Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cobrança de pedágio de estrangeiros provoca fila e reclamação em Bombinhas

05 de janeiro de 2016 12
Foto: Fabiana Nascimento, Especial

Foto: Fabiana Nascimento, Especial

 

A cobrança do pedágio ambiental para estrangeiros, em Bombinhas, tem provocado filas e reclamações. Como não há possibilidade de pagamento posterior para turistas que vêm de outros países, a taxa tem que ser quitada no primeiro posto de cobrança, no morro de acesso à cidade. Só que o volume de carros vindos do exterior é bem maior do que o previsto pela prefeitura.

O resultado é que falta espaço para estacionar nos horários de pico, e o entra e sai dos carros nas vagas acaba complicando ainda mais o já congestionado trânsito no local.

O município bem que tentou minimizar o problema, deixando o pagamento disponível 24 horas nesta temporada. Mas não há como controlar o horário de entrada dos carros, que são muitos: uma média de 12 mil por dia desde o início da cobrança, em 15 de novembro.

A prefeitura informou na segunda-feira que está estudando alternativas para agilizar o pagamento por parte dos hermanos.

Vale lembrar que turistas brasileiros podem pagar o pedágio nos diversos pontos espalhados pela cidade, ou mesmo quitar a taxa depois que voltar para casa, pela internet.

Nesta temporada já entraram em Bombinhas 340 mil veículos. Descontados os que têm direito à isenção, o município arrecadou R$ 3,8 milhões com a taxa.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (12)

  • Kleyton diz: 5 de janeiro de 2016

    É sabido que locais turísticos sofrem com o aumento repentino de veículos e população, mas esta cobrança “ambiental” é só uma desculpa para arrecadar mais. É um absurdo! E espero que logo seja considerada inconstitucional. Já pagamos IPVA e tantas demais taxas e impostos para que se mantenha esse país e o poder legislativo usa da criatividade para explorar mais os cidadãos!

  • Luis diz: 5 de janeiro de 2016

    Mais uma idéia estúpida e inconstitucional so poderia dar nisso mesmo.

    Me causa surpresa que uma cidade turistica rebeca os turistas lhe enfiando as mãos nos bolsos, que bela recepção, eu não voltaria mais e criaria uma campanha na internet para queimar o filme dessa cidade. E ainda queriam implementar essa idéia estúpida em Florianópolis.

    Enquanto isso desde que essa lei foi cogitada e aprovada, tanto Bombinhas como Florianópolis seguem sem a infra-estrutura básica para os turistas e principalmente moradores. Rede de esgoto? Esquece!

    Bombinhas deveria investir em infra-estrutura para receber mais turistas, principalmente fora de temporada e não ficar espoliando eles.

  • Buenos dias, amigos argentinos!!! diz: 5 de janeiro de 2016

    os governantes brasileiros devem ter participado de algum curso para espantar turistas… NUMERO DE VISITANTES NO BRASIL INTEIRO EM 2014: 6,4 MILHOES – NUMERO DE VISITANTES SO NO MUSEU DO LOUVRE, NA FRANÇA: 8,5 MILHOES… alguem nao esta fazendo seu serviço direito no governo….

  • Fernando diz: 5 de janeiro de 2016

    Se eu fosse esses turistas nunca mais voltava. O visitante tem que implorar para conseguir visitar local.

  • JB diz: 5 de janeiro de 2016

    Alguem lembra do direito de ir e Vir??? \o/ Brasil

  • Diego Luiz da Silva diz: 5 de janeiro de 2016

    è bem simples nao volta lá !!!!!
    e no caso de algum quiridinho vier com direito de ir e vir
    lembra que voce nao pode entrar na minha casa sem que eu deixe você entra !!!
    isso também fere o direito de ir e vir !!!!

  • Marcela diz: 5 de janeiro de 2016

    Para que pagar taxa de preservação ambiental se não há nem coleta seletiva de lixo no município??!!! Para onde está indo o dinheiro??? Neste ano não tem nem banheiro público na praia….

  • Jorge diz: 5 de janeiro de 2016

    Cadê o Ministério Público do Estado???…Isso é crime de extorsão!!!

  • Disgracidis diz: 6 de janeiro de 2016

    fala do direito de ir e vir pros pedágios nas estradas entao

  • Unidos Por Bombinhas diz: 6 de janeiro de 2016

    Boa tarde, Dagmara. Assistimos à matéria da Bianca Ingletto no JA e ficamos estarrecidos com a atenção dada ao segundo acesso em detrimento ao maior problema de Bombinhas, o tratamento de esgoto. Não sei se é conhecimento de vocês, mas no dia 29 de dezembro, seis elevatórias de esgoto da Casan estouraram na praia central de Bombinhas. Vazou esgoto in natura o DIA INTEIRO. A prefeitura nada comentou sobre o assunto. Desde então, há um surto de virose na cidade. Gravamos um vídeo no PA de Bombas no dia 2 de janeiro onde uma funcionária afirma não ter mais soro para aplicar nos pacientes com virose. Muitos turistas e moradores estão doentes. Passam o dia vomitando e indo ao banheiro e nem sabem por que. Segundo acesso para facilitar a chegada de mais gente para se banhar em esgoto? Não sei quem pautou vcs, mas falta muita informação quanto ao que é prioridade na nossa cidade. https://www.facebook.com/UnidosporBombinhas/videos/1650104968575538/

  • ELARIO diz: 14 de janeiro de 2016

    Na praia de Zimbros não tem um centavo do dinheiro da TPA, ou seja, as lixeiras todas enferrujadas, o banheiro até apareceu lá só não funcionou ficou fechado e o esgoto está a céu aberto. Isto é falta de respeito com o turista que é quem mantém o municipio. Aguardamos o parecer do ministério público sobre o assunto.

  • Eduardo diz: 2 de abril de 2016

    A melhor solução pra acabar de vez com esta Patifaria é instalar um pedágio em Portobelo e cobrar bem caro dos moradores de Bombinhas , talvez assim após provar do próprio veneno eles repensem sobre esta maldita taxa e acabem de vez com esta estorção vergonhosa .

Envie seu Comentário