Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Balneário: a "praia do Jango" e a intervenção militar

13 de abril de 2015 17
Foto: Rafaela Martins

Foto: Rafaela Martins

 

 

Observe bem os dizeres na calçada ao redor da estátua que o ex-presidente João Goulart ganhou em Balneário Camboriú, local onde passava as férias com os filhos. Diz que esta é a praia do Jango, o presidente deposto pela ditadura militar.

Curioso que a mesma cidade, que também teve o primeiro prefeito preso e morto durante o regime, tenha reunido um bocado de gente na Praça Almirante Tamandaré, neste domingo e também no 15 de março, para pedir intervenção militar. E a poucos metros da praça que leva o nome de Higino Pio.

Sorte que a estátua de Jango não tem cabelos, ou estaria com eles em pé.​

Aliás, a presença dos intervencionistas incomodou parte dos manifestantes no domingo em Balneário Camboriú. Teve gente tentando, inclusive, evitar que os cartazes pedindo a volta dos militares fossem fotografados ou filmados, alegando que não era esse o foco do protesto.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (17)

  • Ermegildo diz: 13 de abril de 2015

    Olha, as vezes é de se pensar (que Deus me perdoe), mas talvez a intervenção militar seja a unica saída para acabar com essa farra que se instalou no país nesses ultimos 12 anos. Passei os ultimos anos de intervenção e não era esse “bicho” todo que pregam não.
    Naquele tempo, cada um usava o seu quadrado. Tinha corrupção ? tinha.Mas não era esse absurdo que essa quadrilha comete hoje não. É muuuita roubalheira.
    Só para constar: ainda me lembro da casa do Jango em frente a estátua. Era linda. E realmente ele sempre que pudia estava ali em frente, com muita simplicidade…

  • Anelise Schmitz diz: 13 de abril de 2015

    Interessantíssima a comparação.
    Será que realmente essas pessoas tem noção das manifestações?
    Uma dose de história não faria mal a ninguém!

  • Eduardo diz: 13 de abril de 2015

    Uma pessoa que cogite intervenção não teve aula de história ou é simplesmente uma viúva de militares…

  • antonio carlos dias diz: 13 de abril de 2015

    Pelo amor de Deus! Será que alguém pensa que os militares atuais são gente que merecem confiança. Alguém pensa que os militares atuais têm caráter. Imaginem que um Tenente Brigadeiro, a mais alta patente da Aeronáutica, atualmente não passa de mero motorista de avião da PRESIDANTA, e isto para ganhar alguns trocados a mais. Vende a própria alma,e, é capaz até de negar as próprias raízes, para permanecer nesta triste situação.
    Vamos lembrar que o Presidente MEDICI, EXPOENTE MÁXIMO DA DITADURA MILITAR, poderia ter entre seus pilotos de confiança algum BRIGADEIRO, no entanto a equipe de pilotos do Presidente MEDICI era composta de alguns capitães e somente um major. É que os militares daquele período tinha vergonha na cara, e caráter enquanto os atuais têm apenas conta bancária e necessitando urgente de alguns trocados para ficarem calados. .
    Se existissem militares capazes, até eu seria favorável a tomada do poder por eles. Mas com o que existe atualmente vamos ficar do jeito que está, que ainda está bom. Não vamos trocar SEIS por MEIA DÚZIA.
    VAMOS PENSAR GENTE
    CARLOS GUERREOR@UOL.COM.BR

  • LOURIVAL AFONSO diz: 13 de abril de 2015

    Intervenção militar para acabar com a corrupção é utopia, é coisa de desocupado, mal informado ou talvez não viveu o período triste da história brasileira. Enquanto a ditadura perseguia, torturava, maltratava, simulava suicídios ou simplesmente desaparecia com corpos de inocentes, os parasitas civis se locupletavam e ficaram ricos com as beneficies que o militarismo lhes proporcionavam. De onde surgiram os grandes monopólios da mídia, as nomeações da políticos biônicos, a perpetuação da famílias inteiras na politica, as nomeações e efetivação no serviço público sem concursos e as polpudas aposentadorias. Isso tudo é originário da ditadura que foi triste para muitas famílias, mas confortável para outras que inclusive vivem em nosso meio e certamente tem saudades dos bons tempos de mordomias.

  • João Carlos diz: 13 de abril de 2015

    Muito boa a analogia. Se considerarmos que quem financia a passeata e manda confeccionar as faixas são empresários, desnecessária qualquer explicação.

