Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Volvo Ocean Race quer barco brasileiro na próxima edição

25 de junho de 2015 0
Foto: Patrick Rodrigues

Foto: Patrick Rodrigues

 

Prestes a finalizar mais uma edição da Volvo Ocean Race em Gotemburgo, na Suécia, o CEO da Regata Volta ao Mundo, Knut Frostad, voltou a falar do desejo de ter um barco com a bandeira do Brasil na disputa, que passou este ano pela segunda vez por Itajaí:

_ Um barco do Brasil e outro da Itália fariam super diferença para a regata. Seria fantástico! São importantes mercados para a Volvo Ocean Race _ afirmou.

O representante máximo da regata tem um carinho especial pelo País. Em 2005-06, o norueguês foi integrante do Brasil 1, barco que terminou a competição em terceiro lugar. A equipe foi comandada pelo bicampeão olímpico Torben Grael.

_ As equipes atuais querem continuar e outras pretendem entrar. A edição 2014-15 foi bastante equilibrada e mostrou que todos podem ganhar, tornando a regata atrativa para o público _  reforçou Frostad.

Houve uma tentativa de viabilizar um barco brasileiro para esta edição, mas o projeto acabou não vingando.

Esta edição da Volvo Ocean Race termina no sábado, com a regata In Port, e em julho começam os preparativos para o próximo evento, que deve ocorrer entre 2017 e 2018. A primeira fase da preparação é a escolha das cidades-sede, e Itajaí está entre as pré-candidatas. Desta vez, terá concorrência forte em território nacional: pelo menos outras três cidades demonstraram interesse em receber a regata.

Embora cláusulas de confidencialidade não permitam que a organização revele quais são as candidatas, há boatos de que Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ) estariam no páreo. Há também outras cidades na América do Sul interessadas na disputa.

A previsão é que o anúncio das cidades-sede ocorra em dezembro.

Relação antiga 

O relacionamento do Brasil com a Volvo Ocean Race ocorre desde a primeira edição, 41 anos atrás. Rio de Janeiro (RJ), São Sebastião (SP) e Itajaí (SC) foram cidades-sede das oito vezes em que a regata desembarcou no país.

Oito atletas brasileiras participaram da regata até hoje. Destaque para Torben Grael, que entrou para a história da modalidade e para o esporte brasileiro sendo o primeiro comandante a vencer a Volvo Ocean Race. Em 2008-09, liderando o sueco Ericsson 4, Grael e seus tripulantes – incluindo o carioca Joca Signorini – venceram praticante de ponta a ponta a Volta ao Mundo. Na edição 2014-15, o atleta olímpico André ‘Bochecha’ Fonseca integrou o barco MAPFRE e Joca Signorini foi treinador do feminino do Team SCA.

Neste sábado (27), os sete barcos da edição atual da Volvo Ocean Race disputam a regata final das in-ports. Em cada cidade-sede há uma prova costeira e os pontos são usados em caso de desempate para o campeonato principal. O Abu Dhabi Ocean Racing foi o campeão geral e também lidera o evento paralelo. A Inmarsat In-Port Race Gothenburg ocorre no período da manhã (Horário de Brasília) e será transmitida ao vivo pelo site www.volvooceanrace.com

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário