Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Centro de Eventos de Balneário vai depender de "excesso de arrecadação" na prefeitura

05 de maio de 2015 4

O projeto para realocar R$ 48 milhões do orçamento municipal nas obras do Centro de Eventos já está na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú. O município decidiu arcar com o custo para que a obra saia do papel, mas o problema agora está em onde achar dinheiro para pagar a conta: a proposta diz que a maior parte do recurso (R$ 38 milhões) terá que vir de “provável excesso de arrecadação” neste ano.

O restante do valor, equivalente a R$ 10 milhões, será coberto pelo superávit do exercício anterior, ou seja, “sobra” do ano passado. Otimista, o prefeito Edson Piriquito (PMDB) diz que não será difícil alcançar a quantia que ainda falta porque a cidade tem registrado superávits anuais.

::: Leia mais sobre o Centro de Eventos

A expectativa da prefeitura é utilizar especialmente recursos provenientes de operações de solo criado. Outra possibilidade é a criação de uma operação específica de Transferência de Potencial Construtivo (TPC) para a obra, a exemplo do que foi feito para abertura da Avenida Martin Luther – em ambos os casos, a obra do Centro de Eventos dependerá de um ano proveitoso para a construção civil, apesar da crise econômica no país.

A proposta de recurso pré-datado ainda terá que passar pela aprovação da Câmara. Enquanto isso o edital, reaberto na semana passada pelo Governo do Estado, continua dando o que falar.

Suspeitas de que o modelo da licitação poderia ser irregular levaram as principais entidades de classe da cidade a se reunirem semana passada para brigar pelo Centro de Eventos.

 

Entre os empresários, impera em relação à obra um sentimento à la São Tomé: ver para crer que vá sair do papel.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (4)

  • caronte diz: 5 de maio de 2015

    olá, espero que meu comentário seja publicado. Acho que há muito mais prioridades do que esse desperdício de dinheiro para algo que não será utilizado, pois, não há demanda para uma obra dessas, somente aos interesses de empreiteiras e a poucos do comando dessa bagunça. Há que fazer creches, escolas, despoluir a praia, pagar melhor os professores e etc. Mandem emails aos seus vereadores para não aceitarem mais esse elefante branco. agradeço a Dagmara se publicar.

  • Alaércio de Souza diz: 6 de maio de 2015

    Acho que vamos ter mais um elefante branco, a exemplo da passarela da Barra. Temos obras bem mais importante, algumas já iniciadas, como a continuação da Martin Luther, da Quarta Avenida, molhe da Barra Norte, viaduto defronte aos bombeiros, esgoto e aguá para as praias agrestes, escoramento da subida da Estrada da Rainha,etc.,etc.

    E muita pretensão achar que grandes eventos, de bom nível, virão para o Centro de Eventos do Balneário. E a rede hoteleira, comportaria? A maioria dos nossos hotéis só está preparada para receber aqueles argentinos que vem para cá de ônibus, não?

  • RAGE diz: 6 de maio de 2015

    Essa síndrome megalomaniaca de BC já faz parte do seu DNA a algumas décadas… resta saber até quando suportará, pois logo o potencial construtivo para os espigões envidraçados irá acabar, aí de onde vai vir a $$ para as obras faraônicas? Veremos nos próximos capítulos…

  • Câmara libera prefeitura de Balneário para injetar R$ 48 milhões no Centro de Eventos | Guarda-sol diz: 13 de maio de 2015

    […] ::: Centro de Eventos vai depender de “excesso de arrecadação” […]

Envie seu Comentário