Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Data de transferência de domicílio eleitoral de Paulinho Bornhausen causa polêmica em Itajaí

02 de abril de 2016 2
Foto: Cristiano Estrela, Arquivo

Foto: Cristiano Estrela, Arquivo

 

 

A imagem de um documento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que atesta a transferência de domicílio eleitoral de Paulinho Bornhausen (PSB) para Itajaí no dia 6 de outubro de 2015, quatro dias após o prazo legal, esquentou as redes sociais neste sábado.

A legislação eleitoral exige que a troca de domicílio ocorra até um ano antes das Eleições. Desta vez, o pleito municipal está marcado para 2 de outubro _ o que significa que, para concorrer em uma nova cidade, o candidato deveria fazer a alteração até 2 de outubro de 2015.

A assessoria de Bornhausen explica que ele fez a transferência de domicílio online em 1º de outubro do ano passado, um dia antes de terminar o prazo. E que o dia 6 foi a data em que ele retirou o título de eleitor em Itajaí  _ a data válida, portanto, seria a do primeiro protocolo.

É claro que o assunto virou polêmica: Paulinho é pré-candidato a prefeito de Itajaí, e nas últimas semanas fechou uma série de acordos com outros partidos, como o PSD, além de ter angariado mais de 300 novos nomes locais para seu partido, o PSB.

Um impedimento a poucos meses das Eleições causaria reviravolta no cenário político.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (2)

  • ELARIO diz: 4 de abril de 2016

    TRANSFERÊNCIA ON LINE, EU SEMPRE ACHEI QUE A PESSOA DEVERIA IR AO CARTÓRIO ELEITORAL PARA FAZER TRANSFERÊNCIA DE DOMICÍLIO ELEITORAL.
    ESTRANHO.

  • marcos antonio dias diz: 4 de abril de 2016

    qual a real intensão do paulo querer ser prefeito? será que quer ajudar o povo da terra que ele tanto ama? kkkkkkkkkkkkkk

Envie seu Comentário