Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 1 julho 2015

Obra de ampliação do Hospital Marieta permanece embargada

01 de julho de 2015 0

A obra de ampliação do Hospital Marieta Konder Bornhausen permanece embargada em Itajaí. Os engenheiros responsáveis pelo projeto conseguiram aprovar a saída de emergência e o heliponto da construção na Seção de Atividades Técnicas em Florianópolis, nesta quarta-feira.

No entanto, as centrais de gás e oxigênio foram novamente reprovadas por estarem muito próximas, conforme o comandante do Corpo de Bombeiros em Itajaí, Sérgio Murilo de Melo.

Os engenheiros responsáveis pelo projeto ficaram de fazer as mudanças necessárias em relação as duas centrais e reapresentar o projeto aos bombeiros de Itajaí. (Camila Guerra)

Após audiência pública vereador volta atrás em proposta de estender horário das casas noturnas em Balneário

01 de julho de 2015 3

A audiência pública realizada na noite desta terça-feira para discutir o projeto de lei que estenderia o horário de funcionamento das casas noturnas em Balneário Camboriú terminou com uma mudança significativa na proposta: por vontade da maioria dos presentes, o vereador Leonardo Piruka (PP), autor do projeto, vai alterar no texto o horário-limite, 7h para 5h da manhã.

O debate também teve pedidos para considerar a sazonalidade (estender o horário de funcionamento apenas durante a temporada de verão) e o zoneamento, diferenciando o perfil de cada região da cidade.

::: Leia mais sobre a proposta original

Piruka diz que vai fazer alterações ao projeto de lei original, que havia sido construído com base em uma audiência realizada em 2013. Ele espera apresentar um projeto substitutivo aos participantes em uma semana, e depois protocolá-lo na Câmara de Vereadores.

Itajaí tem 200 presos da Grande Florianópolis

01 de julho de 2015 0
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O anúncio da ampliação do projeto das salas de audiência por videoconferência para a Capital (a primeira do Estado foi inaugurada nesta terça no Complexo da Canhanduba) não deve aliviar o principal problema enfrentado hoje no sistema prisional em Itajaí: o envio de presos de Florianópolis para o Presídio da Canhanduba. A situação ocorre desde o fechamento do Cadeião do Estreito, em Florianópolis, e atingiu níveis alarmantes: já são 200 presos da Capital e de São José em Itajaí.

Além de ocuparem vagas que deveriam ser destinadas a presos da região (o Complexo da Canhanduba fica em terreno adquirido em um convênio entre as prefeituras de Itajaí, Camboriú e Balneário Camboriú), os detentos demandam transporte constante para audiências em outras regiões do Estado, que demandam custos e aparato de segurança.

Segundo informações extraoficiais, em casos menos graves os presos estariam inclusive sendo liberados pela Justiça para evitar maiores transtornos no sistema prisional.

A Vara de Execuções Penais de Itajaí não pode intervir porque a situação não é considerada insalubre – por enquanto, há espaço no presídio para todo mundo. Mas o juiz Pedro Walicoski Carvalho alerta para a necessidade de uma solução urgente:

_ A prefeitura de São José precisa se conscientizar e liberar o alvará para construção da unidade lá. Esta situação está gerando um custo muito alto para a sociedade, inclusive de segurança pública _ afirma.

Azul terá voos extras para Navegantes durante a Oktoberfest

01 de julho de 2015 2
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

A Azul Linhas Aéreas anunciou que terá voos extras para Navegantes durante a Oktoberfest, entre 9 e 25 de outubro. Mais de mil assentos extras, além da oferta regular, serão oferecidos em voos que partirão de Campinas, Guarulhos (SP) e Porto Alegre (RS).

A companhia oferece ônibus executivos que levam os passageiros do aeroporto direto para a festa, em Blumenau.

Outubro é um dos meses de maior movimentação no Aeroporto de Navegantes, e a expectativa de bons resultados é grande. No ano passado foi o mês com maior número de passageiros: mais de 129 mil. Um recorde histórico, com 12,9% mais movimento do que em outubro de 2013.

Se dependesse da bancada catarinense redução da maioridade penal teria sido aprovada no Congresso

01 de julho de 2015 16
Foto: Gustavo Lima, Câmara dos Deputados

Foto: Gustavo Lima, Câmara dos Deputados

 

A proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em casos de crimes considerados graves foi rejeitada pelo Congresso na madrugada desta quarta-feira. Se dependesse apenas da bancada catarinense, porém, o projeto teria sido aprovado com folga. Dos 16 representantes de Santa Catarina na Câmara dos Deputados, 12 votaram a favor do polêmico projeto.

::: Cinco razões contra a redução da maioridade penal

O curioso é que não houve sequer consenso entre os partidos _ caso do PMDB, que teve entre os catarinenses cinco votos a favor e apenas um contrário, de Celso Maldaner.

A votação no Congresso foi acirrada. No total, 303 deputados votaram a favor da redução _ só cinco menos do que o necessário para a aprovação. A PEC recebeu 184 votos contra e 3 abstenções.

Nesta quarta-feira poderá ser votada a PEC original, na qual a redução da idade penal ocorreria para todos os crimes, e não apenas em casos de delitos graves ou hediondos, como previa a proposta que foi rechaçada pela Câmara.

Confira como votaram os deputados de Santa Catarina:

 

CONTRA

Celso Maldaner (PMDB)

Carmen Zanotto (PPS)

Decio Lima (PT)

Pedro Uczai (PT)

 

A FAVOR

Edinho Bez (PMDB)

Ronaldo Benedet (PMDB)

Valdir Colatto (PMDB)

Mauro Mariani (PMDB)

Rogério Peninha Mendonça (PMDB)

Jorge Boeira (PP)

Espiridião Amin (PP)

Jorginho Mello (PR)

Cesar Souza (PSD)

João Rodrigues (PSD)

Geovania de Sá (PSDB)

Marco Tebaldi (PSDB)