Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Projeto que estende horário das casas noturnas até 7h da manhã começa a ser votado em Balneário

13 de maio de 2015 9
Foto: Fernando Carnevali/Especial

Foto: Fernando Carnevali/Especial

 

O projeto de lei que autoriza as casas noturnas de Balneário Camboriú  a funcionarem das 18h do dia de abertura às 7h da manhã seguinte entrou em votação nesta terça-feira na Câmara de Vereadores e recebeu pedido de vistas do vereador Marcelo Achutti (PP). O pedido foi aprovado por unanimidade e a proposta deverá voltar ao plenário nas próximas sessões.

Autor da proposta, o vereador Leonardo Piruka (PP), justifica que a ideia é alavancar o turismo. O texto afirma que Balneário, com a mudança de vocação da antes badalada Barra Sul, deixou de ser protagonista no segmento das casas noturnas e abriu espaço para o crescimento em cidades como Camboriú e Itajaí, mais especificamente no Canto do Morcego.

“É o turismo que movimenta a economia da cidade, que gera emprego para os cidadãos que aqui vivem, que transforma e abastece a construção civil” diz a justificativa.

Balneário, de fato, não tem ainda lei que regulamente os horários das casas noturnas. Hoje a Polícia Civil obedece a um acordo firmado como Ministério Público de Santa Catarina que permite abertura até 5h.

A delegada regional Magali Ignácio diz que a regulamentação é importante, mas faltou ouvir a própria polícia, o Ministério Público e a comunidade. O problema é que, numa cidade com ocupação tão intensa quanto Balneário, estender os horários das casas noturnas tem interferência direta na vida de quem vive ao redor.

Mesmo que o local tenha o tratamento acústico adequado, o problema é a barulheira no entorno – é geralmente o que incomoda a vizinhança.

Antes de passar pela votação, a proposta teve parecer favorável de todas as comissões pelas quais tramitou. Aparentemente, faltou apenas ouvir os maiores interessados.

Se aprovado, o projeto terá que passar pela sanção do prefeito Edson Piriquito (PMDB) para que vire lei.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (9)

  • Sergio diz: 13 de maio de 2015

    sinceramente, não vejo grandes desvantagens para os moradores próximos… se já pode até 5hs…

  • edu diz: 13 de maio de 2015

    Tudo bem, agora estão fiscalizando o isolamento acústico destas casas???????????????????
    Existem moradores também na cidade, esta desculpa de turismo é furada, este tipo de turista não agrega nada a cidade.

  • INACIO diz: 13 de maio de 2015

    Senhora Delegada, Polícia Militar, Ministério Público e comunidade e outros.

    Já sofremos com PERTUBAÇÃO PÚBLICA por causa das saideras de algumas pessoas em estabelecimentos com horário estendido.
    E A CIDADE NÃO ESTÁ PREPARA.
    Motos acelerando alto, pessoas gritando nas ruas, pessoas bebendo nas praças tudo isso acontecendo atualmente NAS MADRUGADAS.
    Imagine sendo abordado numa caminhada por bebuns, logo cedo.
    Por favor, tomem providências primeiro a cidade tem que se preparar para a BARULHEIRA no ENTORNO.

    Não é esse tipo de TURISMO que movimenta a cidade, tenham certeza disso.

  • Hans Bethe diz: 13 de maio de 2015

    Sou vizinho de uma destas casas, Woods, e o que incomoda além da algazarra que emana de uma ainda existente fumódromo, e o desrespeito dos frequentadores destes ambientes para com a comunidade que busca em Balneario Camboriu além do lazer o seu descanso.
    Entendemos que a todos deve ser dado o direito de auferir o seu dinheiro, mas aos moradores deve ser dado o direito de dormir.
    Dormir de janela fechada e com tampões no ouvido, ninguém merece.

    Entendemos que algazarra e desordem em via pública é responsabilidade de quem deveria cuidar da segurança pública. Mas não cuida desta parte.

    Entendemos que Balneário Camboriu construiu muito de sua fama pela excelencia de sua vida noturna. Mas o problema ainda é o mesmo desde sempre: os moradores das proximidades não conseguem exercer o seu direito básico: descansar.

  • Jackson diz: 13 de maio de 2015

    Quais das casas noturnas de Balneário ou da região, possui estudo de impacto de vizinhança (EIV) adequado ? Seria prudente o vereador ou os vereadores verificarem antes de mais nada se há algum estudo referente ao assunto, embora isso, talvez não seja relevante para nossos vereadores

  • Nanda diz: 14 de maio de 2015

    Sério isso? Não tinha nada mais sério pro vereadores se preocuparem?? Pra deixar os postos de saúde abertos até mais tarde ninguém parou pra votar, pra ampliar o horário de muitas linhas de ônibus no período noturno e principalmente nos domingos ninguém parou pra pensar, pra deixar as crianças cumprirem integral nos C.E.Is ninguém quer parar, agora pra “bagunça” todo mundo quer votação?? Pára o mundo que eu quero descer. A Câmara de Vereadores tá virada numa bagunça mesmo…. Funcionando até as 05:00 já dá zueira na estrada imagina até às 07:00. Vamos ter que sair pra trabalhar e deixar as crianças na escola tendo que aguentar um monte de bebum enchendo o saco.

  • J Gonçalves diz: 14 de maio de 2015

    De 23h às 5h não é suficiente para a bebedeira e o barulho?

  • james diz: 16 de maio de 2015

    Seis horas de festa.. não é o suficiente para beber,fu…r e usar dr….s,,,por favor…

  • Vereador vai propor audiência pública para discutir projeto que aumenta o tempo das baladas em Balneário | Guarda-sol diz: 21 de maio de 2015

    […] da polêmica causada pelo projeto de lei que autoriza as casas noturnas de Balneário a funcionarem das 18h do dia de abertura até 7h da manhã…, o vereador Leonardo Piruka (PP), autor da proposta, resolveu propor uma audiência pública para […]

Envie seu Comentário