Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PM de Itajaí faz operação para apreender pés de maconha

30 de julho de 2015 22
Foto: Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

 

Uma operação da Polícia Militar de Itajaí com direito a rapel em edifício para apreender dois pés de maconha dividiu opiniões e virou meme nas redes sociais.

O caso ocorreu na sexta-feira, 24 de julho. A PM havia recebido denúncia sobre o caso e, como não havia ninguém no apartamento, decidiram montar a operação.

Para não terem que arrombar a porta, policiais do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) desceram pela fachada do edifício usando cordas e “resgataram” os dois vasos na sacada. As plantas foram entregues à Polícia Civil, que ficou encarregada de identificar o proprietário.

 

Foto: Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

 

Na página do 1º Batalhão no Facebook, os comentários se dividiram entre quem apoiou a operação por se tratar de combate às drogas, e quem criticou o esforço da PM, afirmando ter se tratado de uma ação exagerada.

Em resposta às críticas, a PM aformou que “combate ao crime até que o legislador venha a proceder mudança na legislação. Seja com pé de maconha, seja contra autores de furto”.

 

facebook maconha

 

 

Na segunda-feira a Polícia Federal de Itajaí também apreendeu sete pés de maconha que haviam sido plantados por um agricultor em Camboriú. Ele encomendou as sementes da Holanda e virou alvo de investigação

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (22)

  • Valdir diz: 30 de julho de 2015

    Na imensa maioria das vezes eu apoio a polícia… mas desta vez, não dá. É muita IMBECILIDADE esta ação.

    Nossa, dois pés de maconha! RAPEL? O apartamento não deve ter PORTA né? Puta que pariu…

    Nosso dinheiro jogado no lixo…

  • Moisés diz: 30 de julho de 2015

    Belo desperdício de recursos, a tal da Guerra às drogas gera gastos inúteis, pois como todos sabem , trata-se de uma planta extremamente perigosa, que inclusive é utilizada para o combate à epilpsia, câncer e alzheimer (somente para não me estender muito), os policiais deveriam ter vergonha de caçar plantas e defender corruptos da população. Idignação com esta ato inócuo.

  • fê diz: 30 de julho de 2015

    Sociedade e imprensa hipócritas críticam a Polícia seja por que fazem o seu serviço, seja por que “tentam” manter a ordem e cumprem a Constituição. Maconha não está liberada no Brasil (nem na UFSC, nem na Lagoa da Conceição), pode até parecer que está liberada, mais não está, Maconheiro é patrocinador de crimes como roubos, furtos, sequestros, … Jamais chegaremos a algum lugar se continuarmos com pensamentos burros de liberdade para tudo, uma sociedade é feita com Leis que ajudam a manter o direito primordial de Ir e Vir!

  • crazy horse diz: 30 de julho de 2015

    Ah sim Fê os dois pézinhos de maconha na sacada financiam crimes com tu falou.

  • Alex diz: 30 de julho de 2015

    Patrocinador de crimes como roubos, furtos, sequestros? O cara tem 2 pés no vaso em sua sacada justamente para não dar dinheiro aos bandidos e aos que são corrompidos pelos bandidos ( não preciso dizer quem )…Isto sim é hipocrisia! Os caras vão fumar, liberado ou não, então a decisão é entre: 1) descriminalizar e tirar dinheiro dos bandidos, o que resulta em menos armas e cobrar altos impostos, superior até aos das bebidas e cigarros, ou 2) deixar como está e pagar uma polícia para ir atrás de quem não representa real perigo à sociedade. Sejamos racionais! Menos religião e mais coerência nesta hora!

  • Rafael diz: 30 de julho de 2015

    E prender bandido a polícia não quer né? Gastar dinheiro publico com operacao banal como essa… ainda se fosse uma mega plantacao ou um grande traficante…. nosso país está mesmo perdido… operação só pra tirar selfie mesmo!

  • Sergio diz: 30 de julho de 2015

    Putz, me sinto bem mais seguro agora, com essa apreensão.
    É a policia sendo usada para de fato combater a marginalidade que faz mal ao cidadão, já que, afinal, quem planta a sua própria maconha faz concorrência desleal com o traficante.

  • Flávio Borges diz: 30 de julho de 2015

    A questão não é o debate sobre legalização ou hipocrisia, dona Fê, mas o aparato da operação, diante do problema da segurança pública no estado…falta de efetivo e questões mais relevantes para se preocuparem…

  • Flávio Borges diz: 30 de julho de 2015

    A questão não é o debate sobre legalização ou hipocrisia, dona Fê, mas o aparato da operação, diante do problema da segurança pública no estado…falta de efetivo e questões mais relevantes para se preocuparem..

  • Felipe diz: 31 de julho de 2015

    Q desperdício de dinheiro publico.
    De certo estavam fazendo treinamento.
    Não apoio maconha nem maconheiros… mas fala sério….

  • jorge diz: 31 de julho de 2015

    Dona “Fê”. Moro no Canadá, país que acredito todos concordarem ser um tanto mais desenvolvido que o Brasil, e lhe digo o que acontece em relação ao “combate” à maconha por aqui:

    A própria polícia já fez mais de um pronunciamento, dizendo que não é sua prioridade ir atrás de pés de maconha, muito menos de usuários. A polícia afirma ter problemas mais sérios para focar esforços e recursos.

    E sabe, por aqui sente-se cheiro de maconha por todos os lados, e ninguém está nem aí.. Quem não gosta, passa longe. E segue-se na maior paz e segurança.

    Boa noite (e boa sorte).

  • Christiano diz: 31 de julho de 2015

    Parabéns Policia Militar, gastando nosso dinheiro nessa “baita operação” para prender duas plantas, enquanto bandidagem toda a solta, varias pontos de tráfico, onde todo mundo sabe onde fica, mas lá vcs não vão.

  • Paiva diz: 31 de julho de 2015

    Perfeita analogia da fê, concordo com todas as palavras e faço delas as minhas também.
    MACONHEIRO PATROCINA O CRIME.
    PARABÉNS aos policiais envolvidos na missão e a nossa PMSC.

  • dragon diz: 31 de julho de 2015

    Tem muita coisa nesse País de M que não está liberada. Se o cara tem dois pezinhos pra consumo, ao contrário do que você falou, não está patrocinando tráfico, nem furtos nem porra nenhuma.. mais uma coisa : fê VAI SE FUDE!

  • Marcos diz: 31 de julho de 2015

    “Dragon”, a lei diz que o cara que tem dois pezinhos para consumo se enquadra como tráfico. Se o agente da lei identifica tal situação, tem o dever de agir – caso contrário estará prevaricando. Como os moradores estavam ausentes e para evitar ter que arrombar a porta (e deixar o apartamento aberto, sem tranca) optaram por entrar pela sacada.

    Agora o país de merda só o é pelo seu povo limitado e refém de uma mentalidade de 3º mundo, como a sua. Enquanto a lei proibir, é crime. Se o legislador liberar, use à vontade. Difícil para entender? Talvez já esteja afetando seu cérebro. Quando alguém não tem muito o que argumentar, manda os outros “se fude”.

  • Marcos diz: 31 de julho de 2015

    Christiano, se todos sabem onde ficam, você – como cidadão – já telefonou no 190 para denunciar?

    Típico discursinho de brasileiro para desconstruir algo/alguém que está cumprindo com seu dever.

  • Renato diz: 31 de julho de 2015

    Fê, seu comentário foi muito pertinente, aliás, o único sensato. Sabemos que a maconha não é uma droga “perigosa” e muito se confunde o “fumar maconha” com medicamentos que utilizam o principio ativo da mesma. Para fazer uma analogia, o ópio é amplamente utilizado em medicamentos para aliviar a dor, porém, é uma droga e por isso é proibido! Tbém sabemos que a maconha, por ser uma droga barata, é a porta de entrada pra outras drogas mais nocivas e está diretamente relacionada com crimes de furto, roubo etc etc. Qto a ação da polícia, para os que não sabem ler as entrelinhas, disse em alto e bom tom: podemos chegar em qualquer local, estamos preparados para ações desse tipo, temos pessoal treinado e equipamentos.

  • MARCELO IVO MELO VANDERLINDE diz: 31 de julho de 2015

    Alguém tem um levantamento sobre o exorbitante gasto da PM com essa operação?
    Na pior das hipóteses, concordemos ou não com a apreensão, certamente a ação serviu de treinamento para a PM.

  • RAGE diz: 31 de julho de 2015

    POrq não pegam o traficante ao invés de pegar o infeliz com seu pezinho para consumo próp´rio?? O brasil é mto atrasado mesmo, outros países mundo afora já provam dos benefícios da legalização inclusive nosso vizinho Uruguai que tive o prazer de visitar a poucos meses. Porém a sociedade brasileira com sua falsa moral continua a recriminar usuários. Agora encher a cara de cachaça e fazer M… na rua aí pode!! País hipócrita…

  • JSantos. diz: 31 de julho de 2015

    Ora, o correto, e legalmente autorizado, seria a PM comunicar a Polícia Civil, ou PF, em razão da competência, acerca da existência desses dois “pés de maconha” e, então, um destes órgãos de investigação solicitar mandado judicial a respeito, a fim de que fosse cumprido no local, onde poderiam encontrar mais provas e não só essas duas peças; e, além disso, a Polícia poderia, com certeza, descobrir a autoria do crime e também fazer apreensões de maior importância e, consequentemente, tirar quaisquer dúvida. Ficou estranha a situação, do ponto de vista legal, e deixou mais dúvidas do que certeza. É que nem construir uma casa, se não seguir o caminho certo (alicerce, etc), segue errado até o fim!

  • REPRESSÃO SEVERA ÀS DROGAS diz: 31 de julho de 2015

    ALGUNS COMENTARISTAS NÃO FAZEM A MÍNIMA IDEIA DO TRABALHO DA POLÍCIA… QUALQUER DROGA TEM QUE SER REPRIMIDA, SEJA UMA GRAMA OU UMA TONELADA… A DROGA TEM HAVER COM ROUBOS, FURTOS, ASSASSINATOS, ESTUPROS, DESTRUIÇÃO DE FAMÍLIAS, COISAS MÁS…. QUER SENTIR UMA EMOÇÃO DIFERENTE? VÁ ATÉ UM ASILO, ORFANATO OU CRECHE E SINTA AS LÁGRIMAS CORREREM….

  • Sick diz: 11 de novembro de 2015

    Sim, realmente a polícia não tem nada melhor pra fazer. É melhor, mais fácil e menos perigoso prender usuário do que enfrentar traficante e ladrão. Não, quem planta sua maconha não alimenta o tráfico e nem outros crimes dele derivados. Não, já está mais que provado que a “porta” de abertura para outras drogas não é a maconha e sim o álcool e o tabaco. Países que discriminalizaram o plantio e o consumo de maconha reduziram em praticamente ZERO o número de mortes (ou outros crimes) relacionados ao tráfico da “droga”. Os dados também mostram (por incrível que pareça) queda no número de usuários dessa e de outras “drogas” consideradas mais ” pesadas”. As leis só existem porque persistente a ignorância…

Envie seu Comentário