  • Gustavo Andrade diz: 13 de abril de 2015

    Basta ver os cartazes reacionários e o que dizem os saudosos da ditadura (inclusive aqui nos comentários) para entender que o discurso anti-corrupção é uma retórica simplista e reducionista para encobrir as reais motivações daqueles que saíram às ruas: o golpismo.
    - A indignação seletiva não é própria daqueles que esperam justiça. Se quisessem justiça, pediriam que Aécio Neves fosse investigado pela LavaJato;
    - Pediriam que Eduardo Cunha saísse da presidência da Câmara enquanto é investigado;
    - Pediriam prisão dos envolvidos na Zelotes;
    - Pediriam o indiciamento de Geraldo Alckmin pela Lista de Furnas e pelo escândalo da má gestão da Sabesp que gerou falta d’água;
    - Encontraríamos cartazes contra os que pedem intervenção militar;
    - Encontraríamos cartazes legalistas e constitucionalistas contra o impeachment de Dilma;
    É claro que não vimos nada disso. Por outro lado:
    - Em SP tinha até cartaz dizendo que sonegação não é corrupção.
    -

  • Anelise Schmitz diz: 13 de abril de 2015

    “A primeira condição para modificar a realidade consiste em conhece-la”. Eduardo Galeano

  • Rivaldo diz: 13 de abril de 2015

    Os militares não tomarão o poder como no contra-golpe de 64. A mentalidade deles é outra.

    E já somos grandinhos, não precisamos chamar a “mamãe” para resolver nossos problemas.

    O povo na rua fará com que a Lava Jato não vire um grande “acordão” no congresso.

    Interessante é ver a esquerda sempre relativizando para tentar “equalizar” o quadro ético-político. Estão há 13 anos no poder, se aliaram com o que existe de pior na política, e querem dividir a culpa com as administrações anteriores (que não foram nenhum primor, diga-se de passagem).
    Para quem era a salvação moral da política nacional, ficou difícil, não?
    A verdade está aí, mesmo com todo o malabarismo do governo para impedir o julgamento dos crimes e graças a parte da imprensa, estamos sabendo dos fatos.

  • Isabel diz: 13 de abril de 2015

    Parabéns pelo post. Ignorância absurda destes que pedem quebra das leis e destruição da democracia, que vem sendo construída a duras penas. Sugiro que façam de sua militância algo mais relevante. Poderiam arrecadar alimentos, e ir marchar pelos bairros bem pobres, para conhecer. Lá, em alguma crechezinha humilde, doar os alimentos. Poderiam ir a um destes bairros, ajudar a capinar, arborizar, plantar flores, num terreno daqueles que as crianças pobres usam como área de lazer, deixando como mais cara de praça.

    Desfilar de motocona bacana, ocupando as duas pistas da Avenida Brasil, tolhendo o direito de ir e vir de uma cidade sem opção de vias, não é produtivo, nem justo. Desfilar por belas avenidas e aparecer graças ao cartão postal, ou a festa da regata Volvo, por exemplo, é fácil. Foi mais um domingo em que a gente tinha medo de sair e acabar no meio da muvuca, alguma violência. O pessoal da ditadura se acha no direito de diminuir quem não pensa igual a eles. Fico no meu sofá com a consciência tranquila, porque faço política a diário, pela vida afora.

    Tem viúva jovem, que não trabalha e é sustentada por pensão de prefeitura, se achando a grande líder, e vem dar lição de moral em quem não se mistura nesta parada-balaio de gatos. Se o Aécin tivesse vencido, eu não andaria pedindo ilegalidades, reconheceria que venceu e faria oposição como sempre fiz, a vários governos.

    Estou indignada e sofrida com mais de 40 anos de batalha, trabalhando desde criança, nunca tive FIES, nem ajuda para nada. Vivi décadas de ditadura, com prefeito biônico em Floripa (Amin) e governador sem voto, o Bornhausen, indicado pela ditadura. Pago plano de saúde, sofri para ter uma casa porque a Caixa só financiava casa de classe média alta, e por aí vai.

    Sairia para uma manifestação decente, para preservar direitos trabalhistas, valorização dos professores e das escolas públicas, pedir que os ricos, banqueiros, etc paguem impostos, pediria mais terra, habitação popular, saúde eficiente, etc, etc Pediria que investigassem os corruptos da Trato Feito, em especial o vereador que voltou à Câmara.

    Passei o fim de semana fazendo declaração de imposto de renda, para receber de volta uma mixaria, daquilo que sai direto do meu modesto salário. Adoraria ter visto a pressão para que a tabela do Imposto de Renda tivesse sido reajustada, e parasse de maltratar trabalhador.

    Como dizia o Geraldo Vandré, quebrando a guitarra, a vida não se resume a festivais, nem a passeatas domingueiras, que se desmoralizam por permitir gente mal intencionada tipo “O sul é meu país” e ignorantes que não leram nem um livrinho sobre a ditadura na América Latina. Aproveitem para ler “Veias Abertas da América Latina” e parem de ser inocentes úteis. Aposto que não conhecem nem a Câmara de Vereadores.

