Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Balneário Camboriú terá "Costa das Orquídeas"

18 de abril de 2016 0

Um decreto municipal assinado este mês pelo prefeito Edson Piriquito (PMDB) garantirá a proteção de toda a faixa verde que inicia na rodovia Interpraias, em Balneário Camboriú, nas proximidades do molhe da Barra Sul, percorre toda a costa do Bairro da Barra até a BR-101 e inclui a região da Sultepa, onde era feita extração ilegal de minérios. O documento dá ao local o nome de Costa das Orquídeas, sugerido pelo promotor do Meio Ambiente, André Otávio Vieira de Mello, em referência às mais de 80 espécies de orquídeas catalogadas no local.

A Costa das Orquídeas será o que os especialistas chamam de “zona de amortecimento” para a Área de Proteção Ambiental (APA) Costa Brava – uma garantia à preservação à Mata Atlântica nas praias agrestes. As zonas de amortecimento servem como “transição” entre as áreas bastante ocupadas e áreas que têm o meio ambiente protegido por lei. Na prática, são um cinturão de proteção à APA.

A delimitação da Costa das Orquídeas faz parte de um termo de ajustamento de conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e assinado pela prefeitura de Balneário. Além da zona de amortecimento, o acordo prevê que até maio deste ano o município determine a região da Sultepa como parque municipal – um belo destino para um local que foi fortemente degradado no passado.

Entre os condicionantes do TAC, o MPSC sugere estudos para captação de energia renovável no local – solar, por exemplo – e avaliação dos recursos hídricos locais para que, eventualmente, o morro da Sultepa possa fornecer água à região Sul da cidade (ainda hoje sem abastecimento) de forma sustentável.

Aliás, o trabalho do promotor André elevou o nível das discussões e das ações ligadas ao meio ambiente em Balneário Camboriú. Prova disso é a efetivação do conselho da APA Costa Brava e o esforço pela preservação do local.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário