Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Desocupação de terreno para ampliação do aeroporto atinge mais de 300 famílias em Navegantes

30 de maio de 2015 2
Foto: Lucas Correia, Especial

Foto: Lucas Correia, Especial

 

A falta de atenção da prefeitura de Navegantes com a proliferação de invasões chegou ao ponto crítico com a ordem de desocupação de um terreno ao lado do aeroporto, onde vivem mais de 300 famílias.

Embora a área tenha sido indenizada há anos e aguarde apenas transferência de propriedade à União para que sirva à ampliação do terminal, a ocupação no local já se estende há três anos.

Não é fácil controlar o acesso de famílias que chegam à região em busca de emprego e que se deparam com o alto custo da habitação. Mas o município não pode alegar não ter visto a situação agravar, já que a comunidade é tão organizada por ali que até igreja já tem.

Os moradores não querem deixar o local porque não têm, de fato, para onde ir. Mas a prefeitura não pode deixar que essas famílias continuem vivendo em um local que foi desapropriado com destino certo, e com dinheiro público. Enfrenta, agora, uma crise provocada pela própria falta de atuação.

A instituição de uma política de habitação é urgente, mas há outras possibilidades em jogo. Cidades como Balneário Camboriú conseguiram minimizar o problema com a instituição de um órgão exclusivo para coibir as ocupações irregulares. Navegantes já demorou para ter sistema semelhante.

Ir para onde?

Na ocupação em Navegantes há situações difíceis como a de Milton e Araci Nascimento (foto), que enfrentam a irregularidade e a lama da rua improvisada com a cadeira de rodas. Para saírem de casa em dias de chuva, dependem da ajuda dos vizinhos.

Sexta-feira, moradores se reuniram para contar o número de residências: querem que o município encontre um local onde a comunidade possa se instalar com urgência, já que o prazo para a mudança vence neste fim de semana.
Caso contrário, garantem que não sairão de lá.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • rafael fernando silveira diz: 31 de maio de 2015

    nao falta mais nada…se foram ali para trabalhar ou em busca, existem muitos imoveis hoje com bom preco para se alugar em Navegantes. Sem falar da autoridade Zero dos ultimos prefeitos e atual compreso.

  • Edu diz: 31 de maio de 2015

    Balneario Camboriú transferiu para o Monte Alegre, essa é a verdade. Porque nem construção irregular na areia da praia eles proíbem. É só saber pra quem pagar a comissão.

Envie seu Comentário