Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PM e Guarda Municipal discordam sobre arrastão em Balneário Camboriú.

15 de janeiro de 2015 2

A divulgação de um arrastão na Praia Central de Balneário Camboriú pela Guarda Municipal esta semana provocou uma manifestação do comando da Polícia Militar na cidade em que afirma discordar da tipificação da ocorrência. Para a PM, o número de pessoas assaltadas (quatro) foi muito pouco para caracterizar um arrastão.

A posição da PM foi divulgada depois que o Comando Geral solicitou o relato da ocorrência. O caso provocou repercussão porque arrastões não são ocorrências comuns no Estado.

A PM não chegou a ser chamada para atender a ocorrência. A direção da Guarda Municipal de Balneário Camboriú informou que agentes observavam um grupo, suspeito de tráfico na região, de longe.  Como eles estavam em um grupo maior do que o de costume, os agentes decidiram monitorá-los a distância, até definir como seria feita a abordagem.

A Guarda Municipal informou que ao perceberem que estavam sendo acompanhados pela guarda e, por temerem a abordagem, o grupo teria simulado uma briga para distrair os guardas. O suposto arrastão ocorreu logo após a briga.

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Alex diz: 15 de janeiro de 2015

    Se a PM não atendeu a ocorrência, como vão opinar algo que desconhecem, sabem apenas pelos relatos do B.O feito pelos guardas municipais na Delegacia de Policia Civil. Parabéns aos Guardas Municipais que são as autoridades que cuidam da região central e da orla da praia de Balneário Camboriu e fazem um excelente serviço.

  • Maninho diz: 19 de janeiro de 2015

    É uma piada esta PM. Não atendeu a ocorrencia e que dar pitaco. Isso é para não aperecer nas estatisticas para depois dizer que fazem umk bom trabalho. Eu ficaria com vergonha de ser PM uma hora destas.

Envie seu Comentário