Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitura promete limpar tubulações para evitar novos alagamentos na região do Balneário Shopping

11 de março de 2015 3

A prefeitura de Balneário Camboriú deve começar na próxima semana a inspecionar a tubulação de drenagem na região da Avenidas das Flores, Avenida Santa Catarina e do Estado. Depois disso deve ser lançada licitação para limpeza e reforma das tubulações danificadas, que podem estar potencializando os alagamentos que tomam conta da região a cada chuva forte.

A informação foi repassada durante uma reunião reivindicada pelo Balneário Shopping, que alega ter investido R$ 5 milhões em obras para conter alagamentos, que não estariam adiantando porque a situação das tubulações nas vias é precária.

O empreendimento teve o apoio de entidades como Acibalc, Convention & Visitors Bureau, CDL, Associação de Moradores do Bairro dos Estados, Sicovi, Moradores do Condomínio Vila Rica, Sinduscon, Ampe e Casa Hall Shopping.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (3)

  • Pirikitto Molhado diz: 11 de março de 2015

    enquanto o governador vem passar aqui, os contribuintes pobres mortais sofrem com a falta de obras diversas, falta de policiais, professores mal remunerados… até o shopping sofre as consequencias – certa vez, minha bicicleta ficou alagada quando estava no cinema do shopping…. talvez o governador mereça um ovinho na cabeça…

  • André diz: 11 de março de 2015

    Essa notícia é muito engraçada. Quer dizer que o Balneário Camboriú Shopping está reclamando dos alagamentos que ele mesmo causa?

    Se lembrarmos que ANTES daquele empreendimento ter sido erguido aquele local era um terreno que a qualquer chuva ficava alagado, devemos no mínimo achar curiosa a reclamação do shopping.

    A verdade é que assim que ficou pronto, logo depois da 1a chuva, o estacionamento no subsolo do shopping teve mais de 1m de água. Depois disso eles certamente gastaram esses tais R$ 5 milhões comprando equipamentos que muito provavelmente jogam a água toda nas ruas em volta, causando os alagamentos…

    Agora lá vai a Prefeitura usar dinheiro do contribuinte para ampliar as redes pluviais até o rio mais próximo (o que certamente não será fácil pois rios ali em volta não existem) e resolver um problema que foi criado pela construção do empreendimento.

    Só não é mais absurdo, porque foi a Prefeitura mesmo, em algum momento anterior, que deixou o Shopping ser construído ali e, certamente por generosidade dos administradores públicos, não exigiu investimentos nessa área em contrapartida.

    Paguemos todos então!!!

  • Jackson diz: 11 de março de 2015

    A pergunta que fica é qual a real situação da microbacia do Rio Peroba ?
    Edificaram em cima de uma região de alagados;
    - nascentes;
    - os morros do entorno totalmente degradados;
    - inclusive aterraram cursos de água no entorno;
    Mas será que a defesa civil fez ou faz algum monitoramento erosivo na região ?
    Gestão de águas pluviais não se resume apenas a drenagem urbana, há que se gerir melhor, o uso do solo em nossos municípios, seu parcelamento, atende apenas interesses econômicos, quando deveria ter função social e ambiental.

    Aos que acreditam apenas na função econômica, não podem reclamar de evento extremo climático, que sinal irão aumentar significativamente em SC, devido a mudança do clima, quem não quer acreditar, basta pesquisar que nunca houve nos registros 2 ciclones em um mesmo ano em SC, exceto este ano, e águas de março, não estão nem na metade

Envie seu Comentário