Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Porto promete intensificar medições para evitar prejuízos com falta de dragagem

12 de setembro de 2015 0

 

Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

A superintendência do Porto de Itajaí emitiu nota oficial informando que serão feitas batimetrias ( medições de profundidade) constantes para acompanhar o nível do canal de acesso aos portos, devido à suspensão da dragagem.

A preocupação é que, com a intensidade de chuvas neste mês, o assoreamento não tarde a ocorrer, o que pode impedir a entrada de navios maiores e mais carregados, alterando o parâmetro de movimentações autorizadas pela Marinha _ e, consequentemente, causando ainda mais prejuízo.

A falta de dragagem também aumenta a densidade da água, o que interfere nas manobras.

A suspensão foi decidida pela autoridade portuária para acertar as contas. Paga com recursos da tabela 1, que é paga pelos armadores em atracações em qualquer uma das margens, a dragagem custa R$ 2 milhões por mês. Nos últimos meses, por falta de dinheiro, a autoridade portuária fechou no vermelho.

Recentemente foi aplicado reajuste na tabela 1, que ficou 21% mais cara. A dúvida que permanece é se esse aumento será suficiente para a retomada do serviço de aprofundamento do canal.

O superintendente do Porto de Itajaí, Antônio Ayres dos Santos Junior, pediu em agosto que o governo federal assuma a conta da dragagem. Porém, a resposta não foi positiva.

 

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário