Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Governo do Estado pode cortar benefícios da PM, Bombeiros e Polícia Civil

31 de julho de 2015 14

Uma Medida Provisória deve ser encaminhada à Assembleia Legislativa pelo Governo do Estado regulando o pagamento de Indenização por Regime Especial de Serviço Ativo (IRESA) para servidores da Segurança Pública, o que inclui bombeiros, policiais civis e militares.

A indenização foi instituída pelo Estado quando foram cortadas as horas extras, em 2013, e substituiu as horas complementares de serviço e o adicional por trabalho noturno.

A proposta é que o benefício, que chega a corresponder a 25% (um quarto) do salário dos servidores, deixe de incidir sobre 13º, terço de férias e licenças remuneradas.

As associações de classe já se manifestaram contrárias à medida. A Associação dos Oficiais Militares de SC (Acors) e a Associação dos Delegados de Polícia (Adepol) solicitaram agenda com o governador para discutir o assunto.

No entendimento do delegado Ulisses Gabriel, presidente da Adepol, como a IRESA foi instituída através de lei complementar, não poderia ser alterada através de Medida Provisória.

A previsão é que a MP seja publicada no Diário Oficial desta sexta-feira.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (14)

  • Guilherme diz: 31 de julho de 2015

    A Justiça já proibiu o pagamento de horas extras mesmo quando o servidor é obrigado a trabalhar, tendo o policial que trabalhar de graça (sim, de graça, ou seja, é literalmente trabalho análogo ao escravo) e ainda querem cortar?

    A cada dia o governo do estado surpreende. Depois de dizer que não tem dinheiro pra chamar os mais de 800 aprovados na Polícia Civil mas gastar quase 12 vezes mais com marketing sobre segurança pública na TV e rádio, eles fazem isso.

  • Marco diz: 31 de julho de 2015

    Como sempre reduzindo investimentos nas áreas mais importantes, como saúde, educação e segurança pública, enquanto as regalias para o alto comando do Executivo, Legislativo e Judiciário continuam, sem qualquer medida limitadora.

  • Marcos diz: 31 de julho de 2015

    A que ponto chegamos!

    O Governador do Estado NÃO TEVE CORAGEM de cortar o dinheiro do Judiciário e Ministério Público, os quais vendem suas licenças especiais para receber em dinheiro (coisa de 20 mil reais por cada servidor).

    Já que arregou para o Judiciário, agora vem querer cortar o salário dos servidores da Segurança Pública???

    Vai dar merda, governador!

  • Tiago diz: 31 de julho de 2015

    Sem contar os 658 aprovados e aptos no concurso da PM em 2015 que não irão ser chamados neste ano, por falta de verba. Mas as propagandas…

  • Miro diz: 31 de julho de 2015

    Se ferrar esse puxa saco da Bandilma!!!

  • Paulinho Avaiano diz: 31 de julho de 2015

    Ainda bem que vão cortar essa regalia da polícia. Só sabem bater no povo.

  • João Schultz diz: 31 de julho de 2015

    NÃO ESQUEÇAM A TRISTE SITUAÇÃO DOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DA SSP QUE NUNCA TIVERAM DIREITO A NENHUM DAQUELES BENEFÍCIOS, RECEBEM EM MÉDIA 1 SALARIO MINIMO E AINDA TERÃO SALARIOS REDUZIDOS UMA VEZ QUE TERÃO QUE TRABALHAR MAIS HORAS E NÃO RECEBERAM NENHUM DOS BENEFICIOS OU AUMENTOS QUE A PC, BM, IGP E PM RECEBE E RECEBERAM PARA JUSTIFICAR ESSES ABSURDOS….SÓ DEVERES E NENHUM BENEFICIO PAR OS TÉCNICOS ATÉ QUANDO ESSA INJUSTIÇA GOVERNADOR???

  • Flavio diz: 31 de julho de 2015

    Eu ainda não entendi completamente como o Colombo se reelegeu. O primeiro mandato ganhou do finado Luis Henrique. Mas o segundo? pois nada fez, só politicagem. Ando pelo Estado e não há obra concluída desse figura. Muito bom de papo, péssimo de serviço.

  • paulo diz: 31 de julho de 2015

    Este governado FDP, depois que a segurança pública começa a fazer corpo mole ou greve ele vai chamar quem? A bandidagem já tá tomando conta, imagina agora, o povo que se vire…

  • Amilton diz: 31 de julho de 2015

    Sr Governador,

    Temos sim que moralizar os gastos públicos, mais, por que não começar pelo Judiciário e Legislativo que tem cargos que recebem altos salários. Nestes locais tem motorista que ganha R$ 15.000,00 é técnico em final de carreira que ganha R$ 18.000,00, só olhar nos portais de transparência. O da ALESC é acessível, já do Judiciário a gente nunca consegue ver.
    Outra coisa é diminuir os cargos absurdos das SDRs, não precisa tanta SDRs – Acaba com este cabidão de empregos que sobra recurso.

    Vamos moralizar tudo e não somente as custas do trabalhador do executivo.

  • Richard diz: 31 de julho de 2015

    Mas um cara com o teu pensamento perder tempo em escrever uma M**** dessas, sr. Paulinho bvaianus, é claro que mereces porrada mesmo!!!! Sr. Moderador, favor publicar, te peço!!!!

  • Guimarães diz: 31 de julho de 2015

    Meu Deus……um presente para o final de ano. Parabéns governador, sempre pensando na INSEGURANÇA PUBLICA

  • Carlos diz: 31 de julho de 2015

    Lamentável. As SDRs que ele tanto criticava continuam a funcionar como cabides de emprego e agora acha que vai resolver o problema de caixa do Estado tirando benefício de uma classe já desmotivada pela falta de investimento e efetivos. Deve ser para investir em propagandas de uma segurança pública do país das maravilhas.

  • james diz: 31 de julho de 2015

    Governador de M….não me ENGANA mais ,meu voto faz tempo que não ganha,VÃO CORTAR O AUXÍLIO-RECLUSÃO…..

Envie seu Comentário