “turistas folgados” como vc assim os chama, que fomentam o comércio da sua região. Vale lembrar também que muitos deles não estão no meio do cruzeiro e sim embarcando, povo de Itajaí e região.

  • Valdemar H Ferreira diz: 6 de janeiro de 2015

    Eu pergunto, o que é que “os turistas folgados” e a tripulação de um navio de cruzeiro têm a ver com a decisão do governo em limitar a pesca de algumas espécies, por ameaça de extinção? Se querem protestar, o façam junto a quem tem poder decisório sobre o assunto. Vão a Brasília, peça audiência com o Ministro da Pesca que, aliás, não deve saber a diferença entre um cação e uma garoupa. Depois vão reclamar quando Itajaí for excluída do roteiro de cruzeiros.

  • Rogério Rosa diz: 6 de janeiro de 2015

    Cade a capitania dos portos que não toma uma medida mais enérgica para lidar com esta corja de vagabundos?

    Um porto com a importância como o de Itajai não pode ficar à mercê de uns baderneiros.

    Pau neles!

  • Valdemar H Ferreira diz: 6 de janeiro de 2015

    Eu pergunto: O que é que “os turistas folgados” e a tripulação de um navio de cruzeiro têm a ver com a decisão do governo em limitar a pesca de algumas espécies, por conta da ameaça de extinção? Se querem protestar que o façam junto a quem tem poder de decisão sobre o assunto. Reclamem com o prefeito, com os deputados, com o senador que elegeram, ou não lembram mais em quem votaram? Amanhã vão reclamar que Itajaí foi excluída do roteiro de cruzeiros. Cambada de otários.

  • Aliane diz: 6 de janeiro de 2015

    Na realidade fiz Cruzeiro nesse mesmo navio e acho que deve ser bem horrível estar no lugar de quem está a passei no navio, não concordo com a atitude dos pescadores, mas enfim se for analisar a situação que se encontra nosso País se não for desse jeito com transtornos não se consegue nada, esse governo só serve pra roubar e nada mais. Infelizmente teve quem colocou esses infelizes no poder novamente agora só nos resta ver esse tipo de situação, e esperar que os pescadores tenham pelo menos a atenção merecida, e realmente o turismo vai prejudicar muito.

  • PASCOAL diz: 6 de janeiro de 2015

    Um gênio acima relinchou turistas folgados. Não estou no navio mas acho que vagabundos pescando não pagam férias de quem trabalhou e pagou honestamente pela viagem.

  • Eduardo diz: 6 de janeiro de 2015

    Gente, isso é péssimo pro turismo na região, principalmente para balneário, pois a primeira fonte de renda de BC é a construção civil, porém sem o turismo não tem venda de imoveis, e Itajaí também entra na roda perdendo muitos milhões se o contrato de mais uma empresa de transatlântico seja cancelado.
    Lembrando que não é somente o navio de passageiro mais também navio de cargas que podem mudar suas próximas rotas para outros portos por essa situação.
    Mais uma empresa que vai embora da cidade que muito dinheiro que seria revertido as cidades serão perdidos.
    PARABÉNS Rodrigo (PRIMEIRO COMENTÁRIO) vejo que você não entende nada sobre a cidade que mora.
    Lembrando que não sou contra protesto, porém acredito que nada justifica impedir o direito mais importante do ser humano. O direito de ir e vir!

  • Daniela diz: 7 de janeiro de 2015

    Meu Deus vou estar nesse mesmo navio e vou fazer esse mesmo roteiro no dia 01/02/2015 espero que até lá esteja tudo bem paro ambos os lado…

  • Ministério do Meio Ambiente volta atrás e prorroga prazo para proibir pesca de peixes ameaçados | Guarda-sol diz: 9 de junho de 2015

    […] de acesso aos terminais portuários de Itajaí e Navegantes em um protesto que durou dois dias. Um transatlântico chegou a ser trancado por mais de 30 horas, o que provocou uma enxurrada de processos contra a Pullmantur, operadora do […]

Envie seu Comentário