Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Batalha do ICMS revela falta de representatividade política de Itajaí

08 de dezembro de 2015 1

A prefeitura de Itajaí vai tentar reverter judicialmente a perda de arrecadação decorrente da escolha de empresas como Aurora e JBS de beneficiarem os municípios produtores, em detrimento dos portuários. É provável que novas ações sejam apresentadas, até porque, no entendimento da administração municipal, Santa Catarina não poderia ter um modelo de tributação diferente do resto do país.

Ontem ocorreu uma reunião interna para avaliar os impactos mas, segundo o secretário da Fazenda, Jucélio da Silva, ainda é cedo para afirmar qual o montante da arrecadação que será prejudicado. No Oeste do Estado fala-se em cerca de R$ 8 milhões, mas em Itajaí acredita-se que o valor não chegue a tanto.

A batalha do ICMS torna ainda mais evidente a falta de representatividade política de Itajaí e região no Estado. Enquanto o Oeste comemora a decisão, amargaremos o prejuízo. Aparentemente, sozinhos e em silêncio.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Marvado diz: 8 de dezembro de 2015

    Judicialmente? Se não me engano, ICMS é assunto dos estados federados e não dos municípios. Claríssima falta de interesse jurídico. O município poderia começar se reavendo nos 500 paus sonegados pelos pátios de veículos apreendidos…

Envie seu Comentário