Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Interditado, Casep de Itajaí está dez meses à espera de reforma

08 de fevereiro de 2016 0
Foto: Marcos Porto / Arquivo

Foto: Marcos Porto / Arquivo

A reforma do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) de Itajaí está longe de começar. Agora, a licitação para contratar uma empresa para tocar as obras parou no grupo gestor do governo do Estado, que precisa autorizar o lançamento do edital.

O Casep de Itajaí foi interditado pela Justiça em abril de 2015. Os motivos eram as péssimas condições da unidade, como rachaduras, infiltrações, entupimentos nos banheiros, chuveiros estragados, entre outros problemas. O Departamento de Administração Socioeducativa (Dease) prometeu a licitação para outubro do ano passado e a conclusão dos trabalhos em maio deste ano — o que não deve ocorrer.

De acordo com o atual diretor do Dease, Sady Beck Junior, era necessário fazer um projeto para o início da obra, porém o número restrito de profissionais para elaborar a proposta na Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania acabou atrasando a licitação. A previsão, segundo Beck, é lançar o edital após o Carnaval e iniciar a reforma em 45 dias. A expectativa do departamento é que ela fique pronta ainda no primeiro semestre.

Enquanto isso, as delegacias de polícia do litoral sofrem para conseguir encaminhar adolescentes infratores para internação. O diretor do Dease diz que a situação é difícil e que casos mais graves, quando o menor tem participação em homicídios ou latrocínios, recebem prioridade. Geralmente, os adolescentes do litoral são enviados para os Caseps de Joinville e Blumenau.

— Há vários casos de adolescentes da região que não puderam ser internados. Quando são crimes graves a gente busca vagas até no Oeste do Estado, se for o caso — observa.

O resultado é que cada vez mais adolescentes apreendidos voltam para à criminalidade e sequer temos unidades adequadas para ressocializá-los. Pelo jeito, o problema só cresce e piora.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário