Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Discordância na greve

19 de abril de 2016 1

A greve dos servidores de Itajaí terminou, mas dentro do sindicato a briga continua. Parte dos associados não aceita o acordo com a prefeitura e alega que muitos grevistas não votaram porque não sabiam que haveria nova discussão na última sexta-feira.
Para a presidência do sindicato, o movimento é político.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Renato diz: 19 de abril de 2016

    A presidente do sindicato, no mínimo, realizou uma ação suspeita e passível de questionamento jurídico.
    Vamos analisar: pela manhã os funcionários rejeitaram a proposta apresentada pela prefeitura. No final da tarde, quando o quórum era baixo e SEM NENHUM FATO/PROPOSTA NOVA, foi efetuada votação que terminou com a greve.
    Por que uma nova votação se não houve fato novo? Não havendo nova proposta, não haveriam motivos para nova deliberação, ainda mais sobre a proposta anteriormente rejeitada.
    Muito, mais muito estranho. Agora a presidente alega perseguição política… ela que fez a m… Só falta dizer que é golpe!!!!

Envie seu Comentário