Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Promotor Jean Forest: "Quando há fatos novos, não podemos deixar passar"

07 de outubro de 2015 1

jena forest

 

 

Coordenador do Gaeco Itajaí e responsável por algumas das grandes operações que movimentaram a região nos últimos anos _ como a Trato Feito, em Balneário Camboriú, e a Tapete Negro, em Blumenau _ o promotor Jean Forest se surpreendeu com a quantidade de denúncias que apareceram espontaneamente após ter sido deflagrada a Operação Dupla Face em Itajaí. Com os desdobramentos, a ação ganhou o posto de maior já feita pelo Grupo de Atuação Especial de  Combate ao Crime Organizado na região.

 

Esta é a maior operação já feita em Itajaí?

Considerando os desdobramentos, é a maior feita até agora pelo Gaeco Itajaí. Foi se desdobrando muita coisa, com necessidade de outras medidas, o que de certa forma fez com que a operação se agigantasse.

Houve muitas denúncias após a deflagração?
Essa foi uma diferença em relação a outras operações, a colaboração muito grande de pessoas. Não estávamos acostumados a isso. Talvez seja o momento que o país vive, é difícil dizer o por quê. Tudo é diferente. Em Balneário Camboriú, onde fizemos a mais recente operação de grande porte, não ocorreu a mesma coisa. Em Balneário foi mais limitada, em Itajaí muito mais abrangente.

Há prazo para conclusão do inquérito?

Aparecem situações novas, que demandam novas medidas. Quando há fatos novos não podemos deixar passar. Esperamos terminar no prazo, mas isso é relativo.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • carlos E alhadeff diz: 7 de outubro de 2015

    tentei procurar o endereço ou telefone do GAECO para fazer uma denuncia …alguém me poderia informar ??

Envie seu Comentário