Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Folha de S. Paulo destaca a sombra dos arranha-céus em Balneário Camboriú

28 de dezembro de 2015 16
Foto: Fernando Carnevali/Especial

Foto: Fernando Carnevali/Especial

 

O jornal Folha de S.Paulo destacou pela terceira vez, nos últimos quatro anos, a sombra que os imensos arranha-céus estendem sobre as areias da Praia Central, em Balneário Camboriú. Na edição de fim de semana, o jornal trouxe uma reportagem assinada pelo repórter Felipe Bachtold que fala sobre a corrida das construtoras rumo às alturas e as consequências velhas conhecidas de quem frequenta a cidade, como os corredores de vento que se formam nas estreitas ruas transversais.

No texto, destaque para o Yachthouse, da Pasqualotto em parceria com a Pininfarina, que pretende chegar aos 275 metros de altura e deve ficar pronto em 2019. Em segundo lugar aparece o Infinity Coast, da construtora FG, com previsão de 240 metros de altura e sem data de entrega (vale dizer que a prefeitura informou que alguns projetos ainda estão sob análise).

A lista é completada pelo Millenium Palace, da FG, com 186 metros de altura e atual recordista brasileiro _ seguido de perto pelo Villa Serena, da Embraed, com 141 metros e que ostentou o título de maior residencial do país até a conclusão do Millenium.

A sombra

Douglas Werner Heckman, morador de Rio do Sul, registrou no ano passado em time lapse 24 horas da Praia Central de Balneário Camboriú. O vídeo, com pouco mais de um minuto e meio, mostra a noite agitada, a chegada dos primeiros banhistas e guarda-sóis à orla e o momento em que a sombra dos prédios invade a faixa de areia _ o que ocorre no meio da tarde.

 

 

O plano diretor de Balneário Camboriú não estabelece limites de altura para os prédios, mas os projetos têm que ser aprovados pelo Conselho da Cidade. Em maio a prefeitura derrubou um decreto que proibiu a aprovação de novas propostas de edifícios por dois anos e meio. A ideia era manter a moratória até a conclusão do zoneamento, que segue em discussão _ mas o município optou por autorizar novas construções para evitar paralisação das atividades da construção civil, hoje a principal fonte de renda e geradora de empregos da cidade.

 

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (16)

  • Andre diz: 28 de dezembro de 2015

    Esse é o Capitalismo do senso zerol! mata a galinha dos ovos de ouro!!!

  • rodrigo diz: 28 de dezembro de 2015

    Nossa…que motivo de orgulho da “terra de ninguém” hein ? kkkkk
    E pensar que tem trouxa que paga por alguns m² o que não vale…kkkk

  • Rudolph diz: 28 de dezembro de 2015

    Dinheiro falando mais alto. A sensação de estar na praia de BC durante a tarde é horrível, você simplesmente não vê o sol, parece que o apocalipse chegou.

  • jean diz: 28 de dezembro de 2015

    Tão morrendo de inveja. São Paulo construiu uma cidade amontando de gente de qualquer jeito e agora querem reclamar dos prédios todos planejados.

  • Sol Quase Diario diz: 29 de dezembro de 2015

    Esses jornalistas… Peço pra folha visitar Guaruja e Santos, parece um chiqueiro…. A inveja eh uma mer….

  • rage diz: 29 de dezembro de 2015

    Realmente brasileiro é uma raça e tanto! Como o andré disse acima, senso ZERO! E o pior é que tem infeliz que ainda acha lindo esses espigões envidraçados na beira da praia, que nada combinam com o contexto litorâneo. Mas a sociedade é assim, dane-se os interesses coletivos e viva os interesses de uma minoria que vai ficar lá a 300 metros de altura olhando para baixo com cara de desprezo. Mas vai aí uma info para toda essa raça: quando vcs deixarem esse mundo, deixarão de mãos vazias!! A gota da água em BC foi a alteração do plano diretor em 2005 se não estou enganado, autorizando essas aberrações envidraçadas na barra sul, reduto de bares, danceterias e restaurantes a beira mar, que eu particularmente passei boa parte da minha adolescência frequentando, e digo com convicção que não havia lugar melhor em BC! Mas é isso, esse é apenas o desabafo de um cidadão comum que hoje já não pode mais aproveitar a cidade que tanto gosta, devido a ganância e falta da bom senso de parte da popuação é poder público. E fica aí um aviso: O LITORAL DE SC A TEMPOS PEDE SOCORRO!! NOSSA PRAIAS NÃO AGUENTAM MAIS TANTA ESPECULAÇÃO E TANTA GENTE! OU SE FAZ ALGO AGORA, OU AS FUTURAS GERAÇÕES NÃO TERÃO MAIS O QUE CONTEMPLAR! CHEGA DE COLOCAR NOSSAS PRAIAS A VENDA PARA PESSOAS DE FORA QUE NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA NOSSA TÃO AMADA TERRA!!

