Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Ampliação da faixa de areia em Balneário Camboriú é adiada

29 de dezembro de 2015 5
Foto: Ricardo Wonfelbuttel

Foto: Ricardo Wonfelbuttel

 

A sombra que os imensos edifícios lançam sobre a Praia Central, em Balneário Camboriú, poderia ser minimizada com a ampliação da faixa de areia, de 30 para 90 metros. O projeto foi apresentado em audiência pública no ano passado, e está em fase de licenciamento na Fatma.

O órgão ambiental pediu, recentemente, que o município apresente informações adicionais e alterações ao projeto original. De acordo com o secretário de Planejamento, Fábio Flor, com isto a ideia de iniciar a obra no ano que vem _ como havia sido previsto pela prefeitura _ está descartada.

Mesmo que o licenciamento já estivesse pronto, o município ainda teria pela frente a captação de recursos. O prefeito Edson Piriquito (PMDB) pediu, ainda em 2014, ajuda do Ministério do Turismo para o projeto. Mas não houve comprometimento do governo federal.

Além do aterramento, o projeto inclui nova estrutura de urbanização para Praia Central, com extensão das calçadas e delimitação de áreas para a prática de esportes. A estimativa da Secretaria de Planejamento é de que o custo possa chegar perto de R$ 200 milhões.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (5)

  • aristo manoel pereira – advogado diz: 29 de dezembro de 2015

    Sou favorável ao projeto de “engordamento” da faixa de areia da nossa praia, com a ampliação de equipamentos esportivos e de laser e melhoria do sistema viário.
    O custo? A captação de recursos?
    Basta instituir um tributo socialmente justo, a chamado de “contribuição de melhoria.”
    Os grandes proprietários de imóveis na Avenida Atlântica e áreas de influência, que seriam beneficiados com a valorização de seus imóveis, pagariam o custo da obra.

  • flavio carvalho diz: 29 de dezembro de 2015

    As construtora que fizeram isso que banque a maior parte com seus gastos e outra parte a prefeitura e bem fácil pois os maiores interessados são as construtoras que levaram a esse senário por ganância e claro o poder público e seus políticos.

  • Paulo Wolff diz: 29 de dezembro de 2015

    Alguém sabe informar se já existe algum projeto semelhante para meia praia em Itapema. Pois a cada verão fica mais difícil de encontrar espaço de areia. Hoje foi um dia.

  • VILMAR VACCARO diz: 29 de dezembro de 2015

    Eu conheci a praia de Ipanema e Copacabana no ano de 1969 (maio) e estas duas praias
    eram iguais a Bal. Camboriu. ENGORDARAM e deu no que deu. Insegura, perigosa, areia
    muito fofa e ondas na beirinha. Voce não consegue ficar de pé.
    Este tão falado ENGORDAMENTO da praia de Bal. Camboriu, inclusive com um plebiscito
    suspeito, vai transformar a praia que ´é o que temos de mais belo, mas poluido em uma
    praia qualquer ou seja. A areia não será mais tão segura e firme. As ondas quebrarão
    maiores e mais próximas da calçada. NÃO VAMOS DEIXAR QUE DESCARACTERIZEM O QUE TEMOS DE MAIS BELO. NOSSAS PRAIAS.
    Façam alguma coisa para despoluir as aguas, oportunizando aos turistas banheiros e duchas. A exemplo de Laranjeiras que não existe banheiros públicos, em duchas. Só bwc particulares e encerram as 18 horas. Os governantes pensam que os turistas não
    precisam fazer suas necessidades. Vão fazer onde? Por traz desse ENGORGAMENTO que já deu até um plebiscito suspeito em seu resultado. Quando
    se deveria fazer plebiscito. No verão ou no inverno? Existe outras intenções para realizar esta outra obra faraonica. (superfaturamento, mudança do plano diretor, corrupção, etc.) VAMOS PENSAR MELHOR MINHA GENTE. A NATUREZA SE COBRARÁ NO FUTURO. PENSEM NOS PISCINÕES DA AV. ATLANTICA QUANDO ALAGA. POR EXCESSO DE CHUVA .

  • pantaneiro diz: 1 de janeiro de 2016

    Endosso o comentário do Senhor Vilmar Vaccaro; deixo de dizer mais – sobre visitas “ilustres”, t u b a r õ e s -, se de fato estenderem o molhe da barra sul -,em face de censura do site!!! Alô MP!!!!

Envie seu Comentário