  • Gean diz: 13 de abril de 2015

    1: quem está no poder absoluto é o PT e a Dilma … este sistema eleitoral e esta eleição se mostraram no mínimo estranhas … vai lá pedir recontagem de votos, não tem como. que sistema é este?? pq tanta pressa ?? até o horário de verão, que atrasou a divulgação da apuração dos votos, será que foi mera conhecidencia? então por que esta repulsa ao processo de impeachment ? o afastamento do presidente da república é constitucional. Não adianta dizer que este processo também elegeu o FHC, PSDB faz de conta que é oposição, um precisa do outro.
    2: Deve-se investigar essa gente do PSDB, os tucanos são ptistas com grife e no fundo farinha do mesmo saco…
    3: na zelotes tem empresas e gente que até ontem estava abraçada com o governo ptista …
    4: como disse outro acima, intervenção militar com a alta cúpula militar que temos?, alinhadinha com o governo, só se for um “golpe” para garantir a permanência da situação.
    5: sonegação é passível de multas e até prisão, mas vai ser empresário e pagar seus impostos certinhos ?? altos impostos que não tem retorno … no mínimo o cidadão tem que reclamar, não acham justo?

  • crazy horse diz: 13 de abril de 2015

    Olhem o absurdo que o sr Ermegildo falou!!! O Gean ainda esta na ladainha de outubro/novembro de 2014 mimimimimi as urnas eletrônicas mimimimimimi a recontagem mimimi, imposto todos temos que pagar e um dever e se sonegou imposto deve responder judicialmente. Aceita que dói menos.

  • Lins diz: 13 de abril de 2015

    A esquerda que manda ler “As Veias Abertas da América Latrina” é a mesma que rouba milhões hoje no governo. É a mesma esquerda que atira cabides nos empregados.
    Depois de 13 anos no poder, são donos de fazenda, os filhos têm negócios facilitados com o governo, enfim, sobra mentira e hipocrisia.
    Antes, eram os paladinos da moral. Agora, são pegos com a mão nos cofres públicos.
    Outra coisa: todo o brasileiro, seja branco, preto, a pé, de “motocona”, TODOS, tem o direito de ir para a rua se manifestar. Quem está nas ruas agora é o Brasil.
    Aceitem.

  • PAULO diz: 14 de abril de 2015

    Qualquer idiota sabe que tudo que ocorreu na Venezuela esta em andamento no Brasil, os comunista corromperam a história e demoziram os militares, por que eles são os únicos que podem salvar o Brasil do comunismo bolivariano, o governo tem gastado milhões de reais com a mídia, blogs e os mercenários da MAV para caluniar os militares e qualquer um que denuncie o Foro de SP, explique (veja no youtube) a sujeira do decreto 8243, OIT160, PEC-51, escancaramento das fronteiras, e inumeros crimes de lesa patria em trilhões de reais.

  • ¿Por qué no te callas? diz: 14 de abril de 2015

    que besteirol…. analisando os comentários, vejo que há pessoas que concordam com o governo corrupto e inapto que aí está – basta ver as obras empacadas ou que nem iniciaram, graças à competência deste governo – lógico, que está a favor ou trabalha pro governo ou em alguma empresa que presta serviços pro governo ou é parente de alguem que tem vinculo com o governo…. só digo o seguinte: todo dinheiro sujo, vindo de corrupçao e roubo é maldito…

  • MARCELO IVO MELO VANDERLINDE diz: 15 de abril de 2015

    Dias atrás 2 pessoas foram a um programa da rádio Transamérica FM de BC na qualidade de organizadores das manifestações em BC e pregaram declaradamente pela intervenção militar, apresentando também inúmeras teorias conspiratórias.

    Acredito que esse seja um fator que vá desencorajar as pessoas que discordam desse posicionamento a continuarem indo “pra rua”, já que as manifestações, salvo exceções, são pelo fim da corrupção ou pela saída da Dilma, e não pelo intervencionismo.

    A propósito, essa defesa pela intervenção militar mostra bem o poder de generalizar, sempre o mais fácil, de parte do povo brasileiro, pois bem: todo advogado não presta, todo político é ladrão, e agora, todo militar é detentor de inteligência, integridade e capacidade de governar ímpares.

    Aposto que as pessoas que defender a intervenção não conhecem nem 5 militares e mais, não conhecem sequer 1 que tenha capacidade de gestão da coisa pública, e mesmo assim defendem a causa.

  • Carlos Alberto Pereira diz: 15 de abril de 2015

    Infelizmente, a grande maioria daqueles que se manifestam contra a Presidente Dilma não tem sequer noção de política, no seu conceito mais amplo. Não tem sequer noção de economia. Não tem sequer noção da língua portuguesa, com erros gráficos grosseiros. Os protestos são absolutamente burros, na expressão da palavra. Um festival de palavrões, ofensas e pornografias. Enfim, esses protestos fazem parte do Festival de Besteira que Assola o País.

Envie seu Comentário