Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Defesa de Zé Ferreira pede que fique em prisão domiciliar

13 de agosto de 2015 1

ze ferreira

 

(Com Camila Guerra)

A defesa do vereador licenciado Zé Ferreira (PP), preso desde 14 de julho, pediu à Justiça que ele seja detido em prisão domiciliar. A solicitação ocorreu depois que a Polícia Militar enviou ofício à 1ª Vara Criminal alegando que não tem condições de recebê-lo. Na semana passada uma decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina determinou que ele fosse transferido para o 1º Batalhão da PM _ o prazo terminava nesta quinta-feira.

A alegação da PM para declinar da transferência é a falta de estrutura básica para alimentação e banho de sol, por exemplo, e a necessidade de tirar pelo menos quatro policiais das ruas para dar conta da guarda do vereador.

A solicitação de prisão domiciliar está nas mãos do desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho, que encaminhou um ofício pedindo informações à Justiça em Itajaí. A previsão é que a decisão sobre uma possível transferência saia nos próximos dias.

Até lá Zé permanece detido no Presídio da Canhanduba, onde está em cela especial, sozinho, e não tem contato com os demais presos. O Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap) negou que o vereador tenha recebido ameaças na prisão _ a suposta ameaça é um dos motivos da defesa para pleitear a transferência.

A prisão

Zé Ferreira foi detido durante a Operação Parada Obrigatória, que investigou supostos crimes de peculato, concussão e advocacia administrativa envolvendo o órgão de trânsito de Itajaí. Entre as acusações apresentadas no inquérito, está a de que Zé teria retirado 715 motos apreendidas do pátio que presta serviço à prefeitura de Itajaí para revendê-las em São Paulo.

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Alex Oliveira diz: 14 de agosto de 2015

    Itajaí, virou uma zona faz muito tempo!!!

Envie seu Comentário