Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pedágio de Bombinhas está mais caro a partir desta sexta

01 de janeiro de 2016 3
Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

 

Quem entrar em Bombinhas a partir desta sexta-feira vai pagar mais caro pelo pedário. A Taxa de Preservação Ambiental (TPA) foi reajustada a partir da virada de ano, à meia-noite. Por lei, os valores são fixados de acordo com a unidade fiscal do município, que varia de acordo com o INPC.

A partir da 0h de 1º de janeiro, carros que entrarem na cidade passam a pagar R$ 24 e motos,R$ 3.

Para utilitários, o preço é R$ 36. Também subiu o valor cobrado de caminhões, ônibus e vans de excursão (veja tabela abaixo).

O pedágio é cobrado de 15 de novembro a 15 de março. Por lei, deve ter os recursos aplicados em ações de proteção ambiental.

No ano passado, mesmo com período de cobrança reduzida (começou só em janeiro de 2015), o município contabilizou R$ 7,4 milhões a serem arrecadados com a taxa. O município, porém, sofre com a inadimplência _ quase metade desse valor ainda terá que ser pago pelos devedores.

Saiba mais – Seis perguntas sobre a TPA:

Como pagar?
Em cartão de crédito, débito ou em dinheiro.

Onde pagar?
Há cinco pontos oficiais cadastrados: 1. Escritório Central da TPA – Av. Falcão, nº 1501 (ao lado da Academia Praia Gym), bairro Bombas 2. Posto de Atendimento Zimbros: Av. Vereador João da Luz, nº 17, Bairro Zimbros (segundo acesso) 3. Secretaria do Turismo: Av. Leopoldo Zarling, nº 136, Bairro Bombas 4. Shopping Tropical: Av. Vereador Manoel José dos Santos, esquina com a Rua Merluza, Bairro Centro (anexo ao mercado Santa Lourdes) 5. Posto de Atendimento ao Turista: Topo do morro, divisa entre os municípios de Bombinhas e Porto Belo

O pedágio pago é válido por quanto tempo?
Por 24 horas, a partir do momento de entrada na cidade. Caso saia e entre novamente nesse período, o motorista não é taxado.

Preciso pagar na hora?
Não. Se deixar a cidade sem o pagamento, o motorista tem 30 dias para pagar a taxa, através do boleto gerado no site da prefeitura, sem incidência de juros e multa. A partir daí será cobrada multa de 10% sobre o valor da TPA, mais juros de 1% ao mês, além de correção monetária. O devedor fica inscrito na dívida ativa do município.

Quem não pagou no último verão terá problemas para entrar na cidade?
Não, mas ainda estará sujeito à cobrança e inscrição na dívida ativa, prevista em lei.

E os estrangeiros, precisam pagar na hora?
Sim, como não há possibilidade de envio da cobrança para o exterior é feita abordagem física e a taxa precisa ser paga ao dar entrada na cidade. O município terá um posto exclusivo para atendimento dos estrangeiros.

PREÇOS

Motos –  R$ 3

Carros –  R$ 24

Utilitários –  R$ 36

Vans e microônibus –  R$ 48

Caminhões – R$ 72

Ônibus –  R$ 120

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (3)

  • agostinho ademar dalri diz: 1 de janeiro de 2016

    esse TPA tirou o direito do pobre usar a praia , um dos unicos divertimentos gratis que ainda tinha , acho um assalto sem usar armas . ABSURDOOOOOO

  • rage diz: 4 de janeiro de 2016

    Vamos colocar TPA na ilha também, e depois em Blumenau na época de oktober, em São chico, na serra do rio do rastro, enfim em todas as cidades e locais que acharem necessário um $$ cascalho a mais todo ano para bancar as gastanças do poder público…

  • LG diz: 4 de janeiro de 2016

    Saneamento básico já! Falta de dinheiro agora não pode ser

Envie seu Comentário