  • Paulo Roberto Veiga da Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Quando morava em Porto Alegre , no verão o normal era ir a praia de Tramandaí e Capão
    e era uma “viagem” pois além do trânsito pesado para ir sabíamos que seria muito pior
    na volta.
    Na praia só se podia ir pela manhã, mesmo que tivesse sol na praia até as 17,30hrs
    pois o vento era muito forte e as ondas perigosas.
    .
    Agora moro há 27 anos em Balneário Camboriú e daqui só sairei morto.
    Todo o filmezinho que foi editado acima Eu vejo da minha janela e não canso de
    olhar , pois a cada momento os detalhes de sol, nuvens, ondas, pessoas na praia,
    milhares de guarda-sol coloridos , o anoitecer em BC é lindo e depois fica a
    praia iluminada como uma passarela onde os turistas brasileiros , estrangeiros e moradores vem sentar-se
    para gozar do momento de relaxamento

    (Por que guarda-sol se reclamam da sombra
    a partir das 16,00hrs, depois de ter sol deste as 6,30hrs?
    .

  • Paulo Roberto Veiga da Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Mas BC também tem outras praias além da Praia Central
    que são as Praias Agrestes localizadas ao sul na Costa Brava onde em geral existem muitas casas de veraneio e
    de moradores antigos da região.
    É uma região muito bonita e boa para se fazer uma parada por algumas horas
    embora a infraestrutura de comércio não seja muito grande mas onde as belezas naturais ainda estão garantidas como uma APA (Área de preservação permanente),
    onde se encontra a Praia de Taquarinhas que é totalmente preservada,sem construções,
    e as encantadoras Praia de laranjeiras, Taquaras, Estaleiro, e Estaleirinho e a famosa
    Praia do Pinho frequentada por Naturistas, isto é todo mundo pelado…

  • Paulo Roberto Veiga da Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Em geral conheço 4 tipos de pessoas que falam de BC:

    -Os que amam,
    -Os que odeiam
    -Os que falam sem conhecer
    -Os que tem inveja
    .
    Eu Amo BC e sou muito feliz aqui,
    aproveitando 8 horas de Sol,
    8 horas de Praia Iluminada a noite
    e 8 horas de sono tranquilo ouvindo o som das ondas…

  • Paulo Roberto Veiga da Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Quando as citações dos altíssimos edifícios em construção em BC, uma tendência
    mundial , gostaria de dar uma explicação:
    .
    Ed. YATCHOUSE, em construção na Barra Sul, entre a praia e o Rio Camboriú
    não projetará sombra na Praia, pois a sua posição é quase de frente ao por do Sol.
    .
    Ed. INFINITY COAST está sendo construído no Pontal Norte e não está na Av.Atlãntica
    e sim em uma rua lateral ,perto da praia, com vista para o mar e não
    mostrará sombra na praia.
    .
    Ed. Villa Serena, não está na Av. Atlântica e também não dá sombra na praia.
    .
    E por fim o Ed. Millenium que está a beira mar e é o único citado na reportagem
    que mostra sombra na praia a partir de 16,00hrs.
    .
    Existem , também, outros menores que começam a projetar a sombra neste
    horário até o por do sol atrás da Serrinha a partir das 18,00hrs.

