Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aeronáutica limita altura de prédios em Itajaí e Navegantes

29 de fevereiro de 2016 3

 

Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

A portaria 957 da Aeronáutica colocou a construção civil de Itajaí e Navegantes em alerta. Editada no ano passado pela Secretaria de Aviação Civil, a legislação restringe a 45 metros a altura de prédios, antenas e torres em um raio de quatro quilômetros a partir do aeroporto de Navegantes (o que equivale a um prédio de 15 andares). A alteração impõe mais controle sobre as construções para melhorar a segurança do tráfego aéreo no entorno dos terminais em todo país.

Em Itajaí, a preocupação é maior pois a lei de zoneamento permite edifícios de até 105 metros, dependendo da rua e da região. Os bairros Centro, Fazenda, São João e Barra do Rio seriam os mais afetados, além de parte do Cordeiros e do São Vicente.

– Trata-se de uma questão importante para a viabilidade econômica das construções em áreas de grande valorização imobiliária, como o Centro e o bairro Fazenda, em Itajaí, mas também em Navegantes, onde no futuro a restrição poderá se tornar um empecilho para o desenvolvimento da cidade – avalia o presidente do Sinduscon, Charles Kan.

Para tentar minimizar o impacto da portaria, a entidade e as prefeituras das duas cidades participaram de uma reunião no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Trafego Aéreo (Cindacta II). No encontro, ficou definido que os municípios vão fazer um levantamento dos obstáculos existentes para uma proposta de área consolidada. Esses dados serão catalogados e servirão de base para os operadores do aeroporto.

Um segundo passo seria a implantação do plano específico para o terminal de Navegantes. Por enquanto, projetos acima de 45 metros de altura na região precisam de autorização do Cindacta II. Consultas prévias, projetos aprovados e licenças concedidas até 2 de fevereiro deste ano permanecem válidos, bem como os edifícios já concluídos ou em construção.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (3)

  • Ney Armando diz: 29 de fevereiro de 2016

    Está na hora de remover o aeroporto do centro da cidade e colocar as margens da BR 101 entre Itajaí e Penha, ali tem terra e espaço a vontade.

  • Celso diz: 29 de fevereiro de 2016

    E os paredões de concreto nas nossas praias quando vão começar a impedir que essa destruição do nosso litoral continue.

  • Celestino diz: 2 de março de 2016

    Quando foi construído o Aeroporto era só mato no entorno, agora que a área desenvolveu grande parte por causa do aeroporto, não serve mais??

Envie seu Comentário