Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Parada Obrigatória: O esquema que envolveria a imprensa de Itajaí

06 de agosto de 2015 7

O inquérito da Operação Parada Obrigatória 2 teve como um dos pontos de partida um suposto pagamento de vantagens a jornalistas e empresas de comunicação de Itajaí, em troca da veiculação de reportagens que deixassem a prefeitura “bem na foto”. Uma espécie de “cala-boca”, que teria como pivô uma agência de publicidade.

A história vazou esta semana e provocou falatório. De fato, a investigação envolveu  jornal impresso, editora e rádios. O Gaeco chegou a solicitar documentos sobre as empresas e a ouvir alguns dos envolvidos, mas não conseguiu comprovar o tal esquema. Essa parte da investigação acabou arquivada.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (7)

  • Jackson diz: 7 de agosto de 2015

    E isso não ocorre apenas em Itajaí, em todos os Municípios do Brasil, o tal apoio cultural, grande parte disso é propina e já havia comentado isso, dias atrás, em 2013 o Governo do Estado, gastou 330 milhões com propagandas, retirou 30% da secretaria da Educação, no final reelegeram no primeiro turno

  • BOCAS ALUGADAS FOREVER diz: 7 de agosto de 2015

    POR DINHEIRO, PESSOAS VENDEM A ALMA PRO MALÉFICO… SÓ DESCOBRIRAM AGORA QUE GOVERNO COMPRA IMPRENSA? NOSSA, QUE DESCOBERTA… O GOVERNO FEDERAL PAGOU MILHOES PRA REDE SOCIAL FAMOSA PRA FALAR BEM DO GOVERNO

  • Jose da Canhanduba diz: 7 de agosto de 2015

    Agora tem que vir a tona o MENSALINHO da IMPRENSA ITAJAIENSE que ha anos existe

    Jornalecos, programas de rádio e TV recebendo dinheiro público para não falar mal do prefeito e seus asseclas.

    Depois nao entendem como ele foi reeleito com 60% dos votos

  • Jackson diz: 7 de agosto de 2015

    em tempo lembro que o candidato no segundo turno possui 11 concessionárias de comunicação em Minas, ainda assim perdeu no próprio Estado, embora o Governo de Dilma não me agrade, o outro candidato era péssimo
    http://donosdamidia.com.br/levantamento/politicos

  • marcos pinotti diz: 7 de agosto de 2015

    Isso acontece em Blumenau também é só ver quem são os dono das radios e em que cargos estão ou estavam dentro da prefeitura.

  • Hélio Rebello diz: 7 de agosto de 2015

    Isso explica muita coisa que NÃO se leu, NÃO se viu e NÃO se ouviu. Estrahei o fato de algumas ausências.

  • Leandro diz: 20 de agosto de 2015

    Tudo farinha do mesmo saco, PT, PP, PSDB, PPS, PMDB, etc….

Envie seu Comentário