  • Paulo Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Outra coisa que é positivo em BC e diverge da maioria das outras praias é que aqui
    o comércio em geral tem um horário estendido até as 22,00hrs e não fecham nos sábados e domingos. Sendo que os grandes supermercados estão abertos 24 horas por dia durante a temporada e até as 22,00 hrs no resto do ano.
    .
    Para quem gosta de tomar um café da manhã na Cafeteria/Padaria aqui encontra abertos desde as 7,30hrs e também só fecham as 22,00hrs , sendo alguns estabelecidos a Beira Mar e você pode tomar seu café assistindo o nascer do sol
    refletido nas belíssimas ondas.
    É um momento ímpar…

  • Paulo Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Como dizem acima, realmente o “brasileiro é uma raça e tanto!”, pois quando vai a Miami,
    a Nova Iorque, a Cartagena das Índias, a Cidade do Panamá, a Dubai etc,
    fica extasiado com o skyline destas cidades com os seus fabulosos edifícios
    envidraçados sendo alguns os maiores do Mundo e em geral não tem uma praia como a nossa ao seu alcance e ainda tem aqui
    uma cidade completa, com toda estrutura montada para seu lazer e ainda
    uma praia que pode ser usada 24 horas por dia,
    seja com banho de sol, banho de mar, caminhadas na areia, chimarrão no calçadão
    na sombra das castanheiras, passeios de barco, surf, futebol e volei depois das 18,00hrs e ainda uma caminhada ou brincadeiras com a família a noite com a praia toda iluminada e segura,
    Pode ainda visitar ao Porto de Itajaí, curtir um dia no Beto Carreiro, visitas as praias Agrestes, visitar e comprar em Brusque e Blumenau,
    dar uma escapada até Floripa, enfim tem tanta coisa para se fazer em 30 dias
    de férias é o “povo” fica se preocupando com 3 horas de sombra em alguns pontos da praia.

  • Paulo Roberto Veiga da Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    E o mais incrível nesta reportagem é que a jornalista copia e não acrescenta nada a reportagem publicada pela Folha
    e já que é “curiosa desde sempre” bem que poderia ficar uma semana passeando por aqui para sentir o clima de uma caminhada tranquila pela Av. Brasil e pela Atlântica deixando o seu carro na garagem, como fazem os turistas que vem “aos milhares” de Curitiba, Joinville,Blumenau, Brusque e também do Rio Grande do Sul, Mato Grosso,etc
    e da Argentina,Uruguai,Chile etc.
    É uma pena, está perdendo um ótimo passeio e uma boa reportagem.

  • Paulo Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Olhem esta foto com atenção esta foto no início da reportagem:
    .
    É uma maravilha caminhar na praia limpa, com os pés na água e olhando os edifícios, o céu e os turistas refletidos nos espelho de água sobre a areia molhada.
    Reconforta o corpo e trás beleza e tranquilidade para a mente através dos nosso olhos.
    .
    Falando em praia limpa, aqui em BC todos os dias, 365 dias por ano existe
    uma equipe de funcionários limpando a praia, o calçadão e as ruas e a coleta de lixo
    é feito diariamente na zona central e beira mar.
    .
    No dia 31 de dezembro, como é normal aqui , a praia fica tomada por milhares de pessoas que vem assistir a queima de fogos a meia noite e muitos já ficam com
    suas famílias fazendo a ceia ali mesmo .
    Imaginem quantos milhares de garrafas de champanhe, latinhas de cerveja, copos plásticos, lixo em geral ficam pela areia, apesar das inúmeras lixeiras distribuidas pela praia.
    Pois quando você voltar a praia as 7,00hrs da manhã não encontrará nenhum vestígio das 20 Caçambas de lixo que foram recolhidas após as 2,00hrs por um exército de homens e máquinas da equipe de limpeza da prefeitura…
    E segue a praia e o sol no dia seguinte…

  • Paulo Luz diz: 29 de dezembro de 2015

    Em relação a Barra Sul, reduto de bares, danceterias e restaurantes a beira mar, que o Rage DIZ QUE passou boa parte da sua adolesência,
    tenho que informar que os restaurantes a beira mar ainda estão funcionando com todo o tipo de cozinha, desde churrasco até comida oriental e também alguns bares Vip e de música sertaneja
    mas as danceterias hoje chamadas “baladas” estão localizadas fora da área da cidade pois com o advento dos grandes shows não havia mais espaço dentro da zona urbana e
    hoje em dia BC é considerado um dos melhores lugares de festas noturnas e que trazem milhares de pessoas de todo o Brasil para curtir a noite…
    Famosas aqui temos a Green Valley, o Warung, a Wood’s, a Music Park BC e muitas
    outras onde se apresentam os melhores DJs do mundo…
    Para quem gosta de balada, aqui é um paraíso…

  • James diz: 3 de janeiro de 2016

    Balneário Camboriu….não dá bola isso é só INVEJA….quem desdenha quer comprar…

Envie seu Comentário