Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Piriquito troca 13 nomes do alto escalão em Balneário

21 de fevereiro de 2015 1
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Edson Piriquito (PMDB) fez na sexta-feira a maior reforma administrativa desde o início do governo, em 2009. Trocou 13 cargos do alto escalão de uma vez só diante de um plenário lotado na Câmara de Vereadores.

A mudança ocorre cinco meses após deflagrada a Operação Trato Feito, que investigou denúncias de fraudes em licitações e levou secretários e diretores da prefeitura à prisão. Piriquito, porém, nega relação entre a reoxigenada que promoveu no governo e o escândalo. Fez questão de dizer que as mudanças não foram para “reparar, substituir ou corrigir”, mas para evitar “acomodação” nas pastas.

A pouco mais de um ano das eleições municipais, o troca-troca pode indicar caminhos que Piriquito deverá seguir em 2016. A entrega do Planejamento a Fábio Flor (PP) indicaria apoio do prefeito ao pepista e uma saia-justa, já que o presidente da Câmara, Nilson Probst (PMDB), também é pré-candidato à prefeitura.

Seria possível uma composição?

Veja quem entra:

- Antonio Carlos Gottardi – superintendente do Funservir
- Arlindo Cruz – secretário de Obras
- Dão Koeddermann – secretário do Idoso
- Elcio Kuhnen – secretário de Saúde
- Elizeu Pereira – sub-prefeito da Barra
- Fábio Flor – secretário de Planejamento
- Jade Ribeiro – gestora do Fundo Especial de Outorga Onerosa de Potencial Construtivo
- Luís Marasquin – secretário de Inclusão
- Mauri Eládio de Souza – diretor financeiro da Emasa
- Marcos Kurtz – Fundação Municipal de Esportes
- Paulo Milton dos Santos Junior – secretário de Gestão Administrativa
- Renato Kormann – secretário de Articulação Governamental
z Silvia Regina Neves – superintendente do Fundo do Bem-Estar Social

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Richard diz: 22 de fevereiro de 2015

    Pena que ele esqueceu de pedir pra sair também.

Envie seu Comentário