Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

"A única lógica é que o partido contrariou os planos dela", diz Volnei Morastoni sobre a saída de Eliane Rebello do PMDB

26 de janeiro de 2016 2
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

Principal pivô da saída de Eliane Rebello do PMDB, o pré-candidato a prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, diz que há algum tempo ela já anunciava a intenção de sair. O político não vê motivos aparentes para a desfiliação e afirma que Eliane foi intransigente e radical, pois negou qualquer tipo de diálogo desde que ele entrou no partido.

— Ele foi minha vice-prefeita e tivemos alguns problemas na época, mas que foram superados. Foi uma surpresa quando ela começou a adotar essas posições.

Morastoni admite ainda que não havia mais sintonia com o grupo que saiu e que agora o PMDB deve ir em busca de novas pessoas.

— As siglas não são patrimônio das pessoas e a única explicação lógica é que o partido contrariou os planos que ela tinha de poder ter esse monopólio. Temos que respeitar essa decisão e desejar que sejam bem sucedidos — avalia.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • Jean Reinert diz: 26 de janeiro de 2016

    Estranho esse comentário do “atual” Peemedebista. Primeiro que NÃO lembro de tê-lo visto em “nenhuma” reunião do PMDB, antes ou depois que se filiou. Acredito que se ele tivesse vindo a pelo menos UMA reunião e dito que gostaria de entrar no partido, a receptividade teria sido outra; além de que quando chegou, já se disse “candidato a prefeito”. Mas, mesmo que a Eliane tivesse anunciado que sairia do partido, não seria essa a opção dos inúmeros descontentesque o fazem agora.

  • Contribuinte primeiro, politicagem depois diz: 26 de janeiro de 2016

    preocupem se primeiro com quem poe seu pao na boca, cambada de incompetentes… enquanto brigam aqui e em brasilia, ficamos mofando nas filas dos hospitais, esperando décadas obras que demoram 1 anos, caras de pau….

Envie seu Comentário