Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Balneário Camboriú espera aumento de testes de HIV após Carnaval

09 de fevereiro de 2016 0
Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Passada a folia do Carnaval, Balneário Camboriú espera ter um aumento de cerca de 30% nos testes rápidos de HIV. Ou seja, quem se descuidou no período vai refletir diretamente nessa estatística. Somente neste ano, a cidade já registrou 22 casos positivos.

O município, junto com Itajaí, também lidera uma lista de 12 cidades catarinenses que possuem taxas de HIV superiores à média nacional, conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE). Em Balneário, a média é de 77,4 pessoas infectadas a cada 100 mil habitantes, enquanto Itajaí tem índice de 76,3 infecções – números bem elevados se comparados à média nacional, que é de 20 infectados por 100 mil habitantes.

A diretora de ações especializadas da Secretaria de Saúde de Balneário Camboriú, Andressa Hadad, afirma que após o Carnaval sempre há aumento nos exames de HIV. Homens na faixa etária de 15 a 29 anos são os mais infectados na cidade.

– Quem vem fazer o teste após o Carnaval é porque sabe que não se cuidou. O importante é usar preservativo, que é gratuito e está disponível em vários locais. As pessoas precisam se prevenir, porque a doença não tem classe social, raça ou idade – observa.

Para intensificar a prevenção e fazer um alerta à população, a prefeitura de Balneário montou uma estrutura para realizar testes rápidos durante o Carnaval. Em dois dias de atendimento foram 35 exames de HIV, número considerado alto pelo município.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário