Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Acordo judicial resulta em levantamento do patrimônio cultural de Balneário Camboriú

19 de abril de 2016 1
Foto: Paulo Henrique Pena, Divulgação

Foto: Paulo Henrique Pena, Divulgação

 

Um acordo judicial proposto pelo Ministério Público de Santa Catarina resultou num belo levantamento fotográfico e audiovisual sobre os ranchos de pesca de Balneário Camboriú. O material servirá como base para ações de proteção do patrimônio cultural da cidade.

O trabalho foi pago pela construtora FG, como compensação por irregularidades ambientais na construção do edificício Infinity Coast _ a obra foi feita sem licença e mais próxima do Canal do Marambaia do que a lei permite.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Renato diz: 19 de abril de 2016

    Como fazem uma obra desse porte sem licença? A prefeitura não tem nenhum fiscal pra ver isso?
    Independente da compensação, deve-se apurar que autorizou ou deixou de autorizar tal obra, repito, SEM LICENÇA!!!!
    Quais mais obras estão sendo erguidas em Balneário sem licença?
    A título de sugestão, “como compensação por irregularidades ambientais” poderiam construir habitações populares, postos de saúde, creches… nada contra o “levantamento fotográfico e audiovisual” efetuado, mais acredito que tais obras seriam muito mais importantes.

Envie seu Comentário