Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Comentarista esportivo de Itajaí acusa presidente do Marcílio Dias de agressão

16 de abril de 2015 2

Uma partida das categorias de base do Marcílio Dias na quarta-feira à noite terminou com uma confusão no estacionamento do clube. Na ocasião, o comentarista esportivo Jânio Flávio de Oliveira teria sido agredido pelo presidente do Marinheiro, José Carlos dos Santos. O jornalista acusa o dirigente de agredí-lo no rosto após ser questionado por alguns atos administrativos.

Conselheiro do clube e pai dos ex-assessores de imprensa do Marcílio Dias _ substituídos nesta semana _, Jânio Flávio Oliveira afirma que ao conversar com Santos no estacionamento perguntou os motivos de ele ter colocado outra pessoa no lugar dos jornalistas sem avisá-los antes. O comentarista conta anda ter dito ao presidente que “era burrice não ouvir pessoas com credibilidade”, referindo-se ao rebaixamento da equipe, e mencionado que o dirigente só ouvia o assessor Egon da Rosa, ex-presidente a atualmente conselheiro do Rubro-anil.

_ Depois disso ele me deu um soco no rosto de surpresa. Vieram segurar a gente. Enquanto eu estava imobilizado, o filho dele, que cuida do estacionamento, me deu um tapa no rosto _ relata.

O comentarista registrou um boletim de ocorrência contra o presidente José Carlos, e afirma vai denunciá-lo ao Conselho Deliberativo da equipe por agredir um sócio dentro do clube.

O presidente do clube, José Carlos dos Santos, confirma que houve uma discussão e disse que o motivo foi a demissão dos dois assessores de imprensa.

_ Ele começou a me desaforar, veio para cima de mim e eu tentei me defender. Não sei se isso foi uma agressão _ disse.

Santos conta que pediu desculpas para o radialista ainda na noite de quarta-feira, logo após a confusão. Ele também disse que se ofereceu para comprar um celular novo para o radialista, já que o aparelho teria sido danificado durante a discussão.

Reportagem Maikeli Alves e Camila Guerra 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Furioso Marcilista diz: 17 de abril de 2015

    sou da torcida furia marcilista, estamos sempre furiosos, pois este time perde até se jogar sozinho dentro de campo… esta é a atual situaçao do futebol mundial: primeiro, o dinheiro, o negócio, o contrato… o desporte ficou para segundo plano… parabens, otimo exemplo para nossas crianças…

  • Becker diz: 17 de abril de 2015

    Eita Marcílio, quando não é o filho do presidente (federação) é o presidente do clube, deveriam mudar o foco do clube e transformar o gigantão numa arena de combates UFC.
    É triste ver um clube com tantos anos e tamanha estrutura sempre passando vergonha no catarinense e pior, uma cidade que tem tanta verba, não alavanca no futebol.
    Faltam profissionais de verdade para administrar e fazer acontecer de uma vez por todas o futebol do Marcílio, ou desistir de vez do futebol.

Envie seu Comentário