Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Praias agrestes de Balneário Camboriú continuarão sem água encanada até o fim do ano

23 de março de 2015 4
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

A placa que indica a instalação da rede de água nos bairros da região Sul de Balneário Camboriú diz que os trabalho deveriam ser terminados este mês. Só que passados dois anos desde o início das obras, só 12% da rede foi concluída e a empreitada não avançou além do Estaleiro.

O motivo, segundo a direção da Emasa, foi um equívoco na compra de materiais. O resultado é que a rede não fica pronta antes do fim do ano.

O problema é antigo. A falta de água encanada inclui do histórico Bairro da Barra aos luxuosos condomínios na região da Interpraias – que, ainda hoje, dependem do abastecimento com caminhões-pipa. Um incômodo com cara de século passado.

André Ritzmann, diretor da Emasa, diz que quando foram compradas as peças para instalação da rede faltaram as junções. E sem elas as ramificações não têm como chegar à rede principal.

A empresa decidiu então suspender a obra toda em novembro do ano passado e só vai voltar a trabalhar no local em 30 dias, com previsão de término próximo à temporada de verão.

Não é este o único problema da região da Interpraias. A Emasa descobriu recentemente que o projeto da rede de esgoto não tinha o aval da ANTT – e a ideia de passar o encanamento pelo Morro do Boi foi pelo ralo.

A proposta está sendo reconstruída, com a rede sendo levada pelo chamado Morro Velho e passando pelo Morro do Boi através de uma elevatória. O projeto, é claro, vai ter que ser aprovado novamente pela Caixa. Ou seja, vem mais atraso por aí.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (4)

  • Bola Teixeira diz: 23 de março de 2015

    o incrível que eles próprios reconhecem a incompetência… passaram dois anos e descobriram que estava tudo errado… socorro!!

  • João diz: 24 de março de 2015

    “Equívoco na compra de materiais”? Que explicação justificaria tamanha incompetência? Outra: como se pode começar uma obra SEM as devidas licenças? Onde estão os técnicos dessas empresas? E outra: quem são esses gestores que autorizaram o início de uma obra SEM os procedimentos prévios obrigatórios?

  • Leda diz: 24 de março de 2015

    Concordo com o comentário do João. Esses “crimes” continuam acontecendo porque não há nenhuma punição para os envolvidos.

  • Reiner Wolff diz: 24 de março de 2015

    E frustante mesmo – a gente luta – participa reuniões mais reuniões – escuta promessas e por falta de uma peça (essa especifico para as ramificações – são centenas no final) a obra não anda . O Edital para comprar a peça saiu em Fevereiro (outubro até Fevereiro = então 5 meses de demorar para publicar!!!!) . Gostaria lembrar isso tudo se trata da água encanada !!! Não e esgoto – então João e Leda essa obra ainda não começou!! Então não pode se um crimes (nesse sentido) !! Como membro da AME (Associação dos moradores ) mas não falando em nome dela (!!!!) estou p… da vida tb.

Envie seu Comentário