Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Justiça concede liberdade provisória a Zé Ferreira

19 de novembro de 2015 2

zé da codetran
(Publicado por Larissa Guerra* | larissa.guerra@santa.com.br)

A juíza Sonia Maria Mazzetto Moroso Terres, da 1ª Vara Cívil de Itajaí, concedeu na tarde desta quinta-feira liberdade provisória ao vereador José Alvercino Ferreira (PP), o Zé, preso desde julho no Complexo Penitenciário da Canhanduba em decorrência da Operação Parada Obrigatória 2.

Zé deixou o presídio por volta das 17h20min desta quinta-feira, em veículo Jaguar branco, acompanhado pelo advogado. Familiares dele completavam o comboio em outros carros.

Na decisão, a juíza explica que todas as testemunhas de acusação já foram ouvidas e, com isso, não seria mais necessário manter o parlamentar preso. No entanto,  terá que comparecer a todos os atos processuais nos quais a presença dele seja indispensável, terá que ir a cada dois meses à Justiça apresentar-se e informar suas atividades, além de estar proibido de manter contato com testemunhas e as pessoas envolvidas com os fatos sob investigação.

O vereador também está impedido de deixar a comarca de Itajaí por mais de oito dias, terá que pagar fiança estipulada em 15 salários mínimos, estar em casa todos os dias no máximo até as 20h e entregar seu passaporte à Justiça.

O presidente da Câmara de Vereadores de Itajaí, Luiz Carlos Pissetti (DEM), disse que aguarda o retorno de Zé às atividades parlamentares. Nesta semana, Pissetti determinou que o vereador justificasse os motivos de sua ausência — a licença de 120 dias dele expirou em 14 de novembro _ e que manifestasse se tem interesse em continuar no cargo.

— Se ele aparecer na sessão, o pedido é automaticamente arquivado — afirma Pissetti.

Na sessão desta quinta-feira, o nome de Zé já aparecia no telão do plenário e o suplente dele, Vanderlei Dalmolin (PP), deixado o cargo. A reunião ocorreu sem que se falasse sobre o possível retorno do parlamentar ao Legislativo. O único comentário veio da vereadora Anna Carolina (PSDB), autora do aviso à presidência da Casa sobre o fim da licença.

— Tenho que expor para todo mundo que a Mesa Diretora tem maioria governista, que a Comissão de Ética é governista. O que eu esperava era que o presidente tivesse decretado a perda automática do mandato, mas ele resolveu dar esses 10 dias de prazo e agora o José Alvercino foi volto — disse à reportagem, minutos antes do início da sessão.

Intimação na CPI

Na CPI da Codetran, o vereador Thiago Morastoni (PMDB), que preside o grupo, acredita que na próxima segunda-feira deve ser votado o pedido para que Zé preste depoimento. A expectativa é que a oitiva seja marcada para a outra semana. — O depoimento dele já estava previsto e nós faríamos um pedido à Justiça para que fosse via videoconferência. Agora fica mais fácil, porque não vamos precisar de videoconferência — diz. O advogado de Zé, Marlon Bertol, foi procurado pela reportagem por telefone e por e-mail, mas não respondeu aos questionamentos sobre seu cliente.

*A colunista Dagmara Spautz retorna em 26 de novembro

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • marcelo diz: 19 de novembro de 2015

    Agora o sujeito reassume a vereança e fica tudo por isso mesmo…
    A justiça nesse país é uma piada

  • Reginaldo diz: 20 de novembro de 2015

    Não acredito que esse “DOR DE DENTE” vai voltar pra câmara…….se ele tivesse VERGONHA NA CARA, ficaria em casa pra resolver sua vida com a justiça.
    Povo de ITAJAÍ, que não cometam o erro duas vezes de nas próximas eleições colocar um tipo desse pra representar a cidade, pois eu não votei nele.

Envie seu Comentário