Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

TPA pela internet

10 de fevereiro de 2015 5

Mais de um mês após o pedágio entrar em vigor, a prefeitura de Bombinhas liberou ontem o site para pagamento da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) pela internet. Para acessar, o visitante deve entrar em bombinhas.sc.gov.br e clicar no banner com a indicação “Pague aqui”. Em seguida, o internauta será direcionado à pagina para quitar o débito. Basta digitar a placa do veículo e seguir o passo a passo.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (5)

  • Jorge Luiz diz: 12 de fevereiro de 2015

    Então!!! A fortes indícios que proprietários de imóveis com mais de veículo com placa de outro município, mas que tem certa “amizade” estão sendo sim beneficiados com a isenção do assalto dessa taxa. Se for verdade, é brincadeira!!!. Vamos verificar, não tenha dúvida.
    Mais uma vez lembrando para aqueles que são a favor. Que nome bonito é essa TPA heim??? Preservação Ambiental!! nossa!!! Vai proteger a nossa Bombinhas!!! É isso? É isso que vocês pensam???? Tem certeza?? Primeiro vai 6,8 milhões para empresa que vai administrar. Nesse primeira temporada de assalto, não arrecadaram o que deviam e mais comerciantes e imobiliárias reclamando do movimento. Queda na arrecadação de ICMS. e assim vai. Pessoal!!! Vale a pena??? Quem deve proteger Bombinhas somos nós. Vereadores devem fiscalizar a prefeitura, estar junto com o povo, a prefeitura deve exercer e administrar bem suas finanças. Pouco dinheiro???? Lute, fale com Governadores, vá para Brasília. Sempre existe 3 não. depois acabam colaborando. incentive o Turismo, chame os investidores, imaginem um big Resorts. Falando em Resorts, Sabem porque as praias do Nordeste vem na mídia em primeiro lugar? Por causa dos grandes Resorts, não existe TPA, o Turista é bem recebido, respeitado. Pousadas, parques temáticos. Pelo amor de Deus, vamos cair na realidade, Bombinhas tem tudo para ser mega praia. Claro!!! Tudo com preservação ambiental. Existe profissionais para isso, tudo com boa ideia é possível. Coloque em pratica coleta seletiva de lixo, tudo certinho, se o morador não fazer, dai sim multa. Esgotos, tudo fiscalizado. Desculpem pessoal, a longa conversa, mas tudo tem solução. Acreditava nessa prefeita, a oportunidade de mostrar para o Brasil, mas pisa na bola. Assalta justamente o Turista, é Brincadeira!!!!

  • Jorjão diz: 17 de fevereiro de 2015

    Ola Pessoal!!! Estamos aqui novamente e mais informações sobre a TPA. Agora posso afirmar. Realmente não teve vantagem nenhuma essa TPA. Eu alugo uma pequena casa e faltou agua, e foi um caos a Av principal, os comerciantes reclamaram do pouco movimento. Somente aluguei agora para o Carnaval e acabou. Estão dizendo que foi devido a poeira e obras não terminadas da Avenida e não da TPA. Então é exatamente isso que a gente vem falando aqui. Desculpe Prefeita, até você tem boas intenções. Mas não sabe administrar. Termina as obras, ou faça por parte. Faça atrativo primeiro e depois cobre uma taxa. Você sabe o que é taxa? É algo colaborativo, (pequeno valor) algo como os R$ 1,80 do pedágio de pista dupla (BR376). Pergunto para vocês. Se arrecadar o dinheiro, vão ser aplicado aonde? Para plantar arvore? Talvez, mas será? Saneamento? Esse dinheiro já recebe da gente e do Governo e ainda vamos pagar mensalmente quando tudo estiver pronto. Isso você deve saber. Proteção ambiental? Isso já estamos pagando e muito bem. (IPTU). Já sei,,, é para diminuir o transito e gente (Turista),,, mas isso é discriminação. E perdemos o Direito de ir e Vir. E não mais se respeita as Leis. Pessoal, até quando querem medir forças? Estou avisando, depois não venha reclamar. Foi o que aconteceu em Matinhos no Paraná.

  • Jorge diz: 24 de fevereiro de 2015

    Por que não adiaram a cobrança da TPA para 2016, como foi proposto, inclusive pela Associação Empresarial?
    Por que não organizar o turismo antes? Por que não pagar por estudos técnicos de capacidade de suporte, impacto ambiental e um plano de turismo primeiro? Por que não aguardar a conclusão da avenida de Bombas? É regra básica de qualquer planejamento, primeiro vem os diagnósticos e planos, depois os projetos e execuções! Limpeza das praias, lixeiras e banheiros são responsabilidade de toda cidade turística. Será que o adiantamento para a instalação das câmeras não pagaria por estes serviços esse ano? Quem está nos comércios, nas pousadas e nas praias sabe que estamos sofrendo com as consequências de todo o caos instalado na cidade, seja pelo aspecto horroroso e fedorento que se encontra a entrada, seja pelo esgoto transbordando nas praias, ou pelo desconforto de pagar uma taxa e não ter uma estrutura boa. As reclamações são feitas, independente da classe social, não é a condição financeira para pagar os R$ 20,00 que irá desqualificar as reclamações pertinentes, é a visão geral de muitos turistas, de empresários e moradores, e isso deve ser levado em consideração e respeitado. As diárias em Bombinhas estão cada dia mais baratas, mesmo agora no carnaval, não chegamos em março ainda.

    Precisamos de responsabilidade com o dinheiro público e competência na realização das ações.

    Vamos ter prejuízos e não será pouco!

  • Jorge diz: 24 de fevereiro de 2015

    O que acho de tudo isso (TPA) acho que a Paulinha (Prefeita) é até tem suas ideias. Mas vá com calma. E na verdade não posso escrever algumas verdades aqui. Mas,,,, bem deixa pra la.

    Pessoal, em março vou receber imagens de alguns amigos que registraram tudo de errado em Bombinhas, esgotos nas praias, irregularidades total. Isso sim que é salvar Bombinhas, e não cobramos nada, tudo pelo amor a Bombinhas. Preservação Ambiental verdadeiro, sem a palavra de politicos, não somos filiados a nenhum partido. É amar a natureza. Somos filiados ao Green Peace. Vamos sim fazer grande manifestação.

  • Bruno Pettezzoni diz: 16 de abril de 2015

    Fui contemplado com este pedágio por ter ido assistir a um show às 1 a.m. no mes de janeiro e ter ficado apenas por umas 3 horas no local. Confesso que achava que não ia ser cobrado, afinal não fui fazer turismo, fui à noite (madrugada). Mas, para minha surpresa, eis que constava meu carro com este débito. Numa boa, vcs estão perdendo uma excelente oportunidade de fazer a coisa certa, mas penalizam o turista que quer voltar a este lugar. Juro que abortei tal praia de minha lista de retornos, preterindo-os à Guarda do Embaú, Itapema e Meia-Praia. Que pena!

Envie seu